conecte-se conosco


POLÍTICA

PSL: ala bolsonarista contraria Bivar e tenta evitar expulsão de Daniel Silveira

Publicado

source
Aliados de Silveira não cogitam possibilidade de expulsão neste momento
Reprodução

Aliados de Silveira não cogitam possibilidade de expulsão neste momento

Nesta quarta-feira (17), o presidente do PSL, Luciano Bivar, disse que buscará as “medidas jurídicas cabíveis” para expulsar o deputado federal Daniel Silveirapreso em flagrante pela PF após publicar vídeo com ofensas e ataques aos ministros do STF. Porém, a ala bolsonarista do partido promete lutar para evitar que isso aconteça.

Segundo informações do blog da jornalista Bela Megale, o líder do PSL na Câmara, Major Vitor Hugo , já entrou em contato com Antonio Rueda, vice-presidente nacional do partido, para evitar que uma medida extremada como uma expulsão ocorra: “visão da maioria da bancada é que este é o momento inadequado para se discutir isso. Pareceria um abandono”.

Ainda de acordo com a publicação, o próprio Rueda já teria revelado que deve tentar colocar “panos quentes” na situação de Daniel Silveira , enquanto o Major Vitor Hugo divulgou nota afirmando que a opinião de um parlamentar “não pode ser considerada crime inafiançável”.

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA

Ex-ministro culpa Bolsonaro e Pazuello por “desastre” de gestão durante pandemia

Publicado

por

source
General Santos Cruz, ex-ministro do governo Bolsonaro
Flickr Monusco

General Santos Cruz, ex-ministro do governo Bolsonaro

 O ex-ministro da Secretaria de Governo, General Santos Cruz, aponta o  presidente Jair Bolsonaro (sem partido) como responsável pela crise de saúde pública enfrentada pelo país durante a pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2), em entrevista divulgada nesta quinta-feira (4).

“Sempre tem um responsável pelas coisas. O responsável é o presidente”, avalia o general. “Uma pandemia que é absolutamente mal coordenada, mal liderada, sem liderança desde o início” critica o ex-ministro, demitido por Bolsonaro em junho de 2019 após divergências com a ala ideológica do governo.

Nesta quinta-feira (3), durante discurso em evento em Goiás, o chefe do executivo declarou que é preciso parar “de frescura e de mimimi” em relação a pandemia , e questionou: “vão ficar chorando até quando?”.

Na entrevista publicada pela Headline Brasil, o militar critica as falas do presidente, que para ele “tentam todos os dias desmoralizar a política de saúde pública”, e que por conta disso, não há como criar uma  política nacional de combate a pandemia, já que Bolsonaro constantemente ataca decisões do STF e de estados e municípios.

Leia mais:  "Chance zero": Bolsonaro recua sobre recriação do ministério da Segurança

Você viu?

Confira o vídeo:

O ex-ministro também questiona o responsável pela pasta da Saúde, Eduardo Pazuello , sobre “até onde vai a responsabilidade do Pazuello por esse desastre que é a administração da pandemia? Porque você tem uma autoridade que todo dia tenta desmoralizar a vacina”, critica.

Santos Cruz também considera que “há crise e show” todos os dias no governo federal, e citou a troca da presidência da Petrobras como uma situação para ilustrar a situação:

“O problema não é trocar, nem por quem trocar. O problema é o show. Se você faz uma troca e mostra a nova estratégia. Não, mas aí você troca, tem esse show todo. No outro dia, a milícia toda se mobiliza para dizer que o ex-presidente é um crápula, que não trabalha”.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana