conecte-se conosco


POLÍTICA

Pela 1ª vez na história, indígena fará parte da mesa diretora da Câmara

Publicado

source
Joenia Wapichana (Rede-RR) é a única parlamentar indígena do Congresso
Luis Macedo / Câmara dos Deputados

Joenia Wapichana (Rede-RR) é a única parlamentar indígena do Congresso

A deputada federal Joenia Wapichana (Rede- RR) será a primeira indigena da história a ocupar cargo na mesa diretora da Câmara . Os líderes do parlamento  decidiram nesta segunda-feira (1) a divisão de cargos da Mesa.

No dia em que a Câmara passa por eleições que decidirão o próximo presidente da Casa, também foram decididos os representantes dos partidos na Mesa Diretora , que auxiliarão o funcionamento do local.

Wapichana será a representante da Rede na quarta-secretaria, responsável por supervisionar o sistema habitacional da Câmara.

Ficará a cargo da deputada encaminhar a concessão de auxílio-moradia para os colegas, além de propor à Mesa a compra e aluguel de imóveis na capital federal para uso dos parlamentares.

A princípio, essa secretaria era direito do PSB, mas foi repassada a Rede para que Joenia pudesse exercer a função. O deputado Alessandro Molon (PSB-RJ) classificou o ato de “grandeza e generosidade”.

Você viu?

Nesta tarde de segunda (1), Joenia Wapichana apresentou um pedido de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro .

Leia mais:  Chamada de cheerleader de Doria, Joice rebate Eduardo Bolsonaro: "Inconsequente"

“Não podemos aceitar tantas violações e ataques aos povos originários desse país”, declarou. 

Confira o tuíte:

Eleita em 2018, a deputada já havia feito história, pois tinha sido a primeira pessoa de origem indigena desde  1987 a exercer um mandato na Câmara.

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA

Mourão reage sobre suposto atrito com Bolsonaro: “nunca brigamos, p*rra”

Publicado

por

source
Vice-presidente General Mourão
Agência Brasil

Vice-presidente General Mourão

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) negou nesta segunda-feira (1) que tenha se desentendido com  o presidente Jair Bolsonaro. Os dois políticos se encontraram em uma reunião realizada no Palácio do Planalto, em Brasília.

“Nós nunca brigamos, porra”, respondeu Mourão, aos risos, quando questionaod por um jornalista.

Apesar de negar qualquer indisposição com Bolsonaro , o general foi excluído da reunião entre ministros no início de fevereiro, e durante eventos públicos, presidente e vice não apareciam juntos.

O próprio Mourão chegou a dizer que sentia falta de dialogar com o chefe do executivo em entrevista dada no final de janeiro:  

“Não há conversas seguidas entre nós. As conversas são bem esporádicas. Faz falta até para eu entender em determinados momentos o que eu preciso fazer”, disse.

Contudo, pelo menos publicamente, os governistas parecem ter se acertado. “Virou a página”, declarou Mourão.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana