conecte-se conosco


POLÍTICA

Russomanno oficializa candidatura em São Paulo com aliança com o PTB

Publicado

source
Celso Russomanno concorreu à prefeitura da capital paulista em 2012 e 2016
Reprodução/Facebook

Celso Russomanno concorreu à prefeitura da capital paulista em 2012 e 2016.

O deputado federal Celso Russomanno (Republicanos) foi confirmado nesta quarta-feira (16) como candidato à Prefeitura de São Paulo nas eleições municipais de 2020. A confirmação da chapa foi confirmada em convenção partidária realizada na tarde de hoje.

Depois de ter dificuldades de encontrar um aliado para formar sua chapa,  tendo procurado Joice Hasselmann (PSL), o escolhido acabou sendo o advogado Marcos da Costa (PTB), que já tinha oficializado sua candidatura, mas agora a retirou para ser candidato a vice junto com o parlamentar.

Durante a convenção, Russomanno fez acenos ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), de quem ele garantiu que terá apoio. “Nós estaremos alinhados ao presidente da República, não porque eu sou amigo dele desde 1995, ou porque hoje sou vice-líder do governo no Congresso, mas porque estamos embuidos de fazer o melhor para o país”, afirmou o agora candidato.

Leia mais:  Em despedida do MEC, Weintraub posta vídeo dobrando bandeira do Brasil

Além do anúncio da candidatura de Russomanno, também foi anunciado seu vice e o nome de 86 candidatos a vereadores.

Por meio de nota, o presidente estadual do PTB, Campos Machado, disse que a decisão para formar a coligação foi conjunta, depois que os dois partidos fizeram uma análise do quadro político atual.

A conclusão, segundo texto da nota, é que “essa união de forças amplia – e muito – as chances de vitória e a possibilidade de uma administração na maior cidade da América Latina alinhada com as diretrizes do presidente Bolsonaro”.

A coligação está em linha com as diretrizes nacionais do PTB, de apoio total ao governo Bolsonaro, conforme vem sendo defendido por Roberto Jefferson, que é presidente do partido e um dos maiores defensores do governo federal.

“Nós e Russomano, bem como o Republicanos, somos parceiros de longa data, tendo disputado a Prefeitura de São Paulo juntos, por duas vezes, e estou seguro de que, desta vez, vamos concretizar uma vitória onde a maior vitoriosa, na verdade, será a população de São Paulo”, disse Machado.

Leia mais:  Bolsonaro não vai retaliar deputados ligados a Bivar, mas questiona fidelidade

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA

“Tchau Salles”: Movimento pede a saída do ministro do Meio Ambiente

Publicado

por

source
Ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles
Carolina Antunes/PR

Ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles

Um movimento que pede a saída do ministro Ricardo Salles do comando da pasta do Meio Ambiente ganhou força nos últimos dias e foi alavancado ainda mais depois que Salles tentou  flexibilizar resoluções que protegiam manguezais e restingas.

Desde segunda-feira (28), quando o ministro tentou revogar as normas, a adesão a um movimento chamado Tchau Salles quase dobrou. O número de assinaturas saltou de 120 mil para 210 mil, segundo o diretor da Climainfo, Delcio Rodrigues. A informação é da coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo .

A Climainfo é uma das 22 entidades responsáveis pela campanha criada em julho, após o Ministério Público Federal pedir afastamento do ministro por improbidade.

Leia mais:  Weintraub é advertido pela Comissão de Ética da Presidência por tweet sobre Lula

A revogação das resoluções elimina instrumentos de proteção com o argumento de que elas foram abarcadas por leis que vieram depois, como o Código Florestal.

Após a repercussão negativa, a  Justiça Federal do Rio de Janeiro suspendeu a extinção de duas resoluções do Conselho Nacional do Meio Ambiente, que é presidido Salles.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana