conecte-se conosco


POLÍTICA

Seis partidos pedem cassação do deputado Daniel Silveira ao Conselho de Ética

Publicado

source
Seis partidos pedem cassação do deputado Daniel Silveira ao Conselho de Ética
Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados

Seis partidos pedem cassação do deputado Daniel Silveira ao Conselho de Ética

Seis partidos já apresentaram ao Conselho de Ética da Câmara dos Deputados  um ofício no qual pediram a cassação do mandato do deputado  Daniel Silveira (PSL-Rio) por quebra de decoro parlamentar. O documento é assinado por PT, PSB, PDT, PCdoB, PSOL e Rede. 

Na representação enviada ao Conselho de Ética, os partidos demandam que o presidente da Câmara,  Arthur Lira (PP-AL), faça a “convocação imediata” do conselho.

As legendas afirmam que Silveira “extrapola de sua imunidade, rompe criminosamente os deveres de que seu mandato impõe e ofende, também de maneira criminosa, o Supremo Tribunal Federal, os ministros do Supremo e a própria democracia brasileira, estimulando a violência e fazendo apologia ao golpe militar.”

Você viu?

O deputado  Daniel Silveira foi preso, nesta terça (16),  após ordem do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Nesta quarta (17), a decisão de Moraes foi referendada por unanimidade pelo plenário do tribunal.

Silveira foi preso após ter divulgado um vídeo no qual fez apologia ao Ato Institucional 5 (AI-5), instrumento de repressão mais duro durante a ditadura militar, e defendeu a destituição de ministros do STF. As reivindicações são inconstitucionais.

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA

Mandetta ironiza decisão do governo comprar vacinas: “Antes tarde do que nunca”

Publicado

por

source
Ex-ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM)
Reprodução: iG Minas Gerais

Ex-ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM)

Luiz Henrique Mandetta , ex-ministro da Saúde, demitido do cargo em abril de 2020, ironizou nesta quarta-feira (3) a situação do governo federal, que anunciou que irá adquirir doses das vacinas da Pfizer e da Jansen.

Seis meses depois de oferecer cerca de 70 milhões de doses de imunizantes, o governo federal deve, enfim, adquirir as vacinas da Pfizer contra o novo coronavírus (Sars-Cov-2). A informação foi confirmada pelo ministro da saúde, Eduardo Pazuello.

Poucos minutos depois, Mandetta usou as redes sociais para ironizar a compra das vacinas, em um momento onde os resultados econômicos e referentes à pandemia são negativos.

Citando “recessão e falsos dilemas econômicos”, Mandetta se pronunciou. Confira o tuíte:

Desde que foi demitido da pasta, por discordâncias ideológicas com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Mandetta vem se manifestando contra ações governamentais. 

Na última terça, quando o Brasil registrou mais de 1700 mortes em decorrência da Covid-19 , o médico alertou que  “Se voltar tudo ao normal, acontece uma Manaus generalizada no Brasil”, e que a falta de ação do governo “não é solidário com as famílias”.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana