conecte-se conosco

POLÍTICA

João Doria lamenta mortes após deslizamento em Campos do Jordão

Publicado

source
João Doria arrow-options
Divulgação/ Governo do Estado de São Paulo

Joao Doria, governador do estado de São Paulo, lamentou a morte de quatro pessoas após deslizamento de terra

Leia também: Em São Paulo, Doria discute o novo PSDB com Fernando Henrique Cardoso

O governador de São Paulo João Doria (PSDB) usou sua conta no Twitter para lamentar a morte de  quatro pessoas após deslizamento de terra que aconteceu na madrugada deste sábado (14) em Campos do Jordão, após forte temporal na região.

Doria escreveu: “Minha solidariedade aos familiares das 4 vítimas que perderam suas vidas nos deslizamentos decorrentes das fortes chuvas que atingiram Campos do Jordão. Entre as vítimas, 1 senhora e 3 crianças. Momento de profunda dor para familiares, amigos e para população de Campos do Jordão.”

Segundo o governador, a Defesa Civil, a Polícia Militar e os Bombeiros do estado de São Paulo, além dos Intitutos de Pesquisas Tecnológicas e Geológico, estão desde a madrugada nas regiões atingidas, realizando trabalho de busca, mapeamento e isolamento de novas áreas de risco. 

Leia mais:  Joice Hasselmann demite 68 funcionários da comunicação da Câmara

“O Fundo Social de SP também está enviado mantimentos para as famílias que estão desalojadas por conta dessa triste tragédia”, concluiu em uma sequência de postagens. 


Deslizamento em Campos do Jordão

Na madrugada deste sábado (14), um deslizamento de terra deixou quatro mortos, sendo três da mesma família, nos bairros Vila Britânica e Monte Carlos, em Campos do Jordão, que fica a 184 quilômetros da capital paulista.

Entre os mortos estão uma mulher de 51 anos, um adolescente de 13 anos e duas crianças, de cinco e um ano e 11 meses. De acordo com a Defesa Civil estadual, a terra atingiu as casas, que acabaram desabando, após fortes chuvas durante a tarde e noite de sexta-feira (13).

Leia mais:  Vice-presidente do TRF-4 suspende orientação para prisão em segunda instância

Leia também: Novo recorde: em 10 meses de governo Doria, polícia prende 200 mil criminosos

Pelo menos 11 pessoas foram levadas ao pronto socorro municipal, com ferimentos. No total, 15 pessoas estão desalojadas e foram abrigadas em casa de parentes. 

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA

Enquanto era casada com Bolsonaro, Rogéria pagou R$ 95 mil em espécie por imóvel

Publicado

por

source
Rogéria Bolsonaro
Reprodução

Rogéria Bolsonaro, primeira esposa do atual chefe do Executivo brasileiro

A mãe de Flávio, Carlos e Eduardo Bolsonaro e ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Rogéria Bolsonaro , pagou R$ 95 mil por um apartamento localizado no Rio de Janeiro, em 1992, época em que ainda era casada com o atual chefe do Executivo. O valor hoje representa cerca de R$ 621 mil e foi pago na altura em dinheiro vivo, à vista, segundo a escritura obtida pelo jornal O Globo.

Rogéria foi casada em regime de comunhão parcial de bens com Bolsonaro , segundo consta no documento. A família já alugava o imóvel que depois foi comprado pelos Bolsonaro . Francisco Antonio da Paixão Brandi e a esposa, Alba de Medeiros Brandi, eram os antigos proprietários que fizeram a venda para ex-mulher de Bolsonaro e o atual presidente.

Questionada pela reportagem, Alba de Medeiros Brandi negou a negociação. “Nunca morei lá, nem coisa nenhuma. Não sei. Ele [Francisco] já morreu há muito tempo”, disse ao Globo.

Leia mais:  Mulheres denunciam golpe em evento que prometia Michelle Bolsonaro e Damares

A assinatura de Brandi, no entanto, consta no documento ao lado da assinatura de Francisco. Um escrevente, colega do cartório que assinou a escritura, confirmou a autenticidade das informações do contrato.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mais Lidas da Semana