conecte-se conosco


POLÍTICA

STJ adia julgamento de recurso de Flávio Bolsonaro sobre caso das ‘rachadinhas’

Publicado

source
flávio
Beto Barata/Agência Senado

Senador Flávio Bolsonaro tem julgamento de recurso adiado

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Felix Fischer, retirou da pauta de julgamentos desta terça-feira (15) o recurso da defesa de  Flávio Bolsonaro que pede para paralisar as investigações sobre o suposto esquema de “rachadinhas” na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Com o adiamento, o julgamento da defesa do senador não tem data para ser retomado. Esta não é a primeira vez que o recurso é negado pelo ministro Felix Fischer. As outras vezes foram em abril e outra em maio.

Investigação

Flávio Bolsonaro é investigado por suspeita de peculato, organização criminosa e lavagem de dinheiro em seu gabinete na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Leia mais:  Panelaço pedindo saída de Bolsonaro acontece em nono dia seguido

Segundo o MP do Rio, Flávio foi chefe de uma organização que atuou em seu gabinete no período em que foi deputado estadual, de 2003 a 2018. O esquema desviava salários de servidores de seu gabinete para uso pessoal, esquema conhecido como “rachadinhas”. 

A estimativa é que cerca de R$ 2,3 milhões tenham sido movimentados durante o esquema, que envolveu o amigo da família Bolsonaro, Fabrício Queiroz.

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA

Tribunal forma maioria para tornar Crivella inelegível

Publicado

por

source
Prefeito do Rio de Janeiro%2C Marcelo Crivella (Republicanos)
Agência Brasil

Prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos)

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Rio de Janeiro formou maioria para que o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) se torne inelegível. Apesar de já haver um resultado negativo, o resultado final do julgamento só será na quinta-feira (24) por conta de um dos desembargadores ter feito pedido de vista, que é mais tempo para poder analisar o caso.

Nesta segunda, cinco desembargadores acompanharam o voto do desembargador relator, Cláudio Dell’Orto. Para que fosse formada maioria eram necessários pelo menos quatro votos. A sessão foi suspensa, porém, após o pedido de vista do desembargador Vitor Marcelo Rodrigues.

Atualmente Crivella é prefeito e candidato à reeleição e pode recorrer da decisão até que todos as possibilidades de recursos em instâncias superiores estejam esgotadas. Nesse caso, os recursos poderiam ser enviados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Leia mais:  Bolsonaro comenta foto de Olavo de Carvalho em hospital e preocupa fãs

Por meio de nota, a assessoria do prefeito diz que “o julgamento ainda não terminou” e que, “após concluído e publicada a decisão, no prazo legal”, entrará com recurso. “O prefeito poderá participar do pleito”, completa o comunicado.

A ação diz respeito a um evento na Comlurb em que Marcelo Hodge Crivella, filho de Crivella, foi apresentado como pré-candidato a deputado.

O relator do caso afirmou ainda que não cabe a cassação de Crivella, mas determinou a procedência das acusações de abuso de poder político e conduta vedada.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana