conecte-se conosco


POLÍTICA

Lewandowski julga improcedente prisão após segunda instância

Publicado em

POLÍTICA

source
Ministro Lewandowski falando ao microfone arrow-options
Nelson Jr./SCO/STF – 11.6.19

Lewandowski deu o voto mais rápido até agora

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, julgou improcedente a prisão após condenação em segunda instância. Com o voto, a placar parcial é de 4 a 3 para que condenados em segundo grau permaneçam presos antes de se esgotarem todas as possibilidades de recursos no STJ e no STF.

Lewandowski disse que, ao ocupar uma cadeira no STF, assumiu a responsabilidade de cumprir a Constituição e a lei, “sem concessões à opinião pública”.

O voto dele foi o mais curto até agora e durou 20 minutos.

Comentários Facebook
Leia mais:  Coronavírus: Planalto só libera funcionários que tiverem atestado
Propaganda

POLÍTICA

Gentili se reúne com ex-marqueteiro de Bolsonaro por candidatura em 2022

Publicados

em

Por

source
Danilo Gentili pode concorrer à presidência em 2022
Reprodução/SBT

Danilo Gentili pode concorrer à presidência em 2022

Danilo Gentili deve concorrer à presidência em 2022. O apresentador teria se reunido, neste sábado (10), com o ex-marqueteiro de Bolsonaro, André marinho, além de membros do MBL (Movimento Brasil Livre). As informações são da jornalista Mônica Bergamo.

O MBL vê como trunfo o fato de Gentili grande alcance entre os jovens. O apresentador seria importante para tirar votos de Jair Bolsonaro (sem partido), em uma tentativa do grupo de tirar o atual presidente do segundo turno .

Segundo a jornalista, líderes do MBL , como Renan Santos e o deputado Kim Kataguiri (DEM-SP) pretendem se agregar em um mesmo partido em 2022 para as candidaturas a cargos eletivos. Nessa estratégia, Gentili seria um bom ‘puxador de votos’.

O grupo teria se animado com a provável candidatura de Gentili após o  ex-juíz e ministro da Justiça, Sergio Moro, dizer que votaria no apresentador.

Comentários Facebook
Continue lendo

ITURAMA E REGIÃO

POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

Mais Lidas da Semana