conecte-se conosco


POLÍTICA

RJ: ex-guardião de Crivella ganha  cargo de assessor na Câmara dos Deputados

Publicado

source
Secretário Ailton Cardoso
Aline Macedo

Secretário Ailton Cardoso

No Rio de Janeiro , Ailton Cardoso, conhecido por ser ex-chefe da Casa Civil, ex-secretário especial e ex-Guardião do Crivella, ganhou um novo cargo na Câmara dos Vereadores da cidade. As informações foram apuradas pelo Extra. 

Nesta terça-feira (09), foi divulgado por meio do Diário Oficial, sua nomeação para o cargo de assessor-chefe no gabinete de Tânia Bastos (Republicanos), conhecida por ser grande defensora do ex-prefeito Marcelo Crivella. O cargo de Cardoso tem a denominação DAS-10A com uma remuneração de R$ 14.093,14. 

Porém, tal salário não se compara com os R$ 46.257,73 ganhados por ele entre abril e setembro de 2019 quando também atuava na Prefeitura do Rio. Com o descobrimento de tais informações, o Ministério Público encaminhou a Justiça uma denúncia que falava sobre a ultrapassagem do teto salarial

Cardoso acompanha Marcelo Crivella, desde de seus tempos de Senado lá em Brasília e acompanhou Crivella quando se elegeu para a prefeitura da cidade carioca. E agora com o ex-prefeito preso, ele continua atuando pelo Rio. 

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA

Ciro Gomes pede impeachment de  Bolsonaro: “condena população à morte”

Publicado

por

source
Ciro Gomes falou sobre a pandemia e pediu o impeachment de Jair Bolsonaro em suas redes sociais
Reprodução: iG Minas Gerais

Ciro Gomes falou sobre a pandemia e pediu o impeachment de Jair Bolsonaro em suas redes sociais

O ex-candidato à presidência da República, Ciro Gomes (PDT) , comentou nesta sexta-feira (26) sobre a atuação de Bolsonaro na pandemia em um momento que o sistema de saúde tem entrado em colapso em diversas cidades . Ele voltou a pedir o impeachment do presidente.

“Mais uma vez me dirijo ao que resta de decência do Congresso Nacional: manter Bolsonaro como presidente é manter nosso povo acuado, sem emprego, sem renda, sem comida e condenado à morte!”, disse em sua conta no Twitter.

Ciro afirmou que a rejeição de Bolsonaro às medidas de contenção à Covid-19 e a promoção de aglomerações é “criminosa”. 

Leia mais:  Justiça derruba decisão e desbloqueia R$ 29 milhões de Doria

“O Brasil está muito próximo de viver uma tragédia assustadora! Governadores e prefeitos estão tentando proteger a população com medidas restritivas, como toque de recolher e lockdown”, defendeu. “E Bolsonaro, CRIMINOSAMENTE, promove aglomerações em municípios com graves índices de Covid-19”, completou. 

“Bolsonaro está condenando a população brasileira a assistir ainda mais mortes. Repito: o que está projetado para os próximos dias é terrível. É o colapso do sistema de saúde!” 

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana