conecte-se conosco


POLÍTICA

Moraes manda PGR opinar sobre caso de Daniel Silveira antes de analisar soltura

Publicado

source
Deputado Daniel Silveira (PSL) e Alexandre de Moraes. ministro do Supremo
Montagem iG

Deputado Daniel Silveira (PSL) e Alexandre de Moraes. ministro do Supremo

 O ministro do Supremo Tribunal Federal ( STF ), Alexandre de Moraes, determinou nesta terça-feira (23) que a Procuradoria-Geral da República (PGR) se manifeste novamente sobre os crimes cometidos pelo  deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) antes de analisar o pedido de liberdade provisoria.

“A ocorrência de diversos fatos supervenientes ao oferecimento da denúncia pode gerar reflexos na instrução processual penal”, diz Moraes no despacho.

Na manifestação, a Procuradoria-Geral dirá se acha conveniente que se acrescente novas denúncias pelos fatos cometidos pelo deputado do PSL após sua detenção.

 Após a prisão de Silveira no dia 16, foi aberta outra investigação para apurar sobre os dois celulares encontrados na cela do deputado e também sobre os crimes de desacato e infração de medida sanitária preventiva por se recusar a usar máscara quando foi detido.

Você viu?

Moraes também cita que a perícia nos celulares do parlamentar, que se recusou a entregar as senhas, já foi iniciada:

Leia mais:  ‘Ser expulso por apoiar Bolsonaro é motivo de orgulho’, diz Feliciano

“A realização de imediata perícia dos aparelhos apreendidos foi determinada, com solicitação de identificação dos proprietários dos “chips”, transcrição de todos os seus dados e remessa dos laudos para o presente inquérito. Segundo informações da Polícia Federal, o custodiado negou-se a fornecer as senhas de acesso aos aparelhos para a realização do trabalho da equipe de peritos”

Com as informações que chegarem dos aparelhos, o relator do inquérito no STF irá usá-las no novo inquérito, o que pode fazer com que Daniel não tenha sua liberdade provisória concedida.

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA

Bolsonaro questiona uso de máscaras: “a gente aguarda estudo mais aprofundado”

Publicado

por

source
Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante live nesta quinta (25)
Reprodução Facebook

Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante live nesta quinta (25)

O presidente Jair Bolsonaro  (sem partido)  durante transmissão ao vivo pelas redes sociais nesta quinta-feira (25)  citou um suposto estudo de “uma universidade alemã” para questionar o uso de máscaras como prevenção contra o novo coronavírus (Sars-Cov-2).

“Começa a aparecer estudos sobre o uso de máscaras. Uma universidade alemã fala que elas são prejudiciais a crianças. E levam em conta vários itens como irritabilidade, dor de cabeça, dificuldade de percepção de felicidade”, afirma Bolsonaro.

Com o plano nacional de vacinação andando de forma lenta, especialistas apontam o uso de máscaras como uma das mais importantes medidas de prevenção contra a Covid-19 . A OMS comprovou eficácia e indica o uso das pessoas quando estiverem em espaço público.

“Não vou entrar em detalhes, porque tudo deságua em críticas em mim. Eu tenho a minha opinião sobre máscaras, que cada um tenha a sua. Mas a gente aguarda um estudo mais aprofundado sobre isso por parte de pessoas competentes”, diz.

Nesta quinta (25), o Brasil registrou 1.541 novos óbitos em decorrência do vírus, um dia depois do país passar dos 250 mil mortes, em um momento da pandemia onde diversos estados estão prestes a entrar em colapso no sistema de saúde.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana