conecte-se conosco


Entretenimento

Xuxa sai em defesa de Belo: “O presidente cria aglomeração todo hora”

Publicado

source
Xuxa Meneghel e Jair Bolsonaro
Reprodução Instagram

Xuxa Meneghel e Jair Bolsonaro

Xuxa Meneghel, de 57 anos, usou seu perfil no Instagram para defender o cantor Belo , que foi preso recentemente sob acusação de gerar aglomeração no Complexo da Maré, no Rio de Janeiro.

Para abonar o cantor , Xuxa apontou o fato de o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criar aglomerações e nunca ser punido. “O filho do presidente participa de festinha em casa de veraneio (lembra que gravaram?) e ninguém fez nada. O próprio presidente cria aglomeração e tumulto, fotografa com pessoas que vão vê-lo e nada acontece”, iniciou ela.

Em seguida, a apresentadora demonstrou indignação com a seletividade das leis. “As praias estão lotadas, bares aqui no Rio entupidos. Por que a lei serve para uns e não para outros? Qual é o critério de escolha? Esse sim e esse não? Ser artista hoje em dia é errado e ser político ou gostar dessa política é correto, por quê?”, questionou Xuxa.

Leia mais:  Com Covid, infuencer Ygona tem piora e família pede apoio: "Nos ajude, Senhor"

Entenda a prisão de Belo

Recentemente o  cantor Belo foi detido por se apresentar em uma comunidade no Rio de Janeiro. O artista foi acusado de gerar aglomerações em meio à pandemia de Covid-19 e está sendo investigado por se apresentar em uma instalação pública sem autorização.

Após ser solto, na quinta-feira (18), Belo se pronunciou. “A responsabilidade sobre os protocolos sanitários de eventos em que eu me apresento, assim como todos os artistas, é exclusiva dos contratantes. É o mesmo caso da escolha do local em que as apresentações ocorrem. Garanto a segurança do meu staff e me preocupo com a proteção do público, mas quem responde por ela, nesse caso, era da produtora que me chamou para cantar”, defendeu o artista.

“Nesse contexto, agradeço minha mulher, Gracyanne, por estar comigo ontem. Uma fortaleza. E aos membros da nossa família e de toda a classe artística, bem como os meus fãs, que se mobilizaram para perguntar o óbvio: ‘Por que só o Belo?’. Nós também não entendemos”, encerrou Belo.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Ludmilla compartilha crítica sobre lockdown e apaga após ser criticada

Publicado

por

source
Ludmilla
Instagram/Reprodução

Ludmilla

Ludmilla movimentou a internet nesta sexta-feira (5), após compartilhar uma crítica ao lockdown decretado no Rio de Janeiro, onde a cantora reside com a família. A publicação da funkeira questiona se pessoas de serviços considerados não essenciais continuarão frequentando serviços essenciais. “Vidas importam e os trabalhos também”, diz um trecho do texto, que foi apagado minutos depois da publicação ir ao ar. Mas os internautas tiraram print e desde então a cantora vem sendo muito criticada por conta da postagem.

O texto publicado por Ludmilla, que é originalmente do especialista em sobrancelhas, Rafa Paixão, dizia o seguinte: “Será que o dono da academia (não essencial) continuará indo ao supermercado (essencial)? Será que o dono da loja de vestuários (não essencial) continuará indo ao posto de combustível (essencial)? Será que a dona do bar (não essencial) continuará indo à loja de material de construção (essencial)? Será que a filha do músico (não essencial) continuará naquele colégio (essencial)? Será que a dona Maria, garçonete (não essencial), pagará o IPTU (essencial)? Será que o vendedor ambulante (não essencial) pagará o aluguel (essencial)? Será que o artesão (não essencial) pagará a conta de água, luz (essencial)? Será que o que está sendo considerado não essencial, realmente não é mesmo essencial? Tudo é essencial. Vidas importam e os trabalhos também”.

Leia mais:  Com Covid, infuencer Ygona tem piora e família pede apoio: "Nos ajude, Senhor"
Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana