conecte-se conosco

Tecnologia

Você emprestaria seu rosto a milhares de robôs por R$520 mil?

Publicado

source

Olhar Digital

robô arrow-options
Unsplash/Franck V

Empresa quer rostos humanos em robôs


Uma empresa inglesa está procurando candidatos dispostos a emprestar seu rosto para uma nova geração de robôs humanoides . Embora não possa divulgar muitos detalhes sobre o projeto devido a um acordo de confidencialidade, a Geomiq afirma que os robôs serão usados no cuidado de idosos , e que estarão disponíveis ao público no ano que vem.

De acordo com a empresa o projeto está sendo desenvolvido há cinco anos e conta com o apoio de grandes investidores, bem como de um fundo de investimentos em Shanghai. O candidato ideal deve ter um rosto “gentil e amigável” e estar disposto a ceder seus direitos de imagem para o uso em “potencialmente milhares de cópias” do robô em todo o mundo. O valor do contrato seria de 100 mil libras esterlinas, cerca de R$ 520 mil pela cotação atual.

Leia também: Conheça Gita, o robô que segue o dono carregando suas coisas

É um pedido curioso, já que estamos em uma época em que redes neurais conseguem gerar rostos extremamente convincentes e não seria difícil criar o “rosto perfeito” combinando alguns parâmetros. Mas a própria Geomiq admite que o marketing pode ser um dos objetivos, já que sua cliente “espera que a campanha gere interesse extra antes do eventual lançamento”.

Leia mais:  Mitsubishi Eclipse Cross ganha duas séries especiais a partir de R$ 170.990

Interessados devem mandar um e-mail (em inglês) com uma foto de seu rosto para faces@geomiq.com . Apenas os candidatos selecionados para uma segunda fase do projeto reeberão uma resposta, e de acordo com a Geomiq ficarão sabendo de “todos os detalhes” do projeto.

Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

Samsung anuncia que celulares da linha Galaxy S terão três ‘gerações’ de atualização para o Android

Publicado

Samsung anunciou no evento “Galaxy Unpacked” que pretende manter o sistema operacional Android atualizado na em seus smartphones topo da linha, como a linha Galaxy S e Galaxy Note. O benefício deve valer para o Galaxy S10 e modelos mais recentes, como o Galaxy S20.

Antes, a companhia mantinha os smartphones atualizados por mais ou menos 2 anos – prazo inferior aos 3 anos oferecidos pelo próprio Google nos celulares da linha Pixel e muito inferior aos 4 anos que a Apple tem atingido com suas próprias atualizações do iOS para o iPhone.

As atualizações do Android garantem a segurança do sistema e a presença das funcionalidades mais modernas. Mesmo com um processador rápido e boa capacidade de memória, um smartphone com sistema desatualizado pode parecer defasado em relação a um celular mais simples com um sistema recente.

Enquanto outras fabricantes de aparelhos com Android como Nokia, Motorola, LG e Xiaomi aderiram à iniciativa “Android One” do Google, oferecendo alguns aparelhos com Android “puro” e 3 anos de atualização garantida, a Samsung manteve suas personalizações do Android em toda a linha, sem garantias explícitas de atualização para a maioria dos modelos.

Leia mais:  Hackers podem atacar roteadores de internet para redirecionar sites e roubar senhas; saiba se proteger

A fabricante sul-coreana foi uma das marcas que não respondeu ao levantamento sobre as atualizações do Android feito por este blog em 2019.

O blog procurou a Samsung para saber se a nova oferta vale para o mercado brasileiro. A marca deu uma resposta positiva. “A Samsung segue um calendário de desenvolvimento, em que será contemplada no Brasil a diretriz global de atualizações do sistema operacional para até três gerações”, afirmou a empresa.

Se cumprir sua nova promessa, a Samsung oferecerá atualizações ainda mais completas que o Android One, já que deve atualizar o Android por três gerações. O Galaxy S20, que saiu de fábrica com o Android 10, deve receber o Android 13, por exemplo.

Android One

Com exceção do Google, poucos fabricantes se comprometem a lançar atualizações regulares para seus aparelhos Android por períodos superiores a dois anos. Aparelhos de baixo custo muitas vezes não recebem nenhuma atualização.

O “Android One” é uma iniciativa do Google para que fabricantes lancem smartphones com personalizações mínimas para o Android, concentrando a experiência do usuário nas funções universais do sistema.

Leia mais:  Mate X, celular dobrável da Huawei, ganha data e preço de lançamento; confira

Dessa maneira, fica mais fácil distribuir atualizações – inclusive para aparelhos de custo mais baixo, que normalmente ficam em desvantagem nesse quesito. As atualizações de segurança no Android One são garantidas mensalmente por 3 anos e por duas gerações do Android.

Ou seja, um aparelho “Android One” que sai de fábrica com o Android 9 deve receber o Android 11 até o fim da sua vida.

No Brasil, apenas a Nokia e a Motorola disponibilizam produtos na linha “Android One“. Aparelhos que não fazem parte da lista do Android One dependem das regras da fabricante para as atualizações – e nem sempre essa informação existe na data da compra.

Por: G1

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana