conecte-se conosco

POLÍTICA

‘Não quero ficar falando mal de presidente’, diz Lula em vídeo; assista

Publicado

source
Lula com o braço erguido junto com apoiadores arrow-options
Ricardo Stuckert

Lula na saída da prisão em Curitiba

Depois de um discurso em que fez ataques ao governo Bolsonaro, ao Ministério Público Federal (MPF) e à Polícia Federal , o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva adotou um tom mais leve em vídeo publicado nas redes sociais. Em tom de campanha, o petista diz que quer “construir um país melhor” e que não vai “ficar falando mal” do presidente Jair Bolsonaro. O político foi solto, nesta sexta-feira, após ficar 580 dias presos na sede da PF, em Curitiba. A soltura se deu devido um novo entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF),que derrubou a prisão antecipada da pena, após a condenação em segunda instância.

“Eu não quero ficar falando mal de presidente, falando mal de ministro. Eu quero falar bem do povo brasileiro e falar das coisas que são possíveis da gente construir nesse país”, diz o ex-presidente.

Leia também: O que pode acontecer com Lula após fim de prisão em segunda instância

Leia mais:  PSL pressiona aprovação de PEC da 2ª instância; entenda o que está em jogo

Na gravação, Lula aparece ao lado da namorada, Rosangela da Silva, conhecida como Janja. O petista cita o seu governo e o de sua sucessora, Dilma Rousseff , para fazer do que seria necessário para um país melhor: “Eu já provei quando presidente, como a Dilma já provou, que é possível a gente construir um país melhor. Um país sem ódio, um país com mais comida na mesa, com mais emprego, com mais salário, com mais escola técnica, com mais universidade, com melhor qualidade de ensino.”

Apesar do tom apaziguador, o ex-presidente alfinetou o governo Bolsonaro em dois momentos do vídeo:  “Depois de eleger um presidente com base em fake news, com base na mentira, os dados do IBGE mostram que o povo está mais desempregado, está ganhando menos, está vivendo pior. É muito triste”, diz Lula, no início da gravação

“Um governante sério não fica governando com base em fake news, com base na mentira. Um governante sério fala com o povo, fala em emprego, fala em desenvolvimento, fala em distribuição de renda. Coisa que a gente não ouve falar.”

Leia mais:  Bolsonaro se encontra com presidente chinês para assinatura de acordos

Leia também: Depois de Lula, José Dirceu também é solto após decisão do STF

Na gravação, agradece ainda a vigília que o acompanhou do lado de fora da Superintendência da Polícia Federal , em Curitiba. Ele diz que, durante o tempo que esteve preso, utilizou uma luz para agradecer aos gritos de apoio que ouvia de sua cela.

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA

Projeto de lei propõe multa de R$ 5 mil para quem divulgar fake news

Publicado

por

source
Deputados tomando posse na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) arrow-options
Divulgação

Multa por divulgar desinformação seria mais dura para funcionários públicos

Um projeto de lei que está pronto para ser votado na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) propõe multar em R$ 5 mil aqueles que divulgarem fake news . Segundo a colunista Mônica Bergamo, o projeto é de autoria do deputado estadual Edmir Chedid (DEM) e todo o dinheiro arrecadado seria repassado para um Fundo Social de Combate à Informação Falsa.

Em casos do compartilhamento de notícias falsas por servidores públicos, a proposta determina que a multa seja aplicada em dobro. Além disso, ainda há um agravante. Se o funcionário estadual usar a estrutura pública para disseminar desinformação, a multa seria quatro vezes maior, chegando a R$ 20 mil.

Comentários Facebook
Leia mais:  Bolsonaro se encontra com presidente chinês para assinatura de acordos
Continue lendo

Mais Lidas da Semana