conecte-se conosco


Tecnologia

Samsung Galaxy Z Fold 2: celular mais caro do Brasil custa R$ 13.999

Publicado

A Samsung anunciou nesta segunda-feira (26) que seu celular dobrável Galaxy Z Fold 2 vai custar R$ 13.999 no Brasil. É o smartphone mais caro à venda no país neste momento.

Com tela flexível de 7,6 polegadas, o Galaxy Z Fold 2 pode ser aberto e utilizado como se fosse um tablet, com foco no uso multitarefas. Outra possibilidade é usá-lo parcialmente dobrado, utilizando uma das partes como apoio.

Na parte de fora há outro painel, de 6,2 polegadas, para visualizar notificações e responder mensagens sem precisar abrir o celular.

Ele tem cinco câmeras: são três sensores na traseira, um na tela interna e outro na tela externa. Além disso, o modelo é compatível com a tecnologia de redes 5G.

O aparelho será produzido na fábrica da Samsung em Campinas (SP). A estratégia está relacionada com a alta do dólar, na tentativa de “entregar o melhor-custo benefício para o consumidor, independentemente do cenário macroeconômico”, segundo a empresa.

Nos Estados Unidos, o Galaxy Z Fold 2 tem preço sugerido de US$ 1.999 (R$ 11.250, na cotação atual).

Leia mais:  Ford trabalha com Mobileye da Intel para melhorar tecnologia de prevenção de colisões

Tela exterior do Galaxy Z Fold 2 — Foto: Reprodução/Samsung

Esse é o terceiro celular dobrável da Samsung. O primeiro, Galaxy Fold, foi lançado no Brasil em janeiro deste ano por R$ 12.999. Depois, em fevereiro, a marca trouxe o Galaxy Z Flip, com formato menor e que lembrava os aparelhos flip de antigamente, por R$ 8.999. Ambos eram importados.

Mudanças de projeto

A fabricante mudou parte do design do Galaxy Z Fold 2 em relação ao seu antecessor, que na época teve seu lançamento adiado por uma falha de projeto – a tela poderia quebrar se uma película fosse removida. O problema aconteceu com jornalistas e influenciadores que receberam o celular para testes.

Agora, ele tem bordas menores ao redor das telas, tanto na parte interna quanto externa. A fabricante diz ter aprimorado sua dobradiça, que pode ser posicionada em diferentes ângulos, e corrigido as falhas no painel.

Concorrentes

A Samsung não está sozinha na empreitada dos smartphones que dobram. A Motorola foi pelo caminho da nostalgia, e relembrou o Razr V3, sensação de 15 anos atrás, com um modelo dobrável.

Leia mais:  Falta uma semana para o Enem: YouTube oferece 'aulão' hoje

Outras marcas como as chinesas Huawei e a Royole também lançaram smartphones com telas flexíveis, apostando no formato mais próximo do Galaxy Z Fold 2, que se transforma em uma espécie de tablet.

Ficha técnica do Galaxy Z Fold 2

  • Tela interna: 7,6 polegadas;
  • Tela externa: 6,2 polegadas;
  • Câmera traseira: Tripla, todos os sensores com 12 MP. Uma lente ultra-angular, outra grande-angular e uma telefoto (com zoom óptico de 2x);
  • Câmera frontal da tela maior: 10 MP;
  • Câmera da tela menor: 10MP;
  • Processador: Snapdragon 865+;
  • Memória RAM: 12 GB;
  • Armazenamento: 256 GB;
  • Capacidade da bateria: 4.500 mAh;
  • Sistema operacional: Android 10.

 

 

 

 

 

Por: G1

Comentários Facebook
publicidade

Economia

Banco do Brasil libera uso do PIX em seu bot para WhatsApp

Publicado

Aproveitando a boa recepção do público, o Banco do Brasil se tornou a primeira instituição financeira do país a liberar o uso do PIX pelo WhatsApp. A novidade foi anunciada nesta semana e funciona de forma relativamente simples.

O usuário só precisa chamar o Banco do Brasil no WhatsApp (61 4004-0001), cadastrar sua conta e escrever a palavra PIX. Após isso, o mensageiro deve exibir um menu com as opções de pagar, receber ou cadastrar chave PIX.

Imagem/Reprodução: mobiletime

O bot usado pelo Banco do Brasil foi anunciado no ano passado e já faz uma série de outras operações. Caso o usuário já tenha se cadastrado no PIX, o uso da ferramenta no WhatsApp é ainda mais fácil:

Em casos de pagamento, o assistente virtual deve solicitar a chave PIX do recebedor e o valor. O banco deve informar o nome e a instituição de destino para confirmar a transação. Caso tudo esteja certo, basta apenas responder “sim” para receber um link seguro onde será necessário digitar a senha. Após essa etapa, o comprovante é exibido no mensageiro e pode ser compartilhado.

Caso o usuário queira receber, basta apenas escolher a opção no menu e informar a chave de recebimento, valor e descrição. Assim, o WhatsApp deve exibir um QR Code para ser compartilhado com o pagador. Vale lembrar que o Banco do Brasil é parceiro do sistema de pagamentos do WhatsApp, que ainda não foi liberado pelo Banco Central.

Leia mais:  Falta uma semana para o Enem: YouTube oferece 'aulão' hoje

FONTE: https://www.tudocelular.com/mercado/noticias/n166485/banco-do-brasil-pix-whatsapp-bot-pagamentos.html

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana