conecte-se conosco

Policial

Polícia Civil prende suspeito de diversos furtos em Araxá e cidades do interior de São Paulo

Publicado

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) deflagrou uma operação e prendeu, nesta manhã, um homem suspeito de furtar mais de 50 baterias de torres telefônicas. Ele teria praticado vários furtos na área rural de Araxá e em outras cidades do interior paulista. A prisão do suspeito foi na cidade de Franca, em São Paulo (SP).

“Coulomb” é o nome da operação conjunta da PCMG com a Polícia Civil de São Paulo. Entre as vítimas está a operadora de telefonia Telemar.

Outras informações serão repassadas à imprensa pelos delegados Vitor Hugo Heisler e Tiago Cruz Ferreira.

Data: 26 de novembro (terça-feira)
Horário: 15h
Local: Delegacia Rural de Polícia Civil em Araxá
Rua Victor Purri Filho, 191. Vila Guimarães – Araxá/MG.

Comentários Facebook
Leia mais:  Festa de confraternização da Câmara de Uberaba termina em briga generalizada e tiros, diz PM
publicidade

ITURAMA E REGIÃO

Festa de confraternização da Câmara de Uberaba termina em briga generalizada e tiros, diz PM

Publicado

Briga generalizada e disparos de arma de fogo foram registrados em um restaurante na zona rural, na tarde do último sábado (7), durante uma confraternização da Câmara de Uberaba.

A Polícia Militar (PM) foi chamada ao local, mas a confusão já havia terminado. De acordo com a ocorrência, alguns participantes da confraternização – incluindo o presidente da Câmara, o vereador Ismar Marão (PSD) – contaram que, além da briga, houve também disparos de arma de fogo, mas não souberam dizer quem foi o autor, que fugiu antes da chegada dos militares.

Ainda conforme a ocorrência, algumas pessoas também disseram não saber o real motivo da briga, mas citaram que o vereador Thiago Mariscal (MDB) e um amigo dele estavam envolvidos na confusão. Porém, segundo a PM, os dois citados não estavam mais no local para darem a própria versão sobre o ocorrido.

Algum tempo depois, a PM foi chamada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) São Benedito para atender a uma possível vítima da briga generalizada durante a confraternização.

Leia mais:  Polícia Civil desarticula esquema de pirataria de TV por assinatura

Ao chegarem à unidade, os policiais constataram que a vítima se tratava do amigo do vereador Thiago Mariscal. De acordo com a PM, ele disse que foi ameaçado e agredido por pessoas participantes do evento.

Ele também afirmou que, depois iria se inteirar dos dados completos dos supostos agressores, e que então iria até uma Área Integrada de Segurança Pública (Aisp) para registrar a possível ameaça de morte, bem como a agressão sofrida.

G1 entrou em contato com a assessoria da Câmara, que não há um posicionamento, pois a confraternização foi organizada pelos servidores. A reportagem também entrou em contato com o vereador Thiago Mariscal para saber se quer se posicionar sobre o caso e aguarda retorno.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana