conecte-se conosco

Entretenimento

O que toca na playlist da Yasmin Santos? Charlie Brown Jr, Djavan e mais

Publicado

source

Yasmin Santos despontou em 2018 como uma das novas promessas do sertanejo, seguindo passos como os de Marília Mendonça, cujo timbre parecido leva a inúmeras comparações. A cantora, que nasceu e cresceu no Guarujá, litoral paulista, começou tocando em bares da cidade, depois de aprender a tocar violão por conta própria, com a ajuda de revistas de cifras.

Leia também: “É muito difícil dar certo no lugar de onde eu vim”, diz Yasmin Santos

yasmin santos arrow-options
Divulgação

Yasmin Santos

Se sua música é sertaneja, o gosto musical de Yasmin Santos é mais variado e inclui pop, rock, MPB e até pagode, tendo o líder do Raça Negra, Luiz Carlos, como uma das principais referências na carreira. Para “A Dona do Pedaço”, ela regravou o clássico Evidências, eternizado por Chitãozinho e Xororó, e tem em Bruno Mars uma inspiração artística.

Leia também: O que toca na playlist da Paula Fernandes? John Mayer, Bruno Martini e mais

“Sou muito eclética, ouço desde Caetano até U2”, confessa. Veja como é a playlist de Yasmin Santos :

Leia mais:  Totalmente nua, Aline Riscado curte dia ensolarado em cachoeira: "Liberdade"

  • Que música não sai da sua playlist? Um Amor Puro , Djavan
  • Que música você tem que tocar em todos os shows? Saudade Nível Hard , Sofro Onde Quiser
  • Um disco que não para de ouvir? Todos do Matheus e Kauan
  • Música para cantar no chuveiro? Charlie Brown Jr.
  • Música para curtir a sofrência? Ouve uma Marília Mendonça que vai se dar bem na sofrência

Gostou da playlist da  Yasmin Santos ? Na semana que vem, quem revelas suas músicas favorias é a dupla Maiara e Maraisa. 

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Além de “Madeleine”, outras cinco séries que narram crimes reais

Publicado

por

source

Treze anos depois,  a polícia alemã identificou um novo suspeito  pelo desaparecimento de Madeleine McCann . Com o novo desdobramento no caso, a procura pela série da Netflix que conta os bastidores das investigações do crime, que aconteceu em 2007, aumentou. Se você gosta de casos reais e tem estômago para saber em detalhes várias barbaridades que já aconteceram no mundo criminal, vai querer maratonar também essas produções:

Leia também:
O mundo era outro quando “Chocolate com Pimenta” estreou
Confira 8 produções para entender mais sobre o racismo
A luta antirracista narrada em 5 livros de autores negros

“The Trials of Gabriel Fernandez”


Em “The Trials of Gabriel Fernandez”, ou “Os Julgamentos de Gabriel Fernandez ” em português, a Netflix apresenta um relato completo e documentado do que aconteceu com o garoto, de origem latina, que vivia em Palmdale, norte de Los Angeles, EUA.

Através dos seis episódios, o documentário detalha as investigações feitas por assistentes sociais do país, que acabaram descobrindo que a criança sofria constantemente com abusos domésticos antes de ser morto pela mãe e pelo padastro, que desconfiavam da sexualidade do menino.

“Investigação Criminal”


A produção mostra como delegados, peritos e legistas conseguiram encontrar respostas para crimes que abalaram o Brasil. Entre eles, estão casos como os de Isabella Nardoni, Suzane Von Richthofen , Eloá, Maníaco do Parque, João Hélio, Farah Jorge Farah, Caroline Silva Lee, do serial killer de Itaquaquecetuba, do crime da Rua Oscar Freire e vários outros.

Leia mais:  AO VIVO: acompanhe ao tradicional carnaval de Olinda

Produzidas pela  A&E  e antes disponíveis na Netflix , as nove temporadas, totalizando mais de 70 espisódios, estão agora no  Looke , serviço de streaming brasileiro.

“Conversando com um serial killer”


Ted Bundy foi um dos serial killers mais emblemáticos dos Estados Unidos. Nos anos 1970, ele foi responsável pelo assassinato brutal de dezenas de mulheres. Mesmo 50 anos depois, ele ainda desperta fascínio e espanto no público.

Produzida pela Netflix em 2019, a série reúne uma série de entrevistas atuais com policiais, jornalistas, advogados e até amigos de Ted, materiais de arquivo e gravações de áudio que traçam o perfil do criminoso. Os quatro episódios de “Conversando com um serial killer” estão disponíveis no serviço de streaming.

“Gênio do Mal: A Verdadeira História do Assalto a Banco Mais Diabólico da América”


Em 2003, nos Estados Unidos, um entregador de pizza entrou num banco com uma bomba em seu corpo e uma estranha bengala. Após anunciar o assalto, vem a parte mais assustadora da história: o homem simplesmente explodiu.

Leia mais:  Descubra os famosos que não pouparam na pegação em 2019

A série documental produzida e disponível na Netflix  explora o que há por trás do misterioso caso do ” pizza bomber “, como veio a ser chamado. A história real deixou muitas dúvidas – Ele estava por trás do roubo? Era a vítima? O que deveria fazer? Com um minucioso trabalho de pesquisa e acervo, a produção tenta solucionar algumas destas questões.

“Marielle – O Documentário”


A série documental conta a vida e a morte da vereadora do Rio de Janeiro, Marielle Franco , e de seu motorista, Anderson Gomes , em um atentado em 2018. Até hoje, o crime não foi solucionado e o culpado está impune.

Original Globoplay , a produção registra momentos íntimos da vida da vereadora e do motorista, construíndo uma narrativa até o assassinato da dupla. São seis episódios, que variam entre 45 e 60 minutos, compostos por entrevistas com os familiares das vítimas, policiais, jornalistas que cobriram o caso, procuradores e autoridades políticas e outros materiais inéditos.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana