conecte-se conosco


POLÍTICA

PT confirma apoio a Baleia Rossi para a presidência da Câmara

Publicado

source
Deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP)
Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP)

O PT decidiu apoiar a candidatura da Baleia Rossi (MDB-SP) à presidência da Câmara, se juntando ao bloco do atual chefe da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

A decisão foi tomada pela bancada do partido na tarde desta segunda-feira (4). A informação é do líder do PT na Câmara, Ênio Verri (RR).

O partido já havia se reunido na última semana para debater o apoio a Baleia, mas a decisão não tinha sido tomada. O deputado do MDB já tem apoio de outros partidos de oposição, como PSB, PDT e PCdoB.

Segundo o deputado Carlos Zarattini (PT-SP), o PT se reunirá ainda nesta segunda com outros líderes de oposição para informar a decisão da legenda. As 11 legendas que já apoiaram Baleia são PT, PSL, MDB, PSB, PSDB, DEM, PDT, Cidadania, PV, PCdoB e Rede. Juntas elas somam 280 parlamentares.

Antes do apoio, o PT fez exigências para que Baleia prometesse dar atenção a pautas de interesse da oposição, como o veto a privatizações de estatais. Além disso, o partido pediu que os  pedidos de impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fossem analisados. As denúncias poderiam nem ser abertas, mas é de desejo da legenda que os pedidos fossem, pelo menos, desengavetados.

Como a votação para presidente da Câmara é secreta, pode haver votos divergentes dentro dos partidos. A estimativa considera a bancada eleita em 2018, ainda que algum deputado tenha se desligado ou esteja com as funções partidárias suspensas.

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA

Davi Alcolumbre é eleito novo presidente da CCJ

Publicado

por

source
Davi Alcolumbre (DEM-AP), novo presidente da CCJ
Jefferson Rudy/Agência Senado

Davi Alcolumbre (DEM-AP), novo presidente da CCJ

Davi Alcolumbre  (DEM-AP), ex-presidente do Senado, foi eleito para liderar a Comissão de Constituição e Justiça da Casa. Comissão é responsável por analisar primeiro as propostas enviados do Legislativo e é também, um dos colegiados de destaque do Parlamento. As informações foram apuradas pela CNN Brasil. 

A CCJ é constituída por 27 senadores titulares e 27 suplentes. Eles têm a função de observar se projetos vão de acordo ou não com a Constituição Federal ou se chocam com a legislação em vigor. A novidade foi anunciada pelo Alcolumbre em sua conta no Twitter. 

Com a troca de comando da Casa, a ida de Alcolumbre para a CCJ já era aguardada e negociada com a eleição de Rodrigo Pacheco (DEM -MG) para à presidência do Senado. Um acordo foi feito com senadores do MDB que garantia sua nomeação. Em troca da chefia da CCJ, Alcolumbre prometeu duas comissões importantes ao MDB. Irá manter a de Esportes, Educação e Cultura e acrescentará a de Serviços de Infraestrutura  que até o momento, já eram de responsabilidade do DEM. 

Leia mais:  Trapalhadas dos filhos colocam governo de Bolsonaro em xeque no Congresso

Durante sessão, o novo presidente já ouviu críticas do colega Jorge Kajuru (Cidadania-GO). Kajuru declarou que presidência de Alcolumbre será péssima porque ele transformaria a comissão em um “puxadinho do Planalto”. Ainda acusou o senador de perseguição e de nunca ter avaliado um projeto criado por ele nos dois anos em que presidiu o Senado.  

Alcolumbre, sem mencionar nomes, disse que irá usar o regimento interno do Senado contra quem o ataca, o ofende e perde o controle nas críticas. “Estava ocupado com muita coisa, cuidando do país. Agora vou cuidar da minha atividade parlamentar”, disse. O novo presidente da CCJ recebeu apoio de outros senadores

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana