conecte-se conosco


Entretenimento

Patrícia Leitte se defende ao perder a “coroa da rejeição”: “Não era uma vilã”

Publicado

source
Patrícia Leitte passou a
Arquivo pessoal

Patrícia Leitte passou a “coroa da rejeição” para Nego Di que bateu o recorde de votos

Patrícia Leitte enfrentou Diego e Caruso no BBB18 e foi a maior rejeição da história em um Paredão triplo com 94,26% dos votos. Até agora! A ex-sister passou essa coroa tenebrosa para Nego Di nesta terça-feira (16), quando o comediante foi eliminado do Big Brother Brasil 21 com 98,76% , o recorde entre todas as edições.  

“Acabei de ser destronada. Eu queria ter entregado essa coroa diretamente para a Karol Conká porque, daquele grupo, é quem mais merecia, mas sei que eles vão passar a coroa entre si, então está tudo certo. Vai ser pior ainda ser coroada pelos amiguinhos”, prevê Patrícia em entrevista exclusiva ao iG Gente logo após assistir ao programa. 

A ex-sister diz que já esperava por este resultado porque tem acompanhado tudo o que tem acontecido dentro da casa do Big Brother Brasil 21. Ela comenta que as redes sociais só falavam sobre este Paredão e, nesta terça, o nome dela ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter, justamente por conta dessa possibilidade de passar a coroa. 

Leia mais:  Drauzio Varella surpreende ao aparecer com esposa, a atriz Regina Braga

“Na época em que eu saí, as pessoas me colocaram na posição de vilã, mas hoje estão vendo que eu não era e quem realmente merece esse título. Quem articula ou joga alguém no Paredão não é vilão, mas sim quem é mau caráter, preconceituoso, xenofóbico e racista. Essas coisas eu nem passei perto.”

Você viu?

Hoje, trabalhando como digital influencer, Patrícia afirma que seus 94,26% dos votos nunca foram um peso durante esses dois anos. Para ela, tudo era levado na brincadeira, na esportiva, porque a “carapuça de vilã do BBB” não lhe servia. 

“Brincava como quem sabia que um dia apareceria um verdadeiro vilão que merecesse essa coroa e a porcentagem tão alta. Nessa edição tem um recorde de vilões e, geralmente, a produção escolhe um ou dois. O público já comprou a ideia de Gilberto, Juliette e Sarah, então quem se opor a isso vai se tornar um vilão. Vejo uma edição repleta de opções para o público se divertir e eliminar. A parte ruim é o cancelamento que pode mexer com o psicológico da pessoa”, acredita.

E por falar em cancelamento, esta é uma edição que já discutiu muito sobre este assunto. A ex-sister declara que se sentiu cancelada quando saiu do confinamento, mas começou a perceber que sua imagem ruim ficou apenas restrita à casa.

Leia mais:  Geisy Arruda usa lingerie transparente é criticada e rebate seguidor

“Quando cheguei a Fortaleza, tinham quase mil pessoas no aeroporto me esperando e senti uma rápida aceitação. Dei uma volta por cima muito rápido. Foi algo diferente de discursos como da Karol Conká que falou mal do Nordeste, isso fora os abusos psicológicos com relação ao Lucas. Inclusive, acho que ela ainda supera esse número. Ela deve bater os 99% ou quase 100%. Nem a família dela vai votar para que ela fique. Quanto mais o tempo passa, mais ela se queima lá dentro”, pontua. 

Por fim, Patrícia manda um recado para Nego Di e dá dicas de como seguir sua vida fora do reality mesmo com uma rejeição recorde: “Amigo, não se estresse porque isso vai passar. Você estava do lado de quem falou barbaridades, mas não era o pior. Se tiver Deus no coração e uma boa base familiar, vai superar tudo isso. Fique tranquilo que essa coroa vai durar pouco tempo na sua cabeça porque você vai ter de passar.”

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Oprah diz que não foi a Rainha Elizabeth que foi racista com Meghan Markle

Publicado

por

source
Oprah Winfrey diz que não foi Rainha Elizabeth que fez comentários sobre a cor de Archie
Reprodução/Instagram

Oprah Winfrey diz que não foi Rainha Elizabeth que fez comentários sobre a cor de Archie

Megha Markle e Harry deram uma entrevista polêmica a Oprah Winfrey falando sobre o afastamento da família real. Em um momento da conversa, a ex-duquesa contou que membros da família real foram conversar com ela preocupados com a cor que o filho dela iria nascer . Segundo a ex-atriz, eles queriam saber o “quão escuro” Archie iria ser.

Oprah participou do programa “CBS This Morining” na manhã desta segunda-feira (8) e comentou a entrevista que fez com o casal. Harry não quis dizer quem fez os comentários racistas e perguntaram para a apresentadora se ela conversou com o príncipe em particular sobre o assunto. Oprah respondeu que sim, mas não conseguiu descobrir quem estava nessa conversa.

“Ele não quis compartilhar a identidade comigo, mas ele quis ter certeza que eu soubesse e se eu tivesse a oportunidade de compartilhar que não foi a vó dele nem o avó dele que estavam nessas conversas”, disse Oprah.

Então, a apresentadora reforçou que a Rainha Elizabeth II e o marido dela, Príncipe Philip, não estavam nessas conversas. “Ele não me contou quem estava nessas conversas. Como vocês podem ver, eu tentei conseguir essa resposta nas câmeras e fora”, Oprah Winfrey concluiu.


Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana