conecte-se conosco


CIÊNCIA E SAÚDE

Secretaria Municipal de Saúde de Carneirinho realiza Blitz Educativa

Publicado

As agentes de Saúde do Município de Carneirinho, como apoio da policia Militar realizaram  ontem (12),  blitz educativa com distribuição de panfletos, máscaras e aferição de temperatura.

O objetivo foi orientar e pedir para que evitem aglomerações, principalmente neste período de 12 a 17, que seria realizado o Carnaval.

O município de Carneirinho, adotou  as medidas recomendadas pelo Estado, de  suspender  ponto facultativo e proibir o fechamento de ruas e praças para fins festivos.

A Blitz foi realizada em Carneirinho e nos distritos de Estrela da Barra e São Sebastião do Pontal.

Todos pela vida. Use máscara e evite aglomerações. Se proteja e proteja as pessoas que você ama.

Prevenir é a melhor solução.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Carneirinho

 

 

Comentários Facebook
Leia mais:  "Não sabemos quanto tempo nos resta", diz mãe de criança com doença de Batten
publicidade

CIÊNCIA E SAÚDE

Covid-19: Prefeitura de Uberaba impõe medidas mais rígidas e fecha supermercados aos domingos

Publicado

Moradores circulam no Calçadão da Artur Machado, no Centro de Uberaba — Foto: Reprodução/TV Integração

Novo decreto também suspende aulas presenciais de Ensino Superior e aumenta valor de multa para infratores. Em reunião com prefeitos do Triângulo do Sul, Elisa Araújo falou sobre a internação de pacientes de outros municípios.

O Decreto Municipal 222, que estabelece regras de enfrentamento à Covid-19 em Uberaba, foi prorrogado por mais 15 dias a partir de quinta-feira (25). Além disso, também foram impostas outras medidas ainda mais rígidas para conter o avanço da doença na cidade. A prorrogação está no decreto 306, publicado no Porta-Voz de quarta-feira (24).

O Município fez um alerta em relação às fake news que circulam na internet sobre o decreto. Em reunião com prefeitos do Triângulo do Sul, a prefeita Elisa Araújo (Solidariedade) tratou sobre a internação de pacientes com Covid-19 de municípios da região.

Até o dia 11 de março, o funcionamento de supermercados, mercados, minimercados, mercearias, armazéns, varejões, centro de distribuição de alimentos e a Feira da Abadia está suspenso aos domingos.

Também estão suspensas as aulas presenciais nas Instituições de Ensino Superior (IESs), permitindo apenas aulas práticas para o Internato de Medicina e para os acadêmicos dos dois últimos anos dos cursos da área da Saúde.

Leia mais:  Polícia Militar prende traficante ‘pelo cheiro’ da maconha

O critério para esta decisão foi baseada no aumento de casos de coronavírus em jovens com idades entre 20 e 29 anos, conforme dados apresentados pelo Observatório Covid-19 Uberaba, projeto de pesquisa da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM) voltado para a análise técnica da evolução da doença no município.

A multa para os infratores também aumentou, passando a ser de R$ 586,94 a R$ 5.869,40, além da interdição imediata do estabelecimento. Outra novidade é que a multa será aplicada tanto ao proprietário do estabelecimento infrator, quanto aos organizadores do evento e aos participantes que estiverem no local descumprindo as medidas de biossegurança previstas no decreto.

Também conforme o Porta-Voz de quarta-feira, a suspensão e cirurgias eletivas e internações clínicas eletivas nos hospitais públicos e privados de Uberaba foi prorrogada por prazo indeterminado.

Reunião com prefeitos

Em reunião virtual com os prefeitos da macrorregião do Triângulo do Sul, a prefeita Elisa Araújo (Solidariedade) alinhou que o decreto de Uberaba seja referência para os decretos dos outros 26 municípios desta região.

Leia mais:  Cientistas alertam para risco de desenvolver diabetes devido à Covid-19

Ficou acertado também que os pacientes com Covid-19 da macrorregião que estão internados em Uberaba voltarão para a cidade de origem assim que saírem do risco de transmissibilidade.

Desta forma, os leitos de enfermaria serão desocupados mais rapidamente, contribuindo para evitar o esgotamento do índice de ocupação dos leitos.

Segundo a prefeita Elisa, para receber pacientes de outras regiões, foi estabelecido um índice, que é calculado diante da relação de casos ativos por leitos disponíveis, para que não prejudique o atendimento aos pacientes do Triângulo do Sul.

“Por isso, no momento, não estamos aptos a receber pacientes. Estamos melhorando a nossa estrutura de atendimento para não haver colapso”, ressaltou.

Ainda segundo Elisa, muitos questionam o motivo de o Hospital São José não ser usado para atender pacientes com Covid-19.

“A abertura deste hospital requer um investimento de, aproximadamente, R$ 5 milhões, além do tempo da obra. Um valor que não temos no momento. E, caso venhamos a conseguir, é mais eficiente equipar o Hospital Regional e contratar mais equipes de saúde”, acrescentou.

Por: G1 Triângulo e Alto Paranaíba

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana