Menu

Tesla planeja 'robôs-táxis' autônomos e sem volante para 2020

Tesla planeja 'robôs-táxis' autônomos e sem volante para 2020

Tesla planeja tornar realidade em 2020 "robô-táxis" autônomos, anunciou nesta segunda-feira (22) o presidente-executivo da empresa, Elon Musk, durante a apresentação de sua nova tecnologia para veículos sem motorista. O carro não tem volante.

Musk disse que ainda depende da aprovação das leis para o serviço de transporte autônomo de táxis, crucial para que os carros sem motorista comecem a funcionar de verdade.

"Estou muito confiante em prever os 'robôs-táxis' autônomos para o ano que vem", disse Musk, ao acrescentar que espera operar um modelo similar para o Uber ou o Airbnb.

Acrescentou que a Tesla pode adicionar um aplicativo de viagens compartilhadas e os proprietários de seus carros poderiam se beneficiar disso. A ideia é que, no futuro, os donos de veículos da montadora possam compartilhar seus carros.

"A utilidade fundamental dos veículos aumenta em um fator de cinco" com um sistema de táxis, disse.

A Tesla não é a única empresa a projetar carros sem os controles tradicionais. A General Motors, dona da Chevroletanunciou há pouco mais de 1 ano que pretende produzir em série um modelo sem volante e pedais chamado Cruise AV. A ambição da marca era colocar veículo nas ruas já em 2019, primeiro como serviço de transporte, nos EUA.

'Ele não bebe e dirige, não usa o celular enquanto dirige, não fica triste ou cansado, nunca se distrai e não produz emissões', dizia o comunicado da GM.

 

Cruise AV, carro sem volante ou pedais da GM — Foto: Divulgação

 

Acidentes investigados

Apesar da expectativa das montadoras, é necessária uma definição sobre as regulamentações. Os dispositivos de condução autônoma ainda enfrentam desafios e diversos vários acidentes já aconteceram com este tipo de tecnologia.

A própria Tesla é investigada por diversos casos envolvendo veículos que poderiam estar utilizando o sistema semiautônomo da empresa, chamado Autopilot, incluindo um acidente fatal na Califórnia em 2018.

Sua rival, a Uber, também teve um acidente fatal investigado. Um dos carros autônomos da empresa atropelou e matou um pedestre.

Autopilot em evolução

A empresa revelou que a nova geração do sistema Autopilot seria capaz de "autocondução completa". A Tesla já permite a autonomia parcial para seus carros, mas o caminho para ter a autonomia total enfrenta obstáculos legais e de regulação consideráveis.

O novo chip com a tecnologia anunciada pela Tesla chega em um momento em que empresas como Waymo, a Uber e os fabricantes tradicionais também trabalham para levar ao mercado os automóveis autônomos.

Musk disse que o chip, que está sendo instalado em todos os veículos da marca, tem um significado simbólico na condução autônoma.

"Inicialmente isto parecia improvável. Como é possível que a Tesla, que nunca havia criado um chip, poderia criar o melhor chip do mundo? Mas foi isso que aconteceu", disse.

Os veículos da Tesla não ainda não implementaram a definição padrão de autonomia de "nível 4", em que o carro controlaria todas as funções com um humano em espera, ou uma autonomia de "nível 5", que não necessitaria humanos.

  • FONTE: G1
voltar ao topo
Info for bonus Review bet365 here.