conecte-se conosco


POLÍTICA

PF mostra treino de agentes que farão segurança dos presidenciáveis

Publicado em

POLÍTICA

source
PF realiza treino de agentes que irão fazer segurança dos presidenciáveis
Reprodução/Twitter

PF realiza treino de agentes que irão fazer segurança dos presidenciáveis

A Polícia Federal apresentou nesta terça-feira o seu plano especial que será usado ao longo da campanha eleitoral deste ano. Batizado de Operação de Segurança aos Presidenciáveis, o projeto foi apresentado durante uma reunião com representantes de partidos políticos e teve o objetivo de “alinhar as estratégias e apresentar o planejamento operacional” para o período que antecede as eleições, focado nos candidatos à presidência da República.

Segundo o órgão, as ações já foram iniciadas em março deste ano, e, em abril, “foi instituído o Curso de Proteção à Pessoa, destinado a servidores da PF e convidados, cujo objetivo foi formar operadores para as equipes de segurança dos candidatos à Presidência da República nas eleições de 2022”.

No vídeo divulgado pelo órgão, é possível ver treinamentos para uma série de possíveis situações de emergência no acompanhamento de candidatos, incluindo uso de armas de fogo e prestação de primeiros socorros.

Leia mais:  Lula-Alckmin: PT e PSB têm histórico de proximidade e desavenças

O órgão também já havia confirmado a aquisição de 71 veículos blindados para reforçar a segurança dos candidatos e das equipes policiais dedicadas à proteção dos presidenciáveis durante a campanha eleitoral deste ano.

Em reunião para apresentar o planejamento do trabalho aos partidos políticos e à imprensa, a PF informou que teve gasto total de R$ 32 milhões em compras de diversos equipamentos para o trabalho a ser realizado durante o processo eleitoral. Além dos veículos, os gastos incluem aquisições de coletes balísticos, uniformes e outros itens.

A PF também estima um custo operacional de R$ 25 milhões a ser gasto ao longo do trabalho da campanha eleitoral, envolvendo principalmente os deslocamentos dos policiais federais para acompanhar os candidatos e pagamentos de diárias.

Segundo o coordenador de proteção à pessoa da PF, delegado Thiago Marcantonio, as aquisições de equipamentos também servirão para outros trabalhos realizados pela PF de segurança a autoridades públicas, como chefes de nações estrangeiras.

Leia mais:  Bolsonaro diz que Braga Netto é nome 'palatável' para vice

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA

Castro acelera agenda de obras dias antes de proibição eleitoral

Publicados

em

Por

Governador Cláudio Castro tentou agilizar obras dias antes do veto da lei eleitoral
Reprodução: Commons – 10/05/2022

Governador Cláudio Castro tentou agilizar obras dias antes do veto da lei eleitoral

Às vésperas do veto da Justiça Eleitoral a participação de candidatos em inaugurações de obras e projetos públicos, data estabelecida ontem, a três meses das eleições, o governador Cláudio Castro (PL) intensificou a sua agenda para manter o capital político. Nas últimas semanas, ele participou do lançamento de obras habitacionais, inaugurou campos de futebol e fez questão de estar presente na entrega de leitos hospitalares, em compromissos espalhados pelo estado.

Correndo contra o tempo, Castro participou de 18 agendas em apenas uma semana. Em algumas delas, esteve ao lado de ex-secretários pré-candidatos, que apesar de não comandarem mais as pastas, referendam projetos como se ainda ocupassem os postos.

No dia 24, por exemplo, em pouco mais de 12 horas, Castro esteve presente no marco inicial das obras de reforma do Conjunto Habitacional do Jacarezinho, na Zona Norte, e correu para a Zona Oeste, onde participou de inaugurações de bases do Samu, em Campo Grande e em Bangu. Na mesma tarde, também bateu ponto em abertura de unidades hospitalares em Ricardo de Albuquerque e no Centro.

Leia mais:  CPAC Brasil tem xingamentos a ministros do STF e ataques a Lula

Sem perder tempo, mandou-se para a Baixada Fluminense. Lá, entregou aparelhos auditivos em Duque de Caxias. Antes que o sol caísse, foi a Padre Miguel, na Zona Oeste, onde concedeu termos de posse aos moradores do local.

Campos de futebol 

Mas nem só de entregas de obras e serviços essenciais se fez a agenda do governador: no último domingo, ele peregrinou por bairros da capital como Realengo, Anchieta e Campo Grande para inaugurar campos de futebol. Ao lado do deputado estadual Rodrigo Amorim (PTB) e do ex-secretário de Esportes do Rio Gutemberg da Fonseca (PL) — ambos também pré-candidatos nas eleições deste ano —, participou de uma sessão de fotos e ressaltou a importância da entrega.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG

Leia mais:  Membro da bancada evangélica é eleito vice-presidente da Câmara

A despeito da roupa social que vestia, o governador foi para baixo das traves e tentou agarrar pênaltis batidos pelos presentes. Se o desempenho sob as balizas não foi dos melhores, ao menos colecionou aplausos ao prometer mais entregas do tipo para a região.

“Esse é mais que o lançamento de um campo. É o lançamento de um projeto. Vamos reformar 70 campos de futebol, todos dentro de comunidades, para que possamos retomar o esporte como importante instrumento de inclusão social, de integração e socialização das famílias”, prometeu.

Pedra fundamental 

Na quarta-feira passada, Castro participou de rápidas atividades de início de obras em Manguinhos e Inhaúma, ao lado do ex-secretário de Obras Max Lemos, que se candidatará novamente neste ano; na quinta, Castro almoçou junto dos que participaram da inauguração do Restaurante do Povo em Belford Roxo. No município, ele ainda lançou a pedra fundamental do hospital oncológico.

Desde ontem, a legislação eleitoral também proíbe a distribuição gratuita de bens e serviços custeados ou sancionados pelo poder público.

Fonte: IG Política

Comentários Facebook
Continue lendo

ITURAMA E REGIÃO

POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

Mais Lidas da Semana