conecte-se conosco

Tecnologia

Você emprestaria seu rosto a milhares de robôs por R$520 mil?

Publicado

source

Olhar Digital

robô arrow-options
Unsplash/Franck V

Empresa quer rostos humanos em robôs


Uma empresa inglesa está procurando candidatos dispostos a emprestar seu rosto para uma nova geração de robôs humanoides . Embora não possa divulgar muitos detalhes sobre o projeto devido a um acordo de confidencialidade, a Geomiq afirma que os robôs serão usados no cuidado de idosos , e que estarão disponíveis ao público no ano que vem.

De acordo com a empresa o projeto está sendo desenvolvido há cinco anos e conta com o apoio de grandes investidores, bem como de um fundo de investimentos em Shanghai. O candidato ideal deve ter um rosto “gentil e amigável” e estar disposto a ceder seus direitos de imagem para o uso em “potencialmente milhares de cópias” do robô em todo o mundo. O valor do contrato seria de 100 mil libras esterlinas, cerca de R$ 520 mil pela cotação atual.

Leia também: Conheça Gita, o robô que segue o dono carregando suas coisas

É um pedido curioso, já que estamos em uma época em que redes neurais conseguem gerar rostos extremamente convincentes e não seria difícil criar o “rosto perfeito” combinando alguns parâmetros. Mas a própria Geomiq admite que o marketing pode ser um dos objetivos, já que sua cliente “espera que a campanha gere interesse extra antes do eventual lançamento”.

Leia mais:  PlayStation 5 será o console mais rápido do mundo? Sony acredita que sim

Interessados devem mandar um e-mail (em inglês) com uma foto de seu rosto para faces@geomiq.com . Apenas os candidatos selecionados para uma segunda fase do projeto reeberão uma resposta, e de acordo com a Geomiq ficarão sabendo de “todos os detalhes” do projeto.

Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

Xiaomi Mi 10 vaza na web: veja imagens do celular chinês

Publicado

Detalhes do design e especificações do Mi 10, próximo lançamento da Xiaomi, já circulam na internet. Supostas imagens do celular sucessor do Mi 9 surgidas nos últimos dias na rede social chinesa Weibo revelam quatro lentes alinhadas verticalmente na traseira, tela praticamente sem bordas e furo para câmera frontal menor que no Galaxy S10 – que também está prestes a ser renovado pela Samsung.

O smartphone premium deverá contar com versão Pro, com ficha técnica mais avançada. O processador Snapdragon 865, chip da Qualcomm lançado em dezembro, também é esperado nos telefones.

Os telefones já teriam sido analisados pelo software de comparação de desempenho Antutu Benchmark. Em imagens publicadas na web, o Mi 10 apareceu com 560.217 pontos, cerca de 10% a mais que o registrado pelo Asus ROG Phone 2, o celular Android mais poderoso de 2019. Prints do suposto teste mencionam especificações que incluem o núcleo gráfico Adreno 650, o código de modelo SM8250 e a antena 5G que compõem a ficha técnica do Snapdragon 865.

Leia mais:  Xiaomi aposta na relação custo-benefício e vê participação no mercado disparar

Comenta-se ainda que os dois modelos trarão memória RAM de 12 GB e armazenamento de 128 GB, 256 GB ou 512 GB. Ambos também poderão vir com Android 10 de fábrica.

Suposta foto do Mi 10 revela conjunto de quatro lentes na traseira — Foto: Reprodução/Weibo

Suposta foto do Mi 10 revela conjunto de quatro lentes na traseira — Foto: Reprodução/Weibo

As diferenças entre o Mi 10 regular e o Mi 10 Pro podem estar principalmente no conjunto de câmeras e na tecnologia de tela. O mais simples poderá contar com display de 90 Hz de taxa de atualização, além de câmeras de 64 MP (primária), 20 MP (ultrawide), 12 MP (teleobjetiva) e 5 MP (sensor profundidade). A versão turbinada traria tela de 120 Hz e lente principal de 108 MP.

Outra diferença pode estar na bateria, dessa vez com vantagem para a versão regular: o Mi 10 teria componente de 4.500 mAh e recarga rápida de 66W, contra 4.800 mAh e 30W para o modelo Pro.

Os novos celulares da Xiaomi poderão ser apresentados em fevereiro, durante a feira de mobilidade MWC, em Barcelona. Ainda não há previsão de eventual lançamento dos smartphones no Brasil, onde a fabricante atua em parceria com a DL. Atualmente, a loja oficial da marca comercializa o Mi 9 por R$ 4.299,99.

Leia mais:  Mate X, celular dobrável da Huawei, ganha data e preço de lançamento; confira

Por G1

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana