conecte-se conosco

Esportes

Jogadores testam positivo para Covid no Botafogo e no Corinthians

Publicado

Pouco antes de reiniciar os treinos presenciais no Estádio Nilton Santos ontem (20), o Botafogo divulgou o resultado de 353 testes para identificar o novo coronavírus (covid-19 19)feitos semana passada por funcionários, jogadores e respectivos familiares. Ao todo 17 pessoas testaram positivo para covid-19: cinco atletas, seis familiares e seis membros da comissão técnica.

De acordo com nota oficial, publicada no site do Alvinegro Carioca, os atletas já iniciaram o período de isolamento social e estão com acompanhamento diário do Departamento Médico. Os atletas que testaram positivo começaram a treinar de forma online.

Outro clube que divulgou resultados dos testes de covid 19 ontem (20) foi o Corinthians. Em nota oficial, o Timão revelou que dos 190 testes realizados entre os dias 18 e 19 da semana passada, 13 deram positivo para covid-19. São oito atletas infectados – os nomes não foram divulgados – que estão assintomáticos. Eles ficarão afastados das atividades do CT por dez dias e serão submetidos a novos exames.

Leia mais:  Rafael Dudamel desembarca em Belo Horizonte e inicia uma nova era no Atlético-MG

Outras cinco pessoas da comissão técnica e de outros departamentos do CT também foram diagnosticadas com o vírus e seguirão o mesmo cronograma de avaliações dos atletas. Entre elas, o massagista Raimundo “Ceará”, o único que teve o nome divulgado na nota oficial do Corinthians. Ceará apresentou sintomas da doença, chegou a ser hospitalizado, mas vem se recuperando. Como o massagista faz parte do grupo de risco -acima dos 60 anos -, ele não retornará às atividades, assim como os demais funcionários do CT.

O atacante Jô, recém-contratado, ainda não foi testado, o que deve ocorrer nos próximos dias.

Amanhã (22) está prevista a reapresentação de 19 jogadores, apenas para retirarem Equipamentos de proteção Individual (EPI) e materiais de treino – uniformes e chuteiras devem ser higienizados pelos atletas em suas casas. As atividades físicas presenciais estão programadas para recomeçar na terça-feira (23).

 

Por: Agência Brasil

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Análise: seguro de si, Flamengo amplia repertório e fica a um jogo do quinto título com Jorge Jesus

Publicado

Repare bem no primeiro gol do Flamengo na vitória sobre o Volta Redonda, pela semifinal da Taça Rio. Quando Filipe Luís encontra Gabigol, o atacante já sabe o que fazer. Para quem estava no estádio, o tapa na bola do camisa 9 parece até despretensioso, até que encontra Bruno Henrique livre no meio de uma desmontada zaga adversária.

Talvez Gabigol nem precisasse abrir os olhos para dar aquele passe. Ele sabia exatamente onde estaria Bruno Henrique. Você pode creditar isso ao entrosamento cada vez mais fino da dupla mais letal do atual futebol brasileiro. Mas também há uma boa dose do trabalho de Jorge Jesus.

Como o Mister disse após a vitória sobre o Boavista, o Flamengo joga da mesma maneira seja quem for o adversário. Os jogadores estão cada vez mais conscientes do que precisam fazer. O time funciona como uma precisa engrenagem, completamente automatizado.

Os mistérios do Mister

Quando o lateral Everton Silva, do Boavista, relata que não dá nem para entender o que os jogadores do Flamengo falam em campo, é mais do que mensagens cifradas. Termos como “pula uma casa” e “faz a movimentação do 3” são exemplos da metodologia empregada por Jorge Jesus no dia a dia, a grande responsável pela forma como o Flamengo atual joga.

Leia mais:  Rafael Dudamel desembarca em Belo Horizonte e inicia uma nova era no Atlético-MG

Jesus é notoriamente reticente quanto a falar de seus métodos de treino. Os jogadores também compraram a ideia. Questionado numa coletiva, Rafinha classificou os termos utilizados como “segredo de estado”.

Por um lado, há de se lamentar, porque conhecer a fundo os métodos do português enriqueceria o debate no futebol brasileiro. Por outro, talvez este seja o grande segredo deste Flamengo: como os jogadores conseguem executar de forma tão precisa e clara todas as ideias do Mister.

Gabigarçom ataca novamente

Automatizado, com jogadores de excelente qualidade técnica, o time se potencializa. E cada vez mais amplia seu arsenal. O artilheiro Gabigol agora virou camisa 10. Dentro de um sistema de jogo com o qual está familiar e lhe dá liberdade, ele desandou a dar assistências – são oito em 12 jogos em 2020, mais do que o triplo de sua melhor média na carreira.

Gerson cresce a cada dia. Ele domina o meio-campo. É o cara que inicia a pressão, elemento-chave do jogo rubro-negro. É quem desarma, quem inicia as jogadas, quem aparece na área para finalizar. Tudo dentro de um ambiente que lhe é familiar, que ele entende completamente o que precisa fazer e quando deve fazer.

Leia mais:  Sob risco de ausências, Cruzeiro se reapresenta sem grupo formado e com missão: acertar folha salarial
Jorge Jesus na vitória do Flamengo sobre o Volta Redonda na semifinal da Taça Rio no Carioca 2020 — Foto: Rudy Trindade / Framephoto / Estadão Conteúdo

Jorge Jesus na vitória do Flamengo sobre o Volta Redonda na semifinal da Taça Rio no Carioca 2020 — Foto: Rudy Trindade / Framephoto / Estadão Conteúdo

Os adversários do Flamengo no retorno do futebol foram todos de menor expressão. Feita a ressalva, a maneira como o time dominou amplamente as partidas chama a atenção.

Uma confirmação desta versão 2020 rubro-negra, ampliada e revisada por Jorge Jesus, pode acontecer diante do Fluminense, pela final da Taça Rio.

Num clássico valendo o título carioca para o Flamengo, será possível analisar ainda melhor em que nível está a equipe.

Por: Globo Esporte

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana