conecte-se conosco

POLÍTICA

“Não se deve descansar sem democracia na América do Sul”, diz Bolsonaro

Publicado

source

Agência Brasil

Bolsonaro arrow-options
Marcos Corrêa/PR – 27.11.19

Bolsonaro fez discurso neste sábado (30) durante evento da Aman, no Rio de Janeiro.

O presidente da República, Jair Bolsonaro , disse neste sábado (30) que não se deve descansar enquanto não houver democracia e liberdade em toda a América do Sul. Bolsonaro participou da solenidade de entrega das espadas aos novos aspirantes, formados na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman), em Resende (RJ).

Leia mais: Conselhos de Ética da Câmara e Senado voltam a focar nos filhos e Bolsonaro

No evento, 414 cadetes que concluíram o 4º ano da AMAN e foram declarados aspirantes a Oficial, primeiro posto da carreira de Oficial Combatente do Exército Brasileiro. Além dos cadetes brasileiros, também recebem a espada de oficial 11 cadetes de “nações amigas”: dois de Angola, um da Guiana, um de Honduras, cinco da Namíbia e dois do Paraguai.

“Militares das nações amigas e, em especial, da América do Sul, nós não descansaremos enquanto todos os países-irmãos não respirarem democracia e liberdade. Que nossos povos não se deixem persuadir ou iludir com as facilidades. A democracia e a liberdade é o nosso oxigênio”, disse Bolsonaro .

Leia mais:  Após renúncia na Bolívia, Bolsonaro defende voto impresso; Lula fala em golpe

Leia também: Dilma deve ser obstáculo de retorno de Marta ao PT

No discurso, Bolsonaro lembrou que formou-se pela AMAN em 1977 e que no final de 2014, quando participou de uma cerimônia de formação de outra turma, se inspirou e decidiu se candidatar à Presidência da República . “No final de 2014, eleições terminadas, por acaso encontrei-me na região da ponte do rio Alambari com a turma que se formava naquele momento. Veio-me a inspiração, uma vontade não sei de onde e assumi um compromisso com aquela turma. Falei que mudaria o destino do Brasil, mas não sozinho”, disse.

Bolsonaro disse ainda que tem o sonho de entregar o Brasil melhor do que recebeu, como assumiu a Presidência da República.

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA

PSOL cobra medidas do STF após Bolsonaro defender ato contra o Congresso

Publicado

por

source
Bolsonaro com militares arrow-options
Marcos Corrêa/PR

Bolsonaro teria propagado vídeo chamando ato contra o Congresso


Partido de oposição ao governo Bolsonaro, o PSOL emitiu uma nota de repúdio ao presidente por ter divulgado pelo whatsapp um vídeo de defesa de um ato no dia 15 de março contra o Congresso Nacional. A sigla fala em crime de responsabilidade e cobra medidas do Supremo Tribunal Federal (STF).

Leia também: Bolsonaro não está à altura do cargo se divulgou o vídeo, diz Celso de Mello

O PSOL promete uma resposta dura à atitude do presidente e reclama do silêncio dos presidentes da Câmara e do Senado. O ponto forte, porém, concentra-se no STF.

“Ao envolver-se diretamente na convocação de manifestações pelo fechamento do Congresso Nacional, Bolsonaro comete crime de responsabilidade e crime de improbidade. É preciso uma resposta dura. O silêncio dos presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal precisa ser rompido urgentemente. Medidas podem e devem ser tomadas no âmbito do STF”, diz o texto.

Leia também: Alexandre Frota pede para advogados avaliarem pedido de impeachment de Bolsonaro

Leia mais:  "Tem que estudar como fazer", diz general Heleno sobre possibilidade do AI-5

O partido ainda convoca seus seguidores e simpatizantes a um protesto no dia 08 de março (Dia Internacional da Mulher) contra a “escalada autoritária de Bolsonaro”.


Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana