conecte-se conosco

ITURAMA E REGIÃO

Minas ganha primeira delegacia rural

Publicado

Para dar mais efetividade ao combate de crimes patrimoniais que ocorrem na zona rural, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) inaugurou, nesta quinta-feira (7/11), um espaço com as instalações de uma delegacia em Araxá, na região do Alto Paranaíba. É a primeira delegacia sediada no interior do estado voltada para apuração de crimes praticados na área rural.

O chefe da PCMG, delegado-geral Wagner Pinto de Souza, agradeceu o apoio da Prefeitura de Araxá pela nova unidade e aos policiais envolvidos na iniciativa. “Quero agradecer especialmente a cada um dos policiais civis, de todas as carreiras sem distinção, sem os quais a nossa polícia não conseguiria realizar o trabalho de qualidade que tem feito”, ressaltou.

O delegado regional Victor Hugo Heisler destacou a conquista. “A PCMG já vinha realizando ações pontuais na área rural, combatendo crimes contra o patrimônio, mas agora temos um lugar que o homem do campo tenha como referencial, para onde levar suas demandas”, pontuou.

A Polícia Civil ainda comemorou a entrega, à delegacia regional, de duas viaturas, fruto de emendas parlamentares, e outras três à delegacia rural, doação de produtores rurais locais, via cooperativa de crédito e de uma mineradora da região.

Leia mais:  Antropólogo é detido ao tentar impedir fiscalização do Ibama em terra indígena no Pará

A nova delegacia vai funcionar, inicialmente, com um delegado, três investigadores e quatro servidores administrativos. A equipe vai atender 12 municípios, que compreendem uma população total de aproximadamente 300 mil habitantes. “Araxá vai ser a primeira cidade do interior a ter uma especializada no âmbito rural, e isso é uma grande satisfação para todos nós”, destacou o delegado Tiago Cruz Ferreira, titular da delegacia.

Comentários Facebook
publicidade

ITURAMA E REGIÃO

Polícia Civil prende homem investigado por estuprar filha e enteada em Uberlândia

Publicado

A Polícia Civil prendeu, nesta sexta-feira (10), um homem de 40 anos suspeito de estupro. A detenção ocorreu no Bairro Pequis, em Uberlândia. O investigado será encaminhado para o Presídio Professor Jacy de Assis.

Conforme informações da polícia, as vítimas são filha, que hoje tem 15 anos e seria abusada desde os 12, e a enteada, que tem 20 anos e contou que o crime ocorria há cinco anos.

Segundo a delegada de Defesa da Mulher, Lia Valechi, ele foi preso mediante um mandado de prisão preventiva e não resistiu a prisão, sendo detido em casa. Horas antes, policiais da repartição tentaram localizá-lo um assentamento que existe em uma fazenda perto do bairro.

Valechi, que comandou a prisão, falou que o indivíduo trabalha como movimentador de mercadorias e vinha sendo procurado desde o dia 18 de junho quando foi denunciado pela própria filha.

“A filha dele, que tem hoje 15 anos, disse que vinha sendo vítima de abuso sexual desde os 12 anos e que no dia 15 de junho ela foi violentada, novamente. Ela contou que o pai ameaçava ela e a mãe dela, caso o denunciassem”.

Leia mais:  Prefeito Anderson participa de reunião de lançamento oficial do Projeto de Castração de Cães e Gatos de Iturama

A enteada e a mãe da adolescente também foram ouvidas pela delegada. A mãe informou que não sabia da violência sexual, mas acredita no que a filha está dizendo.

Ela também informou que o suspeito já havia sido preso em 2017, por estupro, e havia sido investigado em uma denúncia também de estupro, feita por uma vítima, em 2014. “Hoje, após a prisão, ele negou ter estuprado a filha, mas se manteve calado quando perguntado sobre a enteada”, salientou Lia.

Por: G1

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana