conecte-se conosco


Tecnologia

Samsung lança Galaxy Z Flip, novo smartphone com tela dobrável, e novos Galaxy S20

Publicado

Samsung anunciou novidades na linha de celulares da empresa nesta terça-feira (11), em evento realizado em São Francisco, nos Estados Unidos.

A companhia apresentou mais um celular dobrável, o segundo da marca, chamado de Galaxy Z Flip. Diferente do anterior — o Galaxy Fold, cuja tela dobrava em formato de livro — o novo modelo tem formato de “concha”, a exemplo do Motorola Razr, lançado no final do ano passado pela concorrente.

O Galaxy Z Flip chega ao Brasil no dia 11 de março, por R$ 8.999.

Se o Fold permite ter uma tela mais próxima do tamanho de um tablet pequeno, o Z Flip permite ter um aparelho mais compacto, que alcança tamanho de tela semelhante aos aparelhos modernos quando aberto.

No evento, também foram apresentados os novos Galaxy S20, S20+ e S20 Ultra. Os aparelhos são a evolução da principal linha da companhia, que ganharam câmeras com novos sensores e mais tecnologia de inteligência artificial.

Galaxy S20, linha principal de celulares da Samsung para 2020. — Foto: DivulgaçãoGalaxy S20, linha principal de celulares da Samsung para 2020. — Foto: Divulgação

Galaxy S20, linha principal de celulares da Samsung para 2020. — Foto: Divulgação

Galaxy Z Flip

Uma das novidades do aparelho é o modo Flex, que permite “transformar” a tela dobrável do aparelho em duas telas de 4 polegadas executando diferentes funções.

Leia mais:  Ferramenta usa inteligência artificial para parar de fumar

De acordo com a Samsung, a empresa trabalhou próxima ao Google (desenvolvedor do sistema operacional Android) para criar um modelo que permite, por exemplo, ver imagens e vídeos na tela do topo enquanto que permite disponibilizar o controle na tela abaixo.

Quando aberta, a tela do aparelho tem 6,7 polegadas em resolução full-HD AMOLED.

Modo Flex do Samsung Galaxy Z Flip permite dividir a tela do aparelho para diferentes funções. — Foto: DivulgaçãoModo Flex do Samsung Galaxy Z Flip permite dividir a tela do aparelho para diferentes funções. — Foto: Divulgação

Modo Flex do Samsung Galaxy Z Flip permite dividir a tela do aparelho para diferentes funções. — Foto: Divulgação

O aparelho também tem diferentes ângulos de funcionamento e, por causa disso, é possível que seja usado em uma superfície, por exemplo, o que facilita gravar vídeos e tirar selfies.

O novo dobrável vem com processador de oito núcleos e 8 GB de memória RAM. O aparelho também conta com 256GB de armazenamento e Android 10.

Ele vem com duas câmeras traseiras de 12MP, uma grande angular e uma ultra-grande angular. A câmera frontal tem 10MP. A bateria é de 3.200 mAh.

Galaxy S20

Linha de aparelhos topo de linha da Samsung, os novos Galaxy S20 chegam também em 3 modelos em 2020, mas com uma diferença. A empresa substituiu o Galaxy S10e — modelo que era mais econômico — e introduziu o Galaxy S20 Ultra.

O novo aparelho é maior e tem configurações de câmera mais potentes do que os outros dois modelos. Com uma câmera de 108MP, o modelo Ultra permite um super zoom de até 100x — unindo inteligência artificial com o zoom ótico proporcionado pelas lentes. A câmera frontal também é acima da média, com 40MP de resolução.

Leia mais:  Mau tempo adia lançamento de foguete da SpaceX

Super câmera do Samsung Galaxy S20 Ultra permite zoom de até 100x. — Foto: DivulgaçãoSuper câmera do Samsung Galaxy S20 Ultra permite zoom de até 100x. — Foto: Divulgação

Super câmera do Samsung Galaxy S20 Ultra permite zoom de até 100x. — Foto: Divulgação

Os aparelhos vêm com processador de 8 núcleos e têm desde 8GB de RAM, na versão mais simples, e até 16GB de memória RAM na versão Ultra. O Galaxy S20 tem armazenamento modesto, de 128GB, enquanto que as versões S20+ e S20 Ultra têm opções com 256GB e até 512GB de armazenamento.

As telas vão crescendo conforme o modelo, com 6,2 polegadas no S20, 6,7 polegadas no S20+ e 6,9 polegadas no S20 Ultra. As baterias seguem o mesmo padrão e vão crescendo de acordo com o modelo — de 4.000, 4.500 e 5.000 mAh, respectivamente.

Todos os novos smartphones dessa linha também vem com conectividade 5G, o que em 2019 era exclusivo a um modelo específico. Na Coreia do Sul, país sede da Samsung, a nova geração de conectividade já está bastante difundida.

Por: G1

Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

Microsoft anuncia a aposentadoria do Internet Explorer

Publicado

Microsoft anunciou nesta semana que, a partir de 17 de agosto de 2021, nenhum aplicativo ou serviço da empresa será compatível com o Internet Explorer 11, lançado em 2013. Com a decisão, a empresa encerra o ciclo do navegador criado em 1995.

“Embora saibamos que essa mudança será difícil para alguns clientes, acreditamos que os clientes obterão o máximo do Microsoft 365 ao usar o novo Microsoft Edge . Estamos empenhados em ajudar a tornar essa transição o mais suave possível”, disse a empresa em seu blog oficial.

Segundo o cronograma divulgado pela Microsoft:

  • A partir de 30 de novembro de 2020, o aplicativo da web Microsoft Teams não oferecerá mais suporte ao Internet Explorer;
  • A partir de 17 de agosto de 2021, todos os aplicativos do Microsoft 365 não serão mais compatíveis com o IE 11.
Cronograma de aposentadoria do Internet Explorer — Foto: Divulgação Microsoft

Cronograma de aposentadoria do Internet Explorer — Foto: Divulgação Microsoft

Apesar de não oferecer mais suporte ao Internet Explorer, a empresa afirma que ele não irá acabar de vez. “Queremos deixar claro que o IE 11 não vai desaparecer e que os próprios aplicativos e investimentos do IE 11 herdados dos nossos clientes continuarão.”

Leia mais:  'Gatonet de lives' engana fãs de sertanejos e rouba doações de combate ao coronavírus
Internet Explorer 11: Microsoft acaba com o suporte ao navegador — Foto: Reprodução

Internet Explorer 11: Microsoft acaba com o suporte ao navegador — Foto: Reprodução

Para o lugar do Internet Explorer, a Microsoft recomenda o navegador que foi o sucessor dele: o Edge.

“Os clientes usam o Internet Explorer 11 desde 2013, quando o ambiente online era muito menos sofisticado do que o cenário atual. Desde então, os padrões da web abertos e navegadores mais novos – como o novo Microsoft Edge – possibilitaram experiências online melhores e mais inovadoras.”

Por fim, a empresa disse que também ajudará seus clientes a migrarem serviços e aplicações do IE para o Microsoft Edge.

história do Internet Explorer começou em 1995 e chegou a ser o principal navegador do mercado. Porém, uma série de problemas com o aplicativo ao longo dos anos e a chegada de concorrentes, como o Mozilla Firefox e o Google Chrome, que têm usabilidade mais simples, praticamente acabou com o domínio do IE.

Por: G1

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana