conecte-se conosco


CIÊNCIA E SAÚDE

Prefeitura de Uberaba devolve testes de Covid-19 recebidos do Ministério da Saúde e alega que são incompletos e inviáveis

Publicado em

CIÊNCIA E SAÚDE

Imagem ilustrativa de teste PCR — Foto: Horth Rasur/Shutterstock

Município afirmou que custo para completar os 30 mil testes seria de R$ 900 mil. G1 e produção da TV Integração entraram em contato com o governo federal.

A Prefeitura de Uberaba informou, no último sábado (27), que teve que devolver 30 mil testes de Covid-19 do tipo RT-PCR ao Ministério da Saúde porque o material estaria incompleto e inviável para ser utilizado no município. A produção da TV Integração e o G1 entraram em contato com o governo federal para se posicionar sobre o assunto, mas não obteve retorno até a última atualização da reportagem.

Segundo os técnicos da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), material enviado não contém o kit de coleta da amostra, que consiste, dentre outras coisas, o swab, que é o cotonete aplicado na região nasal e o tubo onde o material colhido é armazenado para ser enviado ao laboratório.

Um levantamento feito pela SMS apontou que o custo para o Município adquirir o material restante para completar o kit é de cerca de R$ 30 por teste – o que seria extremamente oneroso, segundo a Prefeitura, pois o custo total seria de R$ 900 mil.

Leia mais:  Vacina russa diz que teste no Brasil começa na quarta, mas Anvisa afirma que não recebeu pedido de pesquisa ou registro

Além do custo do kit, outro problema apontado pela administração municipal é em relação ao desencontro de informações quanto à armazenagem. Na bula, consta que os testes devem ser mantidos em -22º; já na nota fiscal do produto, constam que devem ser armazenados entre -6º e -2º. A Prefeitura explicou que o material foi entregue em gelo seco e rapidamente armazenado em câmara fria, atendendo a determinação da bula.

Outro ponto avaliado pela Prefeitura diz respeito ao prazo de validade dos testes, que é no final de abril. Segundo a Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), parceira da SMS no monitoramento da Covid-19 em Uberaba, a capacidade de processamento desse material no laboratório deles seria de 100 testes diários. Considerando o prazo de vencimento do material enviado pelo Ministério da Saúde, a utilização de todos os testes seria inviável para o Município.

Diante desta situação, a Prefeitura afirmou que optou por devolver ao Governo Federal o material e requisitar que disponibilize, o mais rápido possível, testes que sejam realmente viáveis para serem utilizados.

Leia mais:  Teste rápido de sangue que mostra quem está com Covid pode ajudar na reabertura, diz pesquisador brasileiro
Por: G1 Triângulo, Alto Paranaíba e MG1

Comentários Facebook
Propaganda

CIÊNCIA E SAÚDE

Campina Verde: Prefeito e Secretário de Saúde traçam planos de ação com coordenadoras da saúde.

Publicados

em

Na sexta-feira, dia 09 de abril, o Prefeito Dr. Helder Carneiro, o Vice-Prefeito Alan Couto e o Secretário de Saúde Miguel Ângelo, fizeram reunião com as coordenadoras de várias áreas da Secretaria Municipal de Saúde para alinharem as várias ações que serão executadas no município.

Estiveram presentes na reunião a Coordenadora da Atenção Básica, Juliana Azambuja Macedo, a Coordenadora da Saúde Bucal, Danielle Venâncio Diniz Vieira e a Coordenadora do Pronto Atendimento Municipal, Renata Oliveira Nunes.

Por: Prefeitura de Campina Verde

Comentários Facebook
Leia mais:  Cientistas brasileiros desenvolvem técnica de baixo custo que permite ver em 3D o novo coronavírus dentro da célula
Continue lendo

ITURAMA E REGIÃO

POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

Mais Lidas da Semana