conecte-se conosco


POLÍTICA

Juíza nega pedido de Eduardo Bolsonaro para excluir publicações de Kim Kataguiri

Publicado em

POLÍTICA

source
Eduardo Bolsonaro pede exclus]ão de comentários de Kataguiri no Twitter, além de indenização por danos morais
IG – Último Segundo

Eduardo Bolsonaro pede exclus]ão de comentários de Kataguiri no Twitter, além de indenização por danos morais

A Justiça negou o pedido liminar do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP)  para que publicações do deputado Kim Kataguiri (DEM-SP) contra Eduardo e sua família sejam excluídas. A decisão é da juíza Thaíssa de Moura Guimarães, da 20ª Vara Cível de Brasília.

Segundo Eduardo Bolsonaro, as publicações de Kataguiri são “ofensivas e ilícitas” . Em 18 de dezembro de 2020, Kataguiri disse que Bolsonaro, assim como seu filho Eduardo, era “corrupto, vagabundo e quadrilheiro”.  A declaração se deu durante discurso na tribuna da Câmara dos Deputados.

Segundo a Thaíssa Guimarães, a manifestação dentro da Casa Legislativa é  abarcada pela imunidade parlamentar.

Do dia 3 de fevereiro em diante, Kim passou a publicar diariamente um tweet com a frase: “Bolsonaro é corrupto, vagabundo e quadrilheiro”. A juíza disse não haver “prova inequívoca” de que os xingamentos sejam direcionados a Eduardo Bolsonaro, porque ele tem o mesmo sobrenome do pai e o discurso feito na Câmara é direcionado a ambos.

Em seu twitter, Kataguiri publica constantemente a frase:
Reprodução Twitter/@kimpkat

Em seu twitter, Kataguiri publica constantemente a frase: “Bolsonaro é corrupto, vagabundo e quadrilheiro”

“Registre-se que o sobrenome Bolsonaro, quando dito de forma isolada e sem o prenome, como regra, remete à pessoa do presidente da República, e não ao requerente”, afirmou a juíza.

A Justiça diz que a remoção desse e de outros conteúdos postados por Kataguiri, em caráter liminar e sem maiores esclarecimentos dos fatos, “pode vir a afetar o interesse da coletividade, considerando-se que as acusações envolvem a função pública exercida pelo requerente e alegações de desvio de dinheiro público”.

O filho 03 do presidente da República quer o deputado do DEM seja condenado a pagar indenização de R$ 20 mil por danos morais — essa solicitação ainda será julgada no mérito.

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA

“Vou tomar por último, tem muita gente apavorada”, diz Bolsonaro sobre vacina

Publicados

em

Por

source
Presidente Jair Bolsonaro
Foto: Agência Brasil

Presidente Jair Bolsonaro

Na sexta-feira (16), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que não pretende tomar a vacina da Covid-19 agora. Em conversa com apoiadores que o esperavam em frente ao Palácio da Alvorada, o presidente justificou que a decisão é pelo fato de ter “muita gente apavorada” esperando pela vacina.

“O que acontece, tem muita gente apavorada aí aguardando a vacina, então deixa as pessoas tomarem na minha frente. Vou tomar por último. Eu acho que essa é uma atitude louvável. Porque tem gente que não sai de casa, está apavorado dentro de casa”, disse Bolsonaro. O presidente chegou a se queixar que a imprensa teria criticado a sua decisão de se vacinar por último. “Em vez da imprensa me elogiar, me critica”, afirmou.

Bolsonaro está apto a receber a vacina no Distrito Federal desde o dia 3 de abril. Antes, ele explicava que não ia se vacinar porque já teria contraído o vírus em julho do ano passado.

De acordo com dados do consórcio de veículos de imprensa da quinta-feira (15), 25.460.098 pessoas já receberam a primeira dose de vacina contra a Covid-19. O número representa 12,02% da população brasileira. A segunda dose já foi aplicada em 8.558.567 pessoas (4,04% da população do país) em todos os estados e no Distrito Federal.

Comentários Facebook
Continue lendo

ITURAMA E REGIÃO

POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

Mais Lidas da Semana