conecte-se conosco

Economia

Procel Edifica seleciona propostas para edificações supereficientes

Publicado

A primeira chamada pública deste ano do Procel Edifica – NZEB Brasil, aberta esta semana pelo Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel) da Eletrobras, vai selecionar projetos de todo o país que visem a construção de edificações de alta eficiência, com balanço energético próximo de zero.

Serão investidos nos projetos R$ 4 milhões, em regiões de interesse nessa área de pesquisa, ou áreas de interesse turístico que tenham maior atratividade e uma visitação maior. “A ideia é que a gente replique essa informação, porque a sociedade não sabe o que é uma NZEB (prédio eficiente). A ideia também é que a gente fomente junto à indústria da construção civil mais construções desse tipo”, disse a arquiteta do Procel, Elisete Cunha.

As propostas serão pontuadas de acordo com requesitos de sustentabilidade, uso da edificação, novas tecnologias e visitação. As edificações têm que ser visitadas por até dois anos pelos proponentes, que serão responsáveis pela manutenção e pelo processo de visitação.

As edificações podem ser residenciais ou não. “A instituição proponente é que vai nos dar essa informação. Isso significa que é o proponente que vai escolher que função ela vai ter, se vai ser edificação comercial, pública ou de serviços, ou hotel com indicação residencial”, informou Elisete.

Leia mais:  Governo lança edital para qualificar 800 desempregados de 18 a 29 anos

As inscrições foram abertas na última segunda-feira (2) e poderão ser feitas até 7 de fevereiro de 2020. O envio das propostas está programado para até 20 de fevereiro, prevendo-se a divulgação dos projetos classificados na etapa preliminar no dia 23 de março. O resultado final sairá no dia 29 de maio. A conclusão da edificação tem prazo de até dois anos.

A chamada pública contribui para inserir o Brasil no contexto mundial das edificações de alta eficiência. As políticas de fomento trazem benefícios energéticos, econômicos e ambientais, com a redução do consumo de energia e das emissões de gases do efeito estufa.

Edição: Denise Griesinger

Comentários Facebook
publicidade

Economia

Meta da agropecuária é abastecer mercado interno, diz Tereza Cristina

Publicado

por

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, disse nesta sexta-feira (13) que a prioridade do setor agropecuário é abastecer o mercado brasileiro e apenas depois atender a demanda externa. Segundo a ministra, o Brasil tem um mercado interno grande e “robusto. A fala da ministra ocorreu na comunidade de Palmas, em Arroio do Meio, Rio Grande do Sul, onde participou da inauguração de um frigorífico.

Tereza Cristina enfatizou que a abertura de mercado externo permite equilíbrio dos preços e contribui para a melhoria da qualidade da produção nacional. “À medida que você abre novos mercados, você também sobe a régua da qualidade. Por isso que é importante a gente ver aqui a qualidade.”

Antes da inauguração do frigorífico, a ministra visitou uma unidade de produção de leite que recebeu investimentos de R$ 6 milhões e contou com o apoio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), ligada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

Segundo a ministra, a profissionalização do setor leiteiro deve elevar a produtividade e baixar o custo de produção. “A maioria dos pequenos produtores produz leite. Agora, o leite tem um problema de custo, que no Brasil ainda é alto. Estamos vendo aqui outros modelos de produção, que a gente pode fazer para levar os pequenos produtores a um modelo mais produtivo, que lhes dê renda, porque senão a gente vai continuar tendo problemas”, disse.

Edição: Nádia Franco

Comentários Facebook
Leia mais:  Receita libera consulta a lote de restituição na próxima segunda
Continue lendo

Mais Lidas da Semana