Menu

Monumento do Sagrado Coração de Jesus é o novo cartão de visita de Iturama

Monumento do Sagrado Coração de Jesus é o novo cartão de visita de Iturama

Em comemoração aos 121 anos de Fundação do Povoado de Santa Rosa, foi inaugurado na ultima sexta-feira (08), no trevo da Avenida Juca Pádua, entrada cidade o Monumento do Sagrado Coração de Jesus.

O prefeito Anderson Golfão, juntamente com Secretário Municipal de Educação e Cultura Milton Junior Marrega e o Padre Simeão escolheram essa data para inauguração por celebrar o dia dedicado ao Sagrado Coração de Jesus.

Às 19 horas, foi celebrada a Santa Missa na Igreja em Ação de Graças ao Padroeiro, em seguida os fiéis, juntamente com os padres de todas as paróquias de Iturama seguiram em carreata até o Monumento, onde centenas de pessoas já aguardavam a cerimônia de inauguração.

O Padre Geraldo Simeão, Pároco da Paróquia do Sagrado Coração de Jesus em Iturama destacou a importância da Fé e enfatizou o desejo dos fundadores para que esse sonho se tornasse realidade. Na oportunidade, parabenizou o prefeito Anderson Golfão pela iniciativa de cumprir essa promessa feita pelo Sr. Antônio Pádua Diniz e dona Dona Francisca Justiniana de Andrade.

A vice-prefeita Cidinha Longo, quando foi vereadora havia criado um projeto de lei para que o monumento fosse construído e emocionada destacou: “O prefeito Anderson é um homem de fé. Deus tocou o coração dele para que essa promessa de tantos anos atrás fosse concretizada.”

“Deus tem me abençoado com tudo que eu peço e só tenho a agradecer. Eu e a Cidinha tínhamos feito uma promessa de construir duas imagens de Santa Rita, sendo uma em Alexandrita e outra na paróquia do Bairro Newton Cardoso aqui em Iturama e Deus possibilitou cumprir. Em seguida, decidimos também cumprir o desejo daqueles que doaram as terras para iniciar o povoado de Santa Rosa a 121 anos atrás”, revelou o prefeito Anderson Golfão.

Diante de uma multidão de fiéis o Padre Ullian, vigário Forâneo acompanhado pelos demais padres abençoaram o Monumento, bem como todos os fiéis presentes.

Estiveram presentes todos os secretários municipais, padres, vereadores, militares, bombeiros, entre outras, autoridades civis e eclesiásticas.

Por Mauri Oliveira

WhatsApp_Image_2018-06-13_at_9.00.28_AM_1.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_9.00.28_AM_2.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_9.00.28_AM_3.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_9.00.28_AM_4.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_9.00.28_AM_5.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_9.00.28_AM_6.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_9.00.28_AM.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_9.00.49_AM_1.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_9.00.49_AM_2.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_9.00.49_AM_3.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_9.00.49_AM.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_9.04.18_AM.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.52.51_AM_2.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.52.51_AM_3.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.52.51_AM_4.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.52.51_AM.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.56.16_AM_1.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.56.16_AM_2.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.56.16_AM_3.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.56.16_AM.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.57.30_AM_1.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.57.30_AM_2.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.57.30_AM_3.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.57.30_AM_4.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.57.30_AM.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.58.26_AM_2.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.58.26_AM_3.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.58.26_AM_4.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.58.26_AM_5.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.59.18_AM_1.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.59.18_AM_3.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.59.18_AM_4.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.59.18_AM.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.59.55_AM_1.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.59.55_AM_2.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.59.55_AM_3.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.59.55_AM_4.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.59.55_AM_5.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.59.55_AM.jpeg

 

 

WhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.51.42_AM_2.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.51.42_AM_3.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.51.42_AM_4.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.51.42_AM_5.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.51.42_AM_6.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.51.42_AM.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.52.15_AM_1.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.52.15_AM_2.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.52.15_AM_3.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.52.15_AM_4.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.52.15_AM_5.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.52.15_AM.jpegWhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.52.51_AM_1.jpeg

 

WhatsApp_Image_2018-06-13_at_8.51.42_AM_1.jpeg

 

Ao finalizar esta matéria, para facilitar o entendimento dos nossos leitores, queremos destacar a história, que serve de informação e resgate a nossa cultura. Um levantamento realizado pela professora Aldeni Aparecida Alves Janones, que recebe o reconhecimento do prefeito Anderson pelos relevantes serviços prestados a comunidade ituramense.

 

E tudo começou com a promessa do Sr. Antônio Pádua Diniz ao Sagrado Coração de Jesus.

A devoção ao Sagrado Coração tem sua origem na própria Sagrada Escritura.

O Sagrado coração de Jesus foi revelado na França em 1673 quando o próprio Jesus Cristo apareceu a freira Santa Margarida Maria de Alacoque e na sua presença abriu a túnica que lhe cobria o peito e lhe mostrando o coração em chamas pediu que ela divulgasse a devoção ao seu sagrado coração.

Vários papas incentivaram esta devoção a todos que desejassem crescer na amizade com Jesus Pio IX instituiu a festa litúrgica do Sagrado Coração de Jesus. Propondo, segundo a recomendação dos santos, a consagração do mundo ao Coração de Jesus.

A fundação de Iturama está diretamente ligada a esta devoção

O casal Sr. Antônio Pádua Diniz e Dona Francisca Justiniana de Andrade, família rica e tradicional do Sul de Minas, eram proprietários de varias fazendas no pontal do Triângulo Mineiro. A família morava na fazenda próximo ao Ribeirão Bonito.

O Sr. Antônio Pádua Diniz era devoto do Sagrado Coração de Jesus todos os anos em sua residência na primeira semana de junho era celebrada uma missa em honra ao Sagrado Coração de Jesus e oravam a anunciação das doze promessas.

Preocupado com os rumores das Leis Abolicionistas e com a crise econômica na Monarquia Imperial estabelecida no Brasil a partir de 1870, e não havendo outra forma para sair da crise generalizada, fez uma promessa de doação de terras ao Sagrado Coração de Jesus para que iluminasse o Imperador, dando-lhe ideias para conter a crise estabelecida e o fim da escravidão.

Ele não chegou a concretizar a doação, pois faleceu em 22 de janeiro de 1872. Após 25 anos de sua morte, a viúva Dona Francisca Justiniana de Andrade, muito honesta e religiosa vendo que as intenções de seu falecido marido foram atendidas, resolveu cumprir a sua promessa.

Em 24 de março de 1897, Dona Francisca fez uma doação de 189 alqueires para a Diocese de Uberaba em honra ao Sagrado Coração de Jesus, de parte das terras da Fazenda Santa Rosa, sendo meia légua para cada lado do local onde deveria ser erguido a Capela e o Arraial.

A fazenda Santa Rosa nessa época era uma pousada de tropeiros e boiadeiros. Não houve a construção do Santuário exigido na transação, e posteriormente, o patrimônio foi vendido a terceiros.

A fundadora ainda viveu mais 20 anos após a doação, vindo a falecer em 29 de julho de 1917.

Muitos anos depois ao surgir o loteamento da COHAB – Bairro Tiradentes. O Prefeito neste período - Senhor Alípio Soares Barbosa doou para o Padre José Afonso Dé, na época pároco da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, um terreno para construir a Igreja, chegou a colocar a cruz e a pedra fundamental.

Como no Bairro Tiradentes (COHAB) já havia a capela construída pela comunidade dedicada a Sagrada Família e também num bairro próximo (Newton Cardoso) uma Capela para Santa Rita de Cássia, então o padre da época não achou necessário construir ali outra Igreja. Foi então separado uma parte do terreno para a Casa Paroquial e no restante do terreno foi construída a Escola Municipal Diretora Maria Sarah.

A capela que havia sido construída no Bairro Tiradentes foi sendo modificada e aumentada pelos próprios moradores do bairro, com recursos das quermesses que faziam no terreno onde depois foi construída a escola.

Em 1º de fevereiro de 1997 a igreja foi elevada a Paróquia Sagrado Coração de Jesus, deixando de ser a Capela da Sagrada Família, realizando aí o desejo da doadora das terras Dona Francisca Justiniana de Andrade, cumprindo o desejo do esposo Sr. Antônio Pádua Diniz.

A devoção ao Sagrado Coração de Jesus, em Iturama, iniciou no Santuário Nossa Senhora de Fátima, com o movimento do Apostolado da Oração, uma organização composta por leigos católicos cuja finalidade é a santificação pessoal, a evangelização e propagação da devoção ao Sagrado Coração de Jesus. Com a iniciativa do Padre Estanislau Adamcsyk e de Dona Jupira Silva Lima o Apostolado foi fundado em 14 de setembro de 1992 e com o passar dos anos se estendeu por todas as paróquias da cidade.

Hoje temos um Apostolado forte que mantém vivo o Coração de Jesus.

“...Conhecer para entender. Nenhum município surge num estalar de dedos ou num toque mágico. A ideia da criação de um povoado sim, brota de uma parceria entre o celebro e o coração, portanto vamos voltar um pouco no tempo e no espaço geográfico para buscar nossas origens, nossas raízes. Sejam elas cristãs, políticas, advindas de ideias preconcebidas ou não. O que realmente nos interessa é conhecer para entender como tudo começou...”

  Aldeni Aparecida Alves Janones

Inauguração do Monumento em Honra ao

Sagrado Coração de Jesus – 08/06/2018

 

 

voltar ao topo
Info for bonus Review bet365 here.