conecte-se conosco

ARTIGOS

LBV leva esperança a famílias do Triângulo Mineiro

Publicado

Instituição não mede esforços para amenizar o sofrimento de pessoas socialmente vulneráveis nesta pandemia

Legião da Boa Vontade (LBV) tem intensificado suas ações para socorrer famílias socialmente vulneráveis afetadas pela pandemia do novo coronavírus. No Triângulo Mineiro, mesmo com a suspensão temporária de suas atividades, a LBV não parou o seu trabalho e continua amparando os atendidos em seus serviços e programas socioassistenciais, provendo-os com cestas de alimentos para que não passem fome e se previnam da Covid-19 durante o período de isolamento social.

Para quem já vivia com poucos recursos antes desse vírus chegar ao Brasil, esse socorro da LBV não só garante as refeições por alguns dias, como também afasta o medo de não ter o que comer na necessária quarentena.

Marly Gomes e o esposo moram em Patos de Minas e estão desempregados. A neta, atendida pela LBV, também reside com o casal. Neste momento desafiador, a família continua recebendo a ajuda da Instituição. “Fiquei muito feliz em receber as cestas da LBV, que tem me ajudado muito neste período de dificuldades em que estamos em casa. Que Deus abençoe todos vocês”, disse.

Leia mais:  Conheça as cidades que podem ser extintas no Estado de São Paulo

Moradora de Uberaba, Kellen Alessandra da Silva não escondeu a felicidade ao receber a cesta de alimentos. Com a pandemia, ela e o marido estão impossibilitados de trabalhar e garantir o sustento de casa. Os três filhos, por precaução, também estão em casa. A doação da LBV vai amenizar o sofrimento da família. “O meu maior medo é ficar sem o pão de cada dia. Cuidar de três filhos não é nada fácil. No momento, a gente não tem como ficar comprando as coisas. Tenho uma gratidão imensa à LBV por ter acolhido a Jenifer. Quando veio para a LBV, ela era muito nervosa, mas melhorou muito nesses dois anos.”

Além de Jenifer, Kellen tem ainda uma filha, que é autista. Segundo a mãe, o trabalho da Instituição fez com que o relacionamento entre as crianças melhorasse. “[As educadoras sociais] foram conversando com ela, e os trabalhos feitos ajudaram muito. Que continuem com esse trabalho. Eu agradeço muito!.”

Com a ajuda de Deus e com a Solidariedade e a união de todos, venceremos mais esse desafio coletivo. Faça parte desta corrente solidária fazendo a sua doação pelo site www.lbv.org.br. Acompanhe as ações realizadas pela LBV em prol das famílias aqui em nosso site e nas páginas da Instituição no Facebook e no Instagram.

Leia mais:  Começou hoje a segunda etapa de vacinação contra o sarampo

 

Comentários Facebook
publicidade

ARTIGOS

Ainda é seguro usar o Windows XP?

Publicado

Ainda é seguro usar o Windows XP?

Li uma reportagem antiga no blog a respeito das atualizações do Windows XP. Sou usuária completamente leiga e preciso voltar a usar um note XP.

Li também que houve uma atualização excepcional em 2020 e estou com esperanças de melhorar o meu note com ela, mas estou completamente perdida do que fazer. – Carla Leibel

Carla, não é mais recomendável usar o Windows XP. Essa versão do Windows deixou de receber atualizações de segurança regulares em 2014 e, mesmo com alguns “remendos” emergenciais e excepcionais, ela simplesmente não tem condições de oferecer o mínimo de segurança necessária para navegar na internet, por exemplo.

Existem casos muito específicos de sistemas que precisam funcionar e estão com versões antigas do Windows. Máquinas em hospitais que realizam operações muito específicas são um exemplo. Esses computadores não são usados em tarefas normais e ficam isolados na rede da instituição, o que ajuda a diminuir o risco.

É apenas para esse tipo de caso que ainda são lançadas essas atualizações excepcionais. Elas não são suficientes para garantir a segurança no acesso à internet.

Se você pretende utilizar o Windows XP em um notebook, provavelmente a intenção é utilizá-lo para tarefas gerais – edição de textos, pesquisas, navegação. Nesse caso, não há meio de garantir a segurança.

Se o computador é muito antigo e não é compatível com o Windows 10, o ideal é recorrer ao Linux. Em computadores antigos, o Linux normalmente oferece compatibilidade adequada com o hardware e, portanto, não será difícil instalar e usar o sistema. O Lubuntu é uma alternativa excelente para esses casos, sendo compatível com máquinas com menos de 512 MB de RAM.

Mesmo sendo leve, é um sistema moderno que recebe atualizações e vai garantir toda a sua segurança. Você não terá acesso a alguns programas do Windows, como o Microsoft Office, mas o Linux dispõe de alternativas de qualidade bastante semelhante e gratuitas. Se você precisa usar um computador antigo por alguma limitação financeira, é uma opção ainda melhor.

O Linux pode ser um pouco diferente e requer um tempo de adaptação. Além disso, você provavelmente vai precisar de ajuda para conseguir trocar o sistema. Mas não desanime – você ainda pode aproveitar um computador antigo dessa forma.

Leia mais:  Uberaba soma 180 casos confirmados de Covid-19; veja boletim da Prefeitura

Se você tem absoluta certeza de que não vai usar esse computador para navegar na internet e nem mesmo para abrir arquivos em pen drives, você pode tentar usar o Windows XP.

Há quem use o Windows XP dessa forma pela compatibilidade com jogos e programas antigos, por exemplo. Mas esteja ciente do risco: qualquer contato externo será sempre acompanhado de riscos muito maiores do que em sistemas atualizados e modernos.

E vale lembrar: não adianta usar o Windows 7, já que essa versão também deixou de receber correções de segurança. Sendo assim, sua única opção hoje é o Windows 10, já que o Windows 8 não oferece vantagens em termos de desempenho.

A não ser que a memória RAM esteja completamente esgotada, o consumo de memória raramente é um bom parâmetro para medir desempenho do computador — Foto: Altieres Rohr/G1

A não ser que a memória RAM esteja completamente esgotada, o consumo de memória raramente é um bom parâmetro para medir desempenho do computador — Foto: Altieres Rohr/G1

Computador ‘top’ com desempenho ruim é sinal de vírus?

Tenho uma máquina bem “top” e baixei umas coisas suspeitas. Acho que estou com vírus, pois, após ligar o PC e acessar o gerenciador de tarefas, o uso da memória já está em 40%. Comprei o PC há 2 meses. Se eu levar pra formatar, vai tirar todos os vírus?

Há um jeito de eu ter certeza que minha máquina está com vírus? – João Gabriel

Se você reformatar o disco e reinstalar o sistema operacional, os vírus devem ser removidos do seu computador. Mas a situação que você descreve não é necessariamente um indício de problema.

A não ser que a sua memória esteja completamente esgotada (100% de uso), o uso da memória raramente vai ser útil para detectar problemas com o desempenho do computador.

Embora muita gente pense que o uso elevado de memória seja um sinal de que o computador está lento ou que precisa de mais memória, esse nem sempre é o caso: quanto mais memória você tem disponível, mais memória os programas tentam usar para acelerar as tarefas que você realiza.

Por exemplo: se você tem mais memória, seu navegador web pode tentar armazenar mais informações sobre as páginas visitadas para acelerar o carregamento quando você usa o botão “Voltar”. Se você tem pouca memória, o navegador pode preferir liberar os dados ou transferi-los para o “arquivo de paginação”. Isso libera parte da memória, mas deixa tudo mais devagar.

Leia mais:  Começou hoje a segunda etapa de vacinação contra o sarampo

O Windows faz algo parecido. Quando o sistema detecta que você tem mais memória, o Windows inicia serviços em segundo plano em “processos” diferentes, o que ajuda a evitar travamentos e facilita o isolamento de problemas.

Resumindo essa história: não dá para comparar o uso de memória em dois computadores, a não ser que eles sejam exatamente iguais e tenham os mesmos programas instalados.

Infelizmente, não dá para saber se esse uso de 40% é mesmo sinal de que há um problema com o seu computador. O problema é você ter baixado conteúdo que você mesmo considera suspeito – afinal, você provavelmente tinha algum motivo para suspeitar daquele conteúdo.

Quanto à reinstalação do sistema, você mesmo pode realizar esse procedimento no Windows 10. Veja como:

  1. Clique no ícone do Windows (menu iniciar)
  2. Digite Fresh Start
  3. Clique na opção “Desempenho e integridade do dispositivo”
  4. Role para baixo até encontrar a opção “Fresh Start”
  5. Siga as instruções
Windows 10 tem recurso que facilita a reinstalação do sistema — Foto: Reprodução

Windows 10 tem recurso que facilita a reinstalação do sistema — Foto: Reprodução

Lembre-se que reinstalar o sistema apaga todos os seus arquivos e programas. Copie os seus dados para um HD externo ou para serviços de armazenamento em nuvem antes de realizar esse procedimento.

Verificação em duas etapas protege de golpe no WhatsApp?

Passei, num golpe, o código do WhatsApp. Entretanto, eu já tinha ativado aquela verificação em duas etapas. Então significa que estou protegida? – Renata Borges

Exatamente, Renata. Se você está com a verificação em duas etapas do WhatsApp ligada e não forneceu o seu PIN aos golpistas, eles não vão conseguir ativar a sua conta no celular deles.

É até possível que você perca temporariamente o acesso ao WhatsApp em casos como esse, já que os criminosos podem iniciar o processo de ativação com o código do SMS informado por você. Porém, eles não vão conseguir passar da etapa que pede o PIN e logo você poderá recomeçar o processo de ativação e reaver o seu acesso, sem perder nenhuma mensagem.

Ou seja: se você tem a verificação em duas etapas ativa e não informou o PIN, não é preciso se assustar. Mesmo que seu WhatsApp “caia” momentaneamente, os criminosos não conseguem concretizar o acesso.

Por: G1

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana