conecte-se conosco

POLÍTICA

Lula pede que STF anule decisão do TRF-4 que o condenou a 17 anos

Publicado

source
Lula preocupado arrow-options
Marcelo Camargo

Lula foi condenado em segunda instância em dois processos da Lava Jato

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) a anulação da decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) que o condenou a 17 anos, um mês e 10 dias de prisão no processo do sítio de Atibaia, um dos que foram abertos no âmbito da Operação Lava Jato. Lula foi considerado culpado pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Leia também: Campanhas de Gleisi e Fátima Bezerra receberam propina, diz Palocci em delação

Na segunda-feira da semana passada (25), o ministro Edson Fachin, relator dos processos da Operação Lava Jato no STF, negou um pedido apresentado pela defesa que queria suspender o julgamento do caso. Com isso, o TRF-4 pôde analisar o processo na quarta-feira (27). O novo pedido para anular a condenação foi apresentado como recurso no mesmo habeas corpus rejeitado por Fachin na semana passada.

Na última quarta, por unanimidade, os três desembargadores da 8ª Turma do TRF-4 votaram para manter a condenação imposta pela juíza Gabriela Hardt, que cuidou por alguns meses dos processos da Lava Jato após a saída do ex-juiz Sergio Moro. Além disso, aumentou a pena de 12 anos e 11 meses para 17 anos, um mês e 10 dias.

Leia mais:  Joice chama Eduardo Bolsonaro de "inútil e imbecilizado" após ser alvo de piada

Leia também: “Lula faz parte do passado do país”, diz Sergio Moro

Lula é acusado de aceitar reformas na propriedade feitas pela Odebrecht e OAS, com dinheiro de propina decorrente de contratos da Petrobras , no valor de R$ 1 milhão.

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA

Frota critica “teatrinho” de Carlos Bolsonaro: “Frouxo que faz papel de feroz”

Publicado

por

source
Frota arrow-options
Montagem

Deputado disparou crítica ao filho do presidente Bolsonaro após declarações

Após ser criticado por compartilhar vídeo de ato contra o Congresso Nacional , o presidente Jair Bolsonaro postou nas redes sociais sobre o caso e recebeu o apoio do filho Carlos, que compartilhou a publicação e mandou “recado” com a tag #EuApoio Bolsonaro. Porém, o vereador acabou sendo alvo do deputado federal Alexandre Frota, que lamentou o “teatrinho” feito nas redes sociais.

Leia também: Doria critica “lamentável apoio” de Bolsonaro a ato contra Congresso

“Carluxo disse: ‘A escória estribucha sem o dinheiro do pagador de impostos, outrora derramado aos bilhões em suas gargantas profundas’. Esse frouxo que faz papel de feroz nas redes só esconde uma coisa. Ditaduras roubam muito mais o dinheiro do povo que as democracias. Bolsonaro não esconde mais o que quer. Não adianta Carluxo fazer teatrinho”, disparou Frota após a publicação de Carlos.

Leia mais:  PCdoB vai usar nome fantasia em 2020 para evitar termo "comunista"

Mais cedo, o deputado já havia publicado uma série de posts falando sobre o caso da divulgação do vídeo. Segundo ele, “resistir ao autoritarismo chavista de Bolsonaro não é uma luta de direita ou de esquerda. É uma luta pela civilização”.

“Está na cara que esse é o projeto bolsonarista e por isso ele ataca tanto a imprensa, as instituições e tenta derrubar o Congresso. Se destruir a democracia, Bolsonaro destruirá o futuro do Brasil e todas as conquistas que tivemos desde a redemocratização”, afirmou Frota .

Leia também: “Dar furo” e Pinóquio: Weintraub e deputada criticam denúncia contra Bolsonaro

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana