conecte-se conosco


POLÍTICA

Mudança no Twitter pode alterar o rumo das campanhas eleitorais

Publicado em

POLÍTICA

source

IstoÉ

Bolsonaro arrow-options
Agência Brasil

Presidente Jair Bolsonaro é muito ativo no Twitter

A partir do final de novembro, o Twitter não mais aceitará impulsionamento pago de publicações políticas. O anúncio foi feito pelo CEO da empresa, Jack Dorsey, por meio de sua conta na rede. “Acreditamos que o alcance de uma mensagem política deva ser conquistado, e não comprado”, afirmou.

Importante não confundir: a plataforma ainda permitirá a veiculação de mensagens partidárias, mas não conduzirá campanhas publicitárias para que uma publicação com esse tipo de conteúdo atinja mais pessoas que o alcance orgânico da plataforma. Dorsey fez questão de ressaltar que isso não atenta contra a liberdade de expressão — afinal, os usuários ainda poderão seguir e interagir com agentes políticos de suas preferências.

Entre os críticos da decisão, estão os que consideram que agora o algoritmo da rede terá ainda mais poder permitindo que os usuários vejam em maior ou menor quantidade. O próximo passo é, sem dúvida, limitar a proliferação e acesso dos robôs que lotam a rede.

Leia mais:  Bolsonaro define novos comandantes das Forças Armadas; veja quem são

Da tribo ao resort

A Embratur, subordinada ao Ministério do Turismo, pediu que a Funai desista de demarcar terras indígenas no sul da Bahia, entre os municípios de Una e Ilhéus. Motivo: a construção de um resort. Parece inacreditável, mas a intenção é desenvolver o turismo na região. A terra em questão ocupa 47 mil hectares e abriga em torno de 4,6 mil indígenas.

O requinte final da ironia fica por conta do fato de a empresa interessada no local ser portuguesa, tal qual os colonizadores que dizimaram as riquezas naturais brasileiras há mais de quinhentos anos.

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA

Arthur do Val pede o impeachment de Bolsonaro por falta de kit intubação

Publicados

em

Por

source
Deputado federal Arthur do Val
Divulgação/Assembleia Legislativa de São Paulo

Deputado federal Arthur do Val

O deputado estadual Arthur do Val (Patriotas), conhecido como Mamãe Falei , protocolou nesta sexta-feira (16) um pedido de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por conta da falta de kit intubação no estado de São Paulo. O pedido se sustenta nos requerimentos do governo solicitando medicamentos ao Ministério da Saúde , que não foram entregues.

“Desde o começo do ano de 2021, quando começou a faltar medicamentos do kit intubação, o Estado de São Paulo enviou diversos ofícios ao Ministério da Saúde pedindo ajuda. Tais ofícios não foram sequer respondidos. Quando finalmente o Estado de São Paulo estava em vias de conseguir os kits, a União, a mando do presidente da República, age de forma desleal, desafiando a decisão do STF e induzindo o sistema de saúde paulista ao colapso, tudo com o único propósito de satisfazer os delírios do presidente da República”, diz trecho do documento apresentado à Câmara.

No texto, o deputado sustenta que e “é crime de responsabilidade ‘intervir em negócios peculiares aos Estados ou aos Municípios com desobediência às normas constitucionais’. Evidentemente, houve uma intervenção na administração paulista, cujos esforços e planejamento na área da saúde ficaram totalmente desestruturados”.

Comentários Facebook
Continue lendo

ITURAMA E REGIÃO

POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

Mais Lidas da Semana