Menu

Construção de usina de energia solar em Uberaba é tratada em audiência pública

Construção de usina de energia solar em Uberaba é tratada em audiência pública

Será realizada nesta terça-feira (10), em Uberaba, uma audiência pública sobre a Parceria Público-Privada (PPP) da construção da usina fotovoltaica na cidade. A audiência está marcada para as 14h, no Centro Administrativo da Prefeitura, na Avenida Dom Luiz Maria de Santana, 141, Bairro Mercês.

Até o dia 20 deste mês continua disponível pela internet para consulta pública o material sobre da instalação da usina. Além de participarem da audiência, os interessados podem enviar contribuições pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. .

Segundo o assessor de Assuntos Estratégicos Regionais, Glauber Faquineli, que integra o Conselho Gestor de PPPs, a participação dos cidadãos é democrática e importante no processo.

"É essencial que os interessados acessem os documentos, leiam e participem da audiência pública para debater, contribuir e esclarecer dúvidas", comentou.

Usina Fotovoltaica

O projeto prevê a construção de três usinas fotovoltaicas de cinco megawatts, com investimento de R$ 62 milhões via PPP. O contrato deve ser de 25 anos, no qual o concessionário deve fazer todo o investimento e ao final ele é revertido ao Município. Os estudos, produzidos pelo Instituto de Planejamento e Gestão de Cidades (IPGC) e pela empresa Innova Energy, foram entregues ao Conselho Gestor de PPPs no início de agosto.

"Até o final do ano queremos ter uma empresa autorizada e com ordem de serviço para iniciar esta concessão pública para a geração de energia a partir da radiação solar", comentou o prefeito de Uberaba, Paulo Piau.

O anúncio da instalação da usina em Uberaba foi feito em novembro de 2018, quando a empresa Innova Energy também protocolou na Prefeitura a solicitação de um Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), sobre a viabilidade de eficiência energética. A ideia é produzir energia solar para a redução de gastos do poder público.

Para o prefeito, no futuro, será possível substituir a energia comprada por geração própria, por meio de fonte sustentável como é a energia solar. "Isso diminuirá custos para a Prefeitura, pois com o uso de energia mais barata é possível sobrar recursos para aplicar em áreas relevantes para a sociedade", acrescentou Piau.

Por G1

voltar ao topo
Info for bonus Review bet365 here.