conecte-se conosco

ITURAMA E REGIÃO

Mulher diz que aprendia a dirigir carro quando caiu em córrego em Ituiutaba; passageiro morreu

Publicado

A mulher de 41 anos que sobreviveu à queda do carro no Córrego da Divisa, em Ituiutaba, admitiu não ter Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e que, no momento do acidente, guiava com a assistência do passageiro, um homem de 53 anos que morreu. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Segundo ela contou à Polícia Militar (PM), o passageiro a ensinava conduzir veículo automotor. Ao chegar perto do córrego, a sobrevivente disse que ficou com medo de passar e pediu para ele. Mas o homem teria insistido para que ela atravessasse e chegou até a avançar no volante, momento em que perdeu o controle da direção e caiu no córrego.

A aprendiz conseguiu escapar porque a janela de lado dela estava aberta. O corpo do homem foi resgatado nesta segunda de dentro do automóvel pelos mergulhadores do Corpo de Bombeiros. Não foi informada qual é a relação dos dois.

“O indivíduo de fato ensinava a amiga a dirigir e, quando foi fazer a travessia, insistiu que ela fizesse a passagem, o que fez o veículo cair da ponte. Infelizmente, o passageiro afogou. É um crime de trânsito entregar veículo a quem é inabilitado”, afirmou o tenente da PM Pedro Paulo Carvalho.

O pelotão foi acionado após informação de que um veículo tinha caído na água. A solicitante, que sobreviveu ao acidente, conseguiu sair do veículo antes que ele submergisse. No entanto, a vítima fatal ficou presa dentro do automóvel.

Leia mais:  Ação de combate ao Aedes Aegypti é intensificada em bairro de Uberaba após morte de jovem

Mergulho

Os bombeiros deslocaram para o local com uma equipe especializada para acessar a vítima que se encontrava no carro submergido. Pelo fato de o córrego ser barroso, a visibilidade na água era nula, segundo informaram os militares.

Os mergulhadores desceram no córrego sem visibilidade e encontraram o veículo a uma profundidade de aproximadamente 7 metros. O corpo foi resgatado e entregue para a perícia da Polícia Civil.

Inicialmente, a solicitante afirmou aos Bombeiros que era passageira do veículo quando ele caiu no córrego. Em segundo depoimento, porém, ela afirmou que estava dirigindo o carro quando sofreu o acidente.

FONTE: G1

Comentários Facebook
publicidade

ITURAMA E REGIÃO

Prazo para eleitor regularizar título termina em maio

Publicado

Quem não estiver em dia com documento, não poderá votar nas eleições

Os cidadãos que tiveram o título de eleitor cancelado têm até o dia 6 de maio para regularizar a situação. Após o prazo, quem não estiver em dia com o documento, não poderá votar nas eleições municipais de outubro, quando serão eleitos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores nos 5.568 municípios do país.

No ano passado, 2,4 milhões de títulos foram cancelados porque os eleitores deixaram de votar e justificar ausência por três eleições seguidas. Para a Justiça Eleitoral, cada turno equivale a uma eleição.

Para regularizar o título, o cidadão deve comparecer ao cartório eleitoral próximo a sua residência, preencher o Requerimento de Alistamento Eleitoral (RAE) e apresentar um documento oficial com foto. Além disso, será cobrada uma multa de R$ 3,51 por turno que o eleitor deixou de comparecer. O prazo para fazer a solicitação termina no dia 6 de maio, último dia para emissão do título e alteração de domicílio eleitoral antes das eleições.

Além de ficar impedido de votar, o cidadão que teve o título cancelado fica impedido de tirar passaporte, tomar posse em cargos públicos, fazer matrícula em universidades públicas, entre outras restrições.

Leia mais:  Show em Comemoração ao Aniversário de São Francisco de Sales

A situação de cada eleitor pode ser verificada no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O primeiro turno será realizado no dia 4 de outubro. Se necessário, o segundo turno será no dia 25 do mesmo mês. Cerca de 146 milhões de eleitores estarão aptos a votar.

Por: Limeira Notícias

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana