conecte-se conosco


CIÊNCIA E SAÚDE

Pacientes não Covid são transferidos do Mário Palmério Hospital Universitário para outros hospitais de Uberaba

Publicado em

CIÊNCIA E SAÚDE

Primeiro a receber pacientes é o Hospital de Clínicas da UFTM. Ação, iniciada nesta sexta-feira (5), faz parte do Plano de Contingência de Enfrentamento ao coronavírus.

Pacientes não Covid-19 do Mário Palmério Hospital Universitário (MPHU) começaram a ser transferidos para outros hospitais de Uberaba nesta sexta-feira (5). O primeiro a receber os pacientes, que passaram por testagem na quinta-feira (4), é o Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (HC-UFTM). A ação faz parte do Plano de Contingência de Enfrentamento à Covid-19, que está na fase 5.

Segundo o titular da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Sétimo Bóscolo, o MPHU é o hospital de retaguarda 1 do Plano de Contingência. Na última semana, a alteração do plano foi tratada em reunião com representantes das unidades hospitalares do município.

“Desde a semana passada, estamos trabalhando para ativar o plano, que precisa de uma preparação prévia junto às unidades hospitalares. Nos reunimos com os hospitais, informamos as necessidades e o processo está em andamento”, afirmou.

Leia mais:  Vacina russa diz que teste no Brasil começa na quarta, mas Anvisa afirma que não recebeu pedido de pesquisa ou registro

Segundo Cristina Strama, que faz apoio do gabinete para as questões de regulação, o trabalho de transferência está sob a responsabilidade do Serviço de Atendimento Móvel Urgência (Samu).

Ela afirmou que houve acréscimo de leitos de enfermaria no Hospital Regional José Alencar (HRJA), que passou de 77 para 103, além de outros três leitos que foram abertos na rede particular.

Cristina também informou que o MPHU abrirá outros 28 leitos de enfermaria para Covid quando as transferências estiverem concluídas. Ela ressaltou, ainda, que a SMS está alinhando o trabalho junto a outras unidades hospitalares, como o Hospital Dr. Hélio Angotti (HHA), para pacientes não Covid.

O secretário de Saúde lembrou que são várias ações em andamento pelo governo municipal para dar mais segurança à comunidade em relação à pandemia. Ele enfatizou também o apoio e cooperação do MPHU e HC-UFTM neste momento difícil que a cidade enfrenta.

“Mas é claro que isso não vai bastar se os cidadãos não entenderem que é preciso usar máscara, álcool em gel, manter distanciamento e não aglomerar em hipótese nenhuma. Nada do que fizermos vai melhorar esse cenário, se a população não fizer a sua parte”, finalizou.

Leia mais:  Carneirinho: Boletim Covid-19 atualizado dia 22 de Março de 2021

Por: G1 Triângulo e Alto Paranaíba

Comentários Facebook
Propaganda

CIÊNCIA E SAÚDE

Conselho Regional de Odontologia e produtores rurais doam mais de 300 cestas em Patos de Minas

Publicados

em

Segundo os responsáveis pela doação, o gesto é um modo de retribuir os esforços que o poder público está fazendo para vacinar a população e também ajudar quem mais está precisando.

O Conselho Regional de Odontologia e produtores rurais se uniram em uma campanha e arrecadaram mais de 300 cestas básicas que serão destinadas às famílias carentes de Patos de Minas. São mais de 1.800 famílias vivendo em extrema pobreza na cidade. Segundo os responsáveis pela doação, o gesto é um modo de retribuir os esforços que o poder público está fazendo para vacinar a população e também ajudar quem mais está precisando.

Foi preciso um caminhão para conseguir guardar tantas cestas de alimentos. Cestas essas que serão divididas por setores da cidade e entregues às famílias de baixa renda. De acordo com a Delegada do Conselho Regional de Odontologia, Anne Oliveira, o objetivo é contribuir um pouco com as pessoas mais necessitadas, principalmente neste momento de pandemia que estamos passando. Segundo ela, o gesto também foi uma forma de fazer algo pela sociedade, uma vez que eles já foram vacinados por serem profissionais de saúde.

Leia mais:  Carneirinho: Vacinação para idosos de 73 anos acontecerá amanhã

Segundo a Secretária de Desenvolvimento Social, Jorgiane de Souza, serão quase 1.208 famílias beneficiadas. Ela ainda disse que o critério de escolha faz famílias se deu em razão das que já estão inscritas no cadastro único. Jorgiane explicou que são muitas famílias que vivem em situação de vulnerabilidade em Patos de Minas. Ela disse que muitas famílias, que vivem abaixo da linha da pobreza ou extrema pobreza que ainda não estejam cadastradas no cadastro único, que procurem a secretaria e realizem o cadastro o quanto antes para que assim possam receber doações entre outros benefícios.

O Prefeito Luís Eduardo Falcão disse que a ajuda veio em excelente hora. Segundo o chefe do executivo, por mais que a prefeitura faça pela população, é impossível realizar tudo de maneira só e que ajudas como essa alimentam ainda mais a esperança em dias melhores. Falcão enfatizou que Patos de Minas possui 10.609 famílias que vivem abaixo da linha da pobreza na capital do milho e que essas pessoas necessitam de uma atenção maior.

Leia mais:  ‘Bala de prata’ contra covid-19 pode nunca existir, diz OMS

Os envolvidos se reuniram também para organizar a melhor estratégia de distribuição das cestas básicas. As famílias irão começar a receber os alimentos ainda hoje.

Por: Patos hoje

Comentários Facebook
Continue lendo

ITURAMA E REGIÃO

POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

Mais Lidas da Semana