conecte-se conosco


POLÍTICA

MP pede apuração de gastos de R$ 2,4 milhões nas férias de Jair Bolsonaro

Publicado em

POLÍTICA

source
Presidente Jair Bolsonaro (sem partido)
Marcos Corrêa/PR

Presidente Jair Bolsonaro (sem partido)









Você viu?



Junto ao TCU (Tribunal de Contas da União), o subprocurador-geral da República, Lucas Furtado, entrou com uma representação na Corte pedindo a apuração dos gastos de R$ 2.452.586,11 do presidente Jair Bolsonaro  (sem partido) ao longo de suas férias , de 18 de dezembro a 5 de janeiro . Furtado disse que a quantia é “assombrosa” e solicitou que as despesas sejam detalhadas. As informações foram apuradas pelo jornal Poder 360 .

De acordo com o portal, foram gastos R$ 1.053.889,50 com deslocamento, R$ 202.538,21 com seguranças e outros R$ 1.196.158,40 no cartão corporativo, cujo extrato é sigiloso.

Leia mais:  Foto de armas e xingamento de "gado": seguidores questionam tag #JairNobeldaPaz

“O tribunal, no cumprimento de suas competências constitucionais de controle externo de natureza contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial da Administração Pública federal, decida pela adoção das medidas necessárias  a conhecer e avaliar a natureza e a composição das despesas”, escreveu Furtado.

“Em pleno auge da pandemia, onde o número de casos de doentes e de mortes sobressaltam a população diariamente, e, ao mesmo tempo, o número de famílias desassistidas cresce de forma assustadora […], causou-me indignação a notícia de que o Presidente Jair Bolsonaro, em férias ocorridas entre 18/12/2020 e 5/1/2020, tenha gasto o exorbitante montante de R$ 2.452.586,11 em menos de 20 dias”, acrescentou. 

O presidente Jair Bolsonaro tirou férias no final do ano passado em Santa Catarina e no Guarujá , gerando um gasto de R$2.452.586,11 aos cofres públicos, segundo dados levantados pelo deputado federal Elias Vaz (PSB), que divulgou os números na última quinta-feira (01). Os valores foram enviados à Secretaria Geral da Presidência da República e ao Gabinete de Segurança Institucional.

O ofício n° 57/2021/SE/GSI/GSI/PR, do Gabinete de Segurança Institucional, estima o custo de R$ 1.053.889,50 com manutenção e combustível dos aviões. Como esse tipo de gasto é computado em dólares, no total, somam aproximadamente U$ 185 mil. 

Nessas despesas também estão inclusas a locomoção terrestre, aquática e aérea de Bolsonaro e sua família, convidados e equipe de profissionais que os acompanhou na viagem. Já o gasto com diárias da equipe de segurança ficou em R$202.538,21.

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA

Daniel Silveira e blogueiro bolsonarista são cotados pelo PTB para o Senado

Publicados

em

Por

source
Daniel Silveira (PSL-RJ) está em prisão domiciliar por divulgar vídeo com ameaças a ministros do STF
Vinicius Loures/Câmara dos Deputados

Daniel Silveira (PSL-RJ) está em prisão domiciliar por divulgar vídeo com ameaças a ministros do STF

O PTB de Roberto Jefferson articula as candidaturas do blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio e do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) para o Senado nas eleições de 2022, além de cogitar também o nome do ex-senador Magno Malta . As informações são do Congresso em Foco .

Silveira, réu no Supremo Tribunal Federal (STF) por incitar violência física contra ministros da própria corte, está em prisão domiciliar com usa tornozeleira eletrônica tem discurso alinhado ao de Roberto Jefferson.

No final de fevereiro, ele chegou a anunciar a filiação do deputado fluminense ao partido. Até hoje, porém, Silveira continua no PSL e poderia perder o cargo caso mudasse de partido.

Magno Malta, que um dia já foi cotado a vice-presidente de Jair Bolsonaro (sem partido) em seu primeiro mandato, hoje tem pouca participação política e ainda se mantém filiado ao PL (Partido Liberal).

Leia mais:  Ex-governador do Rio Grande do Norte é condenado por improbidade administrativa

Comentários Facebook
Continue lendo

ITURAMA E REGIÃO

POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

Mais Lidas da Semana