conecte-se conosco


POLÍTICA

STF intima juiz que negou acesso de Lula a mensagens da Lava Jato

Publicado

source
Ex-presidente Lula
Reprodução

Ex-presidente Lula

O ministro Ricardo Lewandowski , do Supremo Tribunal Federal ( STF ), determinou nesta segunda-feira (4) que o juiz da 10ª Vara Federal Criminal do Distrito Federal seja intimado após descumprir ordem do Supremo.

Waldemar Cláudio de Carvalho não liberou ao ex-presidente Lula acesso às mensagens que foram apreendidas na operação Spoofing, da Polícia Federal, que investigou hackers que invadiram celulares de autoridades, entre eles o ex-ministro da Justiça Sérgio Moro , o procurador Deltan Dallagnol e o presidente Jair Bolsonaro .

No dia 28 de dezembro, o ministro já havia despachado a decisão que conferia ao petista acesso aos documentos que “lhe digam respeito, direta ou indiretamente, bem assim as que tenham relação com investigações e ações penais contra ele movidas na 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba ou em qualquer outra jurisdição, ainda que estrangeira”.

Contudo, a defesa de Lula recorreu novamente ao Executivo no dia 31 de dezembro após não conseguir acesso aos documentos.

Ricardo Lewandowski determinou nesta quarta (4) que o juiz Waldemar Cláudio seja intimado “das decisões proferidas por este relator mediante oficial de jusitca”. Caso haja novo descumprimento, medidas para apuração de infrações disciplinares podem ser tomadas.

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA

Comissão de Educação da Câmara pode ficar com deputados bolsonaristas

Publicado

por

source
Deputada federal Aline Sleutjes (PSL-PR)
Gustavo Sales/Câmara dos Deputados

Deputada federal Aline Sleutjes (PSL-PR)

Com o adiamento das definições dos presidentes das comissões da Câmara para a semana que vem , deputados bolsonaristas começaram a negociar para que eles sejam os escolhidos para o comando da comissão de Educação da Casa. A informação é do jornal Folha de S.Paulo

Os nomes mais fortes para assumir o órgão colegiado são os dos deputados Carlos Jordy (RJ) e Aline Sleutjes (PR). Os dois são da ala bolsonarista do PSL e têm forte apelo nos posicionamentos ideológicas de apreço do governo Jair Bolsonaro (sem partido), sendo alguns dos principais aliados do presidente na Câmara .

Sleutjes ainda é investigada no inquérito que apura financiamento a atos antidemocráticos, que é conduzido sob relatoria do ministro Alexandre de Moares, do Supremo Tribunal Federal (STF). A definição é prevista para os próximos dias.

Desde o início das negociações, o grupo bolsonarista da legenda manteve como alvo principal a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), considerada a mais importante da Câmara. Já é quase certo que a CCJ fica com a deputada bolsonarista Bia Kicis  (PSL-DF), também investigada no inquérito que apura atos antidemocráticos e ​​no das fake news.

Leia mais:  Em evento do MBL, Temer elogia Bolsonaro: "fazendo o que anteriores não fizeram"

No caso da Comissão de Educação, no entanto, ela também é considerada estratégica para o grupo. Assim como Bolsonaro, seus apoiadores veem o tema como o campo de batalha para pautas ideológicas no governo, que guarda pouca conexão com os problemas reais do Brasil.

O objetivo da conquista do comando da comissão seria a suposta proeminência da esquerda no setor e o fortalecimento de pautas de fundo religioso.

Nas últimas semanas, a comissão de Educação chegou a ser prometida para o DEM durante negociações tocadas pelo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). A legenda ainda mantém articulação para ficar com o colegiado.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana