conecte-se conosco

Entretenimento

“Não me chama de cocô”: Tatá Werneck repreende Rafa Vitti ao vivo

Publicado

source

Tatá Werneck resolveu fazer uma live junto com Rafa Vitti , mas acabou dando uma bronca ao vivo no marido após ele soltar um apelido nada carinhoso que deu a ela. Tudo começou quando a apresentadora leu uma pergunta de um seguidor envolvendo a poderosa Anitta .

Leia também: Após término, Maiara muda o visual e dispara: “Estou apaixonada”

Rafa Vitti e Tatá Werneck arrow-options
Reprodução/Instagram

Rafa Vitti e Tatá Werneck fizeram live no Instagram


Leia também: Marina Ruy Barbosa exibe bumbum e Tata Werneck dispara: “Indireta”

A pessoa queria saber se Tatá Werneck ou Rafa Vitti já tinha dado um beijo na cantora pop. A mãe de Clara Maria disse que ela não, mas que o marido provavelmente sim. Dando risada, o ator falou que nunca tinha beijado Anitta.

Leia também: Fã de “Chaves”, Tata Werneck vesta a filha de Chiquinha

Para provocar, Tatá Werneck perguntou se ele beijaria a cantora se tivesse a oportunidade e incentivou o marido a responder: “Ninguém tá vendo. Qual o problema?”. Pego de surpresa, Rafa respondeu: “Eu te amo, cocô”. Rapidamente, a apresentadora do “Lady Night” rebateu: “Não me chama de cocô em uma live”. Claro que o inusitado momento divertiu os seguidores do casal.

Leia mais:  Marcos e Paloma viajam juntos para Búzios em "Bom Sucesso"
Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Shakira e Jennifer Lopez são acusadas de incitar o tráfico sexual em show

Publicado

por

source

Como de costume, todos os anos o intervalo do jogo do Super Bowl é marcado por um grande show. Este ano, quem brilhou nesse grande evento esportivo foram as cantoras Shakira e Jennifer Lopez. A performance das artistas, que aconteceu no dia 2 de fevereiro, foi muito elogiada, mas voltou a ser assunto por conta de uma polêmica.

Leia também: Muy latinas! Shakira e JLO serão as atrações do Super Bowl 2020

Jennifer Lopez e Shakira arrow-options
Divulgação

Jennifer Lopez e Shakira foram a atração do Super Bowl de 2020


De acordo com a CNN , a Comissão Federal de Comunicações (FCC) dos Estados Unidos recebeu mais de 1,3 mil reclamações de telespectadores que não gostaram da apresentação realizada por Shakira e Jennifer Lopez no intervalo do jogo. Entre as queixas, estão a de pais que sentiram que seus filhos foram expostos a um “programa pornô”. Já outras pessoas disseram que a apresentação incentivou o tráfico sexual .

Leia também: Rihanna explica porque se recusou a se apresentar no Super Bowl

Também teve quem ficou chateado com o fato de não ter tido nenhum aviso público antes do show do que estava por vir, já que para alguns espectadores o show não era um ato musical, mas, sim,  uma “performance de clube de strip-tease”.

Leia mais:  Campanha "não é não" cola no Carnaval de todo Brasil com tattoos temporárias

“O desempenho de Jennifer Lopez no intervalo do Super Bowl foi extremamente explícito e completamente inaceitável para um evento em que famílias, incluindo crianças, estão assistindo”, disse um espectador na reclamação divulgada pela CNN . “Eu não estava preparada para explicar à minha filha de 11 anos por que Jennifer Lopez estava vestida com pouca roupa ou por que ela continuava agarrando sua virilha”, comentou outro.

O movimento #MeToo acabou sendo muito citado nessas reclamações . “Em nosso país, houve um esforço pelos direitos das mulheres e mais oportunidades, juntamente com o movimento #MeToo, o que é uma coisa boa. Isso nos leva de volta ao ponto em que as mulheres obtêm seu valor pela sexualidade, não pelo cérebro”, escreveu uma pessoa.

Leia também: Jennifer Lopez relembra caso de assédio que viveu com diretor de cinema

Jennifer Lopez foi a mais criticada, mas é claro que isso não é consenso e tem muita gente nas redes sociais defendendo o desempenho da artista ao lado de Shakira no Super Bowl.

Leia mais:  Cansada, Anitta anuncia pausa na carreira: "Quero coisas diferentes"
Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana