conecte-se conosco


ITURAMA E REGIÃO

Polícias de Frutal e Itapagipe desenvolveram a Operação Campo Seguro

Publicado em

ITURAMA E REGIÃO

Ação teve como objetivo deter frutalenses que praticaram assalto na zona rural de Itapagipe.

A Polícia Militar e a Polícia Civil de Frutal e Itapagipe desenvolveram uma operação conjunta na tarde de dia 31 de março, quando foi realizada a ação chamada Operação Campo Seguro Itapagipe, com o objetivo de verificar suspeitos da prática de roubo naquele município. Os suspeitos de roubo em uma propriedade rural de Itapagipe, no dia 26 de março, residem em Frutal, onde foram cumpridos os mandados. A polícia chegou até a estes suspeitos após o roubo, quando houve troca de informações entre as duas instituições, que resultaram em informações para subsidiar os pedidos de mandados de busca e apreensão.

Foram cumpridos ao todo quatro mandados de busca e apreensão e um suspeito foi preso, além da apreensão de alguns materiais, como joias, celulares e porções de drogas.

A Polícia Militar foi representada nesta ação pelo Serviço de Inteligência da Quarta Companhia PM, pelo Terceiro pelotão DA Quarta Companhia PM em Itapagipe e por policiais militares do Tático Móvel e dos Primeiro e Segundo pelotões da Quarta Companhia PM de Frutal.

Leia mais:  Santa Casa Fernandópolis abrirá unidade dedicada ao atendimento de síndromes gripais

A Polícia Civil atuou com o delegado e investigadores da Delegacia de Itapagipe e investigadores da Delegacia de Frutal.

Fonte: Delegacia Regional de Polícia Civil, Frutal – MG

Comentários Facebook
Propaganda

CIÊNCIA E SAÚDE

Justiça suspende terceirização da gestão do Hospital Regional de Patos de Minas

Publicados

em

A Justiça de Minas Gerais suspendeu na tarde dessa quinta-feira (08) a terceirização da gestão do Hospital Regional Antônio Dias de Patos de Minas. O juiz destacou a orientação do Conselho Estadual de Saúde não autorizando a terceirização e também o momento crítico da pandemia em que vivemos. A vitória foi bastante comemorada.

O Governo do Estado de Minas Gerais através da FHEMIG havia publicado um edital para contratar uma Organização Social-OS- para administrar o Hospital Regional Antônio Dias. A proposta em meio à pandemia foi bastante criticada por diversos setores. Os servidores da maior unidade hospitalar, referência para 33 municípios da região, fizeram manifestações em via pública. O Conselho Estadual de Saúde já havia se manifestado contrário à medida e o Deputado Estadual Hely Tarquínio chegou a encaminhar um requerimento com pedido de urgência para a Assembleia Legislativa suspender o edital.

Diante de todas questões levantadas, no dia 29 de março, o Ministério Público de Minas Gerais, através da promotora de Justiça de Belo Horizonte, Josely Ramos Pontes, e pelo 1º promotor de justiça de Patos de Minas, Rodrigo Domingos Taufick, ingressou com a ação na Justiça da capital do estado e conseguiu a medida liminar para suspender o edital. A FHEMIG tem prazo de 30 dias para contestar a decisão.

Leia mais:  Santa Casa Fernandópolis abrirá unidade dedicada ao atendimento de síndromes gripais

Por: Patos hoje

Comentários Facebook
Continue lendo

ITURAMA E REGIÃO

POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

Mais Lidas da Semana