conecte-se conosco

POLÍTICA

Tribunal Superior Eleitoral aprova criação do 33º partido do país

Publicado

source
Fachada do TSE arrow-options
Agência Brasil

Sigla teve assinaturas coletadas em 15 estados

O Tribunal Superior Eleitoral ( TSE ) aprovou, nesta terça-feira, o 33º partido político do Brasil. Chamado de Unidade Popular , a nova sigla defende, em seu programa, a nacionalização do sistema bancário, da terra, das gravadoras de música e das produtoras de filme; o fim do pagamento da dívida externa; a reestatização das empresas estatais privatizadas; a “socialização de todos os grandes canais de televisão, jornais e rádios”; o fim do vestibular; e eleições para escolha de juízes.

Também prega o “controle social de todos os monopólios e consórcios capitalistas e dos meios de produção nos setores estratégicos da economia” e a “planificação da economia para atender às necessidades da população e acabar com as desigualdades regionais e sociais”.

Leia também: Por quatro votos a três, TSE libera assinaturas eletrônicas para criar partidos

Segundo o TSE, a legenda reuniu 497.230 assinaturas de apoio em 15 estados. Foi o suficiente para cumprir as regras de criação de partido. É necessário ter o apoio, coletado em no máximo dois anos, de 0,5% dos votos válidos dados na última eleição para a Câmara dos Deputados. Também é preciso ter o apoio de 0,1% dos eleitores de pelo menos nove estados.

Leia mais:  "Inquérito está no Supremo, não é uma questão que cabe a mim", diz Maia

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA

Eleições deste ano podem durar 1h a mais e ter horário reservado a idosos

Publicado

por

source
Eleições irão ocorrer em 15 e 29 de novembro
Senado Federal/Divulgação

Eleições irão ocorrer em 15 e 29 de novembro

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) está analisando possibilidades para viabilizar as eleições municipais deste ano e evitar aglomerações. Nesta quarta-feira (5), o presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, disse que uma opção é estender a votação em pelo menos uma hora e reservar um horário apenas para pessoas acima dos 60 anos.

‘Nós imaginamos nas próximas semanas, provavelmente ainda no mês de agosto, termos uma definição do horário, sendo que muito possivelmente nós estenderemos em uma hora pelo menos o horário de votação, que seria de 8h às 18h”, explica Barroso sobre as possibilidades para as eleições .

O presidente do TSE também afirma que é “muito possivelmente nós reservaremos o primeiro horário para os que tem mais de 60 anos e são considerados grupo de risco”. O horário reservado seria das 8h às 11h, possivelmente.

Leia mais:  "O eleitor está cansado de ser enganado", diz Flávio Bolsonaro

Contudo, Barroso explica que “nós ainda não batemos o martelo”. “Não estou confirmando isso porque nós temos uma consultoria técnica para fazermos”.

“O que fizemos foi solicitamos um estudo ao setor de estatística para calcularmos a saturação de cada uma das seções eleitorais no sentido de impedir a formação de filas e aglomerações”, explica sobre as ações tomadas até agora para viabilizar as eleições .

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana