conecte-se conosco


POLÍTICA

Senado: Major Olímpio também desiste de candidatura em apoio a Simone Tebet

Publicado

source
Senador Major Olímpio (PSL-SP)
Jefferson Rudy/Agência Senado

Senador Major Olímpio (PSL-SP)

Além de Jorge Kajuru (Cidadania-GO) , o senador Major Olímpio (PSL-SP) também retirou sua candidatura à presidência do Senado . Os dois políticos declararam apoio à Simone Tebet (MDB-MS). Com dois a menos na disputa, o Senado agora conta com três candidatos: Simone Tebet (MDB-MS), Rodrigo Pacheco (DEM-MG) e Lasier Martins (Podemos).

Senadora Simone Tebet (MDB-RS)
Pedro França/Agência Senado

Senadora Simone Tebet (MDB-RS)

Ao anunciar a decisão, Major Olímpio disse que a senadora Soraya Tronicke (PSL-MS), a outra integrante da bancada do PSL na Casa, também vai votar em Simone. “Eu quero renunciar minha pretensão, que seria uma pretensão do PSL, para que possamos ter pela primeira vez na história do Senado uma mulher corajosa, firme para conduzir esse processo”, afirmou.

A sessão do Senado foi aberta por volta das 15 horas pelo atual presidente da Casa, Davi Alcolumbre  (DEM-AP). A previsão é que o resultado da votação saia no final da tarde.

Leia mais:  Lula vai se mudar para a Bahia no fim do ano, diz colunista

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA

Doria diz que Bolsonaro é ‘um cara louco’ e nega falar das eleições de 2022

Publicado

por

source

BBC News Brasil

Em entrevista em inglês à BBC, Doria diz que Bolsonaro é 'um cara louco' e não comenta eleição de 2022
Reprodução: BBC News Brasil

Em entrevista em inglês à BBC, Doria diz que Bolsonaro é ‘um cara louco’ e não comenta eleição de 2022

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou que o presidente Jair Bolsonaro é “um cara louco” durante entrevista em inglês ao BBC World News, canal internacional de notícias da BBC, na noite de quinta-feira (4/3).

“Ele é um cara louco. Hoje mais cedo, Bolsonaro atacou governadores e prefeitos que foram comprar vacinas e ajudar o país a acabar com essa pandemia. Ele disse que temos de ser fortes, que deveríamos parar de chorar e enfrentar o problema. Como podemos enfrentar o problema vendo pessoas morrerem todos os dias?”, disse Doria ao apresentador Lewis Vaughan Jones.

Leia mais:  Maia defende cancelar recesso parlamentar para votar propostas sobre a pandemia

“O negacionismo do presidente Jair Bolsonaro contribui para isso”, continuou, afirmando que o sistema de saúde brasileiro está à beira do colapso.

De máscara, Doria falou de um palanque com a hashtag em inglês WeNeedVaccines , ou PrecisamosDeVacinas.

“Faltam vacinas, seringas e leitos de UTI. Não há coordenação nacional para combater a pandemia no Brasil. O sr. Bolsonaro continua enfraquecendo os protocolos de saúde, tornando mais difícil acabar com essa pandemia. Na verdade, só está piorando.”

Você viu?

Jair Bolsonaro faz continência diante da bandeira do Brasil

Reuters
Bolsonaro continua tornando mais difícil acabar com pandemia, disse Doria

O governador continuou: “Infelizmente, o Brasil tem de enfrentar dois vírus no momento: o coronavírus e o ‘Bolsonarovírus’. Uma tristeza para os brasileiros”.

Confrontado com a posição do presidente, verbalizada pelo apresentador, de que as medidas de prevenção contra o coronavírus podem cobrar um preço da economia e da saúde mental da população, Doria respondeu que “antes de salvar a economia, temos que salvar vidas”.

O governador se esquivou quando o apresentador perguntou se ele não estaria “jogando o jogo de Bolsonaro” ao fazer da crise algo político, e passou a exaltar as medidas tomadas por seu governo durante a pandemia.

Leia mais:  Daniel Silveira chora quase todos os dias na cadeia, dizem policiais

O governador também não respondeu se concorrerá contra Bolsonaro em 2022: “Precisamos salvar vidas, não é hora de discutir eleições no Brasil”.


Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube ? Inscreva-se no nosso canal!

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana