conecte-se conosco

ARTIGOS

Paiva Netto – Reflexão de Boa Vontade: Vamos Falar com Deus

Publicado

Se Deus criou a água, por que não pode fluidificá-la?

Desde o princípio da pregação do saudoso Proclamador da Religião de Deus, do Cristo e do Espírito Santo, Alziro Zarur (1914-1979), que é anterior à LBV (fundada em 1o de janeiro de 1950 — Dia da Paz e da Confraternização Universal), e durante o programa Vamos Falar com Deus, os seus ouvintes colocam ao lado do rádio um copo, um jarro, o que seja, com água, para que, durante aqueles momentos de comunhão com o Poder Superior, pela fluidificação do precioso líquido, todos os que tenham Fé recebam, na razão direta do merecimento de cada um, a graça do Pai Celestial.

A Religião Divina, diariamente, durante a sua poderosa Corrente de Orações, fortalece os Espíritos e ilumina as mentes, por meio dos ensinamentos do Apocalipse e do Evangelho de Jesus. Com isso, mostra aos seus ouvintes e seguidores [telespectadores e internautas] que, se Deus fluidificava as águas do Rio Jordão e do poço de Siloé para curar os enfermos nos tempos bíblicos, por que não poderá fluidificar a água colocada junto ao receptor no horário do PBV — Programa Boa Vontade? Ora, como ensinou o Divino Chefe: “Tudo é possível àquele que crê” (Evangelho, segundo Marcos, 9:23).

Quando Zarur deu início ao programa Vamos Falar com Deus, alguns diziam que era pretensioso, ou estava louco, porque afirmava que a criatura podia falar com o Criador. Então, Jesus estaria doido primeiro, porque quando Lhe pediram: “Mestre, ensina-nos a orar”, Ele ensinou o Pai-Nosso (Evangelho, segundo Lucas, 11:1 a 4), que é a Oração Ecumênica por excelência. Todos podem entoá-la, sem ferir os postulados da sua crença, porque se trata de um filho, um suplicante, dirigindo-se a seu pai. Até mesmo os irmãos ateus, como expliquei também em Reflexões da Alma (2003), da Editora Elevação, podem fazê-lo, pois se não acreditam num Poder Celeste, certamente louvam a Ética, a Fraternidade, a Solidariedade, a Compaixão, a Generosidade, a que devem elevar sua consciência. Por isso é conhecida como Pai-Nosso, de religiosos e ateus, a Prece milenar do Cristo de Deus.

Leia mais:  Ômar Souki: Ore antes de agir!

 

Jesus disse: Pai Nosso.

Repararam que é Pai Nosso? Pai de todos, como destacava Dom Bosco (1815-1888), já no século 19. Jesus não falou Pai meu. Ele disse “Pai Nosso, que estais no Céu”.

 

Pai-Nosso — A Oração Ecumênica de Jesus

(Evangelho, segundo Mateus, 6:9 a 13)

 

“Pai Nosso, que estais no Céu [e em toda parte ao mesmo tempo], santificado seja o Vosso Nome. Venha a nós o Vosso Reino [de Justiça e de Verdade]. Seja feita a Vossa Vontade [jamais a nossa vontade], assim na Terra como no Céu. O pão nosso de cada dia dai-nos hoje [o pão transubstancial, a comida que não perece, o alimento para o Espírito, porque o pão para o corpo, iremos consegui-lo com o suor do nosso rosto]. Perdoai as nossas dívidas, assim como nós perdoarmos aos nossos devedores. Não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal, porque Vosso é o Reino, e o Poder e a Glória para sempre. Amém!”

 

Por que é Ele quem completamente sacia a nossa fome, incluída a de Paz, da qual as nações do mundo andam correndo atrás sem conseguir alcançá-la?

Leia mais:  LBV completa 70 anos de trabalho promovendo a Caridade Completa: a do corpo e da Alma

Porque Ele é o Pão Vivo que desceu do Céu, como destaca o capítulo sexto do Evangelho do Cristo, consoante a narrativa de João, versículos de 48 a 51:

 

48 Eu sou o Pão da Vida!

49 Vossos pais comeram o maná no deserto, mas

morreram.

50 Este é o Pão que desce do Céu, para que se coma

dele e não se morra!

51 Pois Eu sou o Pão Vivo que desceu do Céu. Se

alguém dele comer, viverá eternamente; e o Pão que

Eu darei para a vida do mundo é a minha carne.

José de Paiva Netto, jornalista, radialista e escritor.

paivanetto@lbv.org.br – www.paivanetto.com

Comentários Facebook
publicidade

ARTIGOS

Ômar Souki: Onde encontrar motivação?

Publicado

O despertador toca e você se vira na cama com muito sono ainda para ser dormido. Será que posso ficar mais aqui? Eu adoraria, mas tenho que ir. Com enorme desânimo sai da cama se perguntando: onde encontrar motivação para a vida?

Sim, a natureza já está alegremente desperta. Apesar da chuva, os pássaros se motivaram para cantar a glória de um novo dia. Também as crianças já foram saltitantes rumo a escola. Será por que somente os adultos não acham ânimo em suas manhãs?

Uma das prováveis razões é porque deitamos tarde. Temos muito que fazer e nossos dias estão cada vez mais curtos. Não dá tempo para nada, todos reclamam. As tarefas se acumulam e é preciso usar parte da noite para dar conta dos compromissos assumidos. As cobranças se amontoam sobre nossas costas: é a família exigindo atenção, o chefe querendo mais produtividade, o curso de pós graduação pedindo a conclusão dos trabalhos, os livros que clamam para ser lidos, etc. Sonhamos com as férias de fim-de-ano, mas depois de um breve descanso, tudo volta ao normal, isto é, à mesma correria de sempre.

Leia mais:  Ômar Souki: Ore antes de agir!

É justamente esse fazer desenfreado que nos rouba as energias e detona com o nosso ânimo. Sim, o fazer é necessário, mas não é tudo. Precisamos parar com freqüência. Isso não nos foi ensinado nem na escola, nem em casa. É importante encontrar tempo para nós mesmos e para o Reino que existe em nós.

Mais do que nunca precisamos seguir o conselho de Jesus de Nazaré: “Busquem em primeiro lugar o Reino dos Céus e tudo o mais lhes virá por acréscimo”. Essa foi a sugestão que Ele deu aos seus apóstolos quando eles se encontravam assoberbados de tarefas. Eles não entenderam e lhe perguntaram onde é que ficava esse lugar. E o Divino Mestre esclareceu: “o Reino dos Céus se encontra dentro de vocês”.

Como entrar dentro de nós mesmos? O barulho em nossas cabeças é infernal. Os pensamentos se revezam. Frequentemente nos culpamos pelas coisas que não conseguimos fazer ou que fizemos pela metade. Vivemos na expectativa de sermos punidos. A vida transcorre entre as acusações e culpas do passado e o medo dos castigos que nos aguardam no futuro. Um lugar pouco visitado é o presente. Paramos pouco no agora. Mas é de fundamental importância para a nossa sanidade e para o aumento de nossa motivação.

Leia mais:  Ômar Souki: Onde encontrar motivação?

Buscar o presente é a nossa principal responsabilidade. Mesmo que os pensamentos o instiguem a viver ou no passado ou no futuro, respire fundo e busque se inserir no agora. Procure um lugar tranqüilo onde possa permanecer em quietude por, pelo menos quinze minutos. Faça isso pela manhã, antes de começar o dia, e à noite, antes de adormecer.  Em vez de sair correndo e fazendo as coisas sem preparação, pare. Reflita antes de cada tarefa e considere sua atividade como uma oração de louvor ao Criador. Faça tudo para a maior glória Daquele que tudo pode. Pois, acredite, Ele, somente Ele, poderá aumentar o seu ânimo, o seu entusiasmo, o seu otimismo e a sua fé para seguir em frente, apesar dos pesares.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana