conecte-se conosco


POLÍTICA

“Não podia vir aqui para discutir Bolsonaro”, diz Lula após encontro com Papa

Publicado

source
Lula e Papa Francisco arrow-options
Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Lula e Papa Francisco

Após uma audiência privada de quase uma hora nesta quinta-feira com o Papa Francisco, no Vaticano, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que o argentino é um personagem “inspirador” e disse ter ficado muito “satisfeito” em conhecê-lo. O petista também disse que não tratou sobre o presidente Jair Bolsonaro e a gestão dele no Brasil durante a conversa com o pontifíce.

Leia mais: Investigação sobre advogado de delatores pode atingir Lava Jato

O encontro entre o brasileiro e o líder religioso argentino, o primeiro entre eles, aconteceu na casa de hóspedes Santa Marta, onde mora o papa , dentro do Vaticano . O ex-presidente afirmou ter conversado com o papa sobre o combate à pobreza, o desenvolvimento econômico voltado aos pobres e a defesa do meio ambiente.

Indagado se o governo de Jair Bolsonaro foi tratado na conversa, Lula limitou-se a dizer: “Não podia vir aqui para discutir Bolsonaro”, afirmou Lula em uma rápida conversa com jornalistas, na noite desta quinta, na sede da Confederação Geral dos Trabalhadores Italianos, uma espécie de CUT local, onde participou de um debate.

Leia mais:  "Prometi não falar mal, senão ele não cai", diz Maia sobre Weintraub

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA

TJRJ escolhe desembargadores para processo de impeachment de Witzel

Publicado

por

source

Agência Brasil

Wilson Witzel, governador afastado do cargo.
Carlos Magno / GERJ

Wilson Witzel, governador afastado do cargo.

O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) escolheu hoje (28) os cinco desembargadores para compor o Tribunal Especial Misto, que vai decidir o futuro do governador afastado do Rio de Janeiro , Wilson Witzel , com o julgamento do processo de impeachment.

Entre os 180 desembargadores do TJ, foram sorteados Teresa de Andrade Castro Neves, José Carlos Maldonado de Carvalho, Maria da Glória Bandeira de Mello, Fernando Foch de Lemos Arogony da Silva e Inês da Trindade Chaves de Melo.

Os desembargadores Ricardo Rodrigues Cardoso e Myriam Medeiros da Fonseca Costa também foram sorteados, mas logo informaram que se consideravam impedidos porque têm filhos que ocupam cargos comissionados no governo do estado.

O desembargador Fernando Foch, durante o sorteio, não respondeu se estava apto a participar do julgamento no sistema de videoconferência do TJ. A presidência tentou contato com ele, mas não recebeu resposta.

Leia mais:  Diplomata brasileiro que esteve com Bolsonaro e Trump tem coronavírus

Caso o desembargador se declare inapto, haverá uma outra sessão do Pleno com novo sorteio para a escolha apenas do integrante que falta.

O sorteio, realizado nesta segunda-feira (28), no Tribunal Pleno do Fórum Central, foi comandado pelo presidente do TJRJ , desembargador Cláudio de Mello Tavares.

Mello Tavares que também não participou do sorteio porque será o presidente do Tribunal Misto .

Os escolhidos vão se somar a cinco deputados estaduais, que serão eleitos pela Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) para integrar o Tribunal Misto. A eleição na Alerj está prevista para amanhã (29), às 15h.

“Estamos aqui reunidos no momento que ficará marcado na história desse estado. É a primeira vez que será instalado um Tribunal Especial Misto para julgamento do processo de impeachment do governador do estado”, disse Mello Tavares.

O desembargador lembrou que por causa das questões de segurança sanitária diante da pandemia da Covid-19, a participação dos colegas seria por meio de sistema híbrido, com apenas alguns presentes no Pleno do Fórum Central e os outros por videoconferência.

Processo

No sorteio , cada desembargador teve seu nome ligado a um número que correspondia à sua colocação na lista de antiguidade no TJ. Os números relativos ao presidente do TJ e aos desembargadores que não poderiam integrar o Tribunal Misto ficaram de fora do globo sorteador.

Leia mais:  Depois de aderir ao Twitter, Moro cria conta oficial no Instagram

Com os nomes escolhidos, o presidente do TJ comunicou que a sessão inaugural do Tribunal Especial Misto será marcada após a Alerj informar quais foram os deputados eleitos.

Conforme aviso na quinta-feira (24) do presidente da Alerj, deputado André Ceciliano, os deputados têm até amanhã às 14h30 para registrar as suas candidaturas a uma das cinco vagas por ofício em meio físico, na Secretaria-Geral da Mesa Diretora, com a eleição realizada no mesmo dia, ou seja, nesta terça-feira (29), marcada para as 15h.

O Tribunal Especial Misto tem até 120 dias para concluir o julgamento .

Para cassar o mandato de Wilson Witzel serão necessários os votos de sete dos dez integrantes, ou seja, dois terços da composição.

Desde o dia 28 de agosto, Witzel está afastado do cargo por decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

No momento em que o Tribunal Misto receber a denúncia, o governador estará duplamente afastado no caso do processo de impeachment, por motivo de crime de responsabilidade .

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana