Menu

Alteração na CNH beneficia apenas condutor infrator, diz órgão de segurança no trânsito

Alteração na CNH beneficia apenas condutor infrator, diz órgão de segurança no trânsito

A decisão do presidente Jair Bolsonaro de ampliar a validade da CNH (carteira nacional de habilitação) de 5 para 10 anos e aumentar de 20 para 40 o limite de pontos para suspender o documento acendeu um alerta entre especialistas em trânsito. Há a avaliação de que a medida beneficiará apenas o motorista infrator e que a tendência será fazer com que os números de acidentes e mortes no trânsito, em queda desde 2010, voltem a crescer.

O pontapé para as mudanças nas regras foi dado nesta terça-feira (4) com apresentação ao Congresso de um projeto de lei responsável por fazer as alterações. ”É um projeto eu parece que é simples, mas atinge todo País”, disse Bolsonaro após entregar o texto ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

É um projeto eu parece que é simples, mas atinge todo Paíspresidente Jair Bolsonaro

Dados do Ministério da Saúde mostram que os acidentes de trânsito são a segunda maior causa de mortes externas no Brasil. O levantamento mais recente, indica que em 2017 morreram 35,3 mil pessoas em acidentes de trânsito. Além disso, um estudo baseado em 1,7 milhões de internações por acidentes de trânsito terrestre entre 2000 a 2013, apontou que 23,5% dos pacientes apresentaram diagnóstico sugestivo de sequela física, especialmente com amputação e traumatismo crânio encefálico.

Ainda de acordo com o ministério, as principais causas de acidentes envolvem situações passíveis de multa, como a combinação de álcool e direção, velocidade excessiva ou inadequada e o não uso de equipamento de proteção.

Nos 3 primeiros meses do ano passado, de acordo com dados do Registro Nacional de Infrações de Trânsito (Renainf), publicados pela revista Auto Papo, foram emitidas 15,4 milhões de autuações, a maioria por excesso de velocidade. Avançar o sinal vermelho e não uso do cinto de segurança também estão no ranking das multas.

Por causa do endurecimento nas regras de trânsito por meio do Código Brasileiro de Trânsito e rigor na fiscalização, o Brasil, de acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), conseguiu reduzir os índices de mortes e acidentes no trânsito. Em 2015, o País era campeão mundial em mortes no trânsito. No ano passado, havia caído para 5º lugar.

 

Impacto das alterações

O Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV) acrescenta que o aumento na validade da CNH irá “beneficiar somente os condutores infratores (menos de 5% da população brasileira), ou seja, justamente os que colocam em risco a vida dos demais 95% da população”.

O ONSV ressalta ainda que, em relação ao aumento no limite de pontos para suspender a habilitação, o percentual de beneficiados também é baixo. “Considerando que atualmente há 60 milhões de condutores com CNH e que, segundo levantamentos, de 15% a 18% deles são infratores contumaz, ou seja, cometeram mais de duas infrações ao ano, teremos aproximadamente 10 milhões de condutores beneficiados por essa medida, menos de 10% da população brasileira.”

Para o órgão, “a hierarquia e a disciplina precisam ser comuns a todos os condutores. Logo, flexibilizar a pontuação é contrária a este posicionamento”.

Por:msn.com

voltar ao topo
Info for bonus Review bet365 here.