Menu

Gabi mostra o caminho, Brasil domina o Japão e ainda sonha com pódio na Copa do Mundo

Gabi mostra o caminho, Brasil domina o Japão e ainda sonha com pódio na Copa do Mundo

Parecia um replay de qualquer outro jogo entre Brasil e Japão. Do lado de lá, as japonesas se multiplicavam e, para cada bola ao chão, era preciso ter paciência. Não demorou muito, porém, e o Brasil descobriu o caminho rumo a mais uma vitória na Copa do Mundo. Em Sapporo, o time de José Roberto Guimarães venceu as donas da casa por 3 sets a 0, parciais 25/14, 25/20 e 25/23. Depois de três derrotas seguidas, a seleção vence a segunda em sequência e confirma a recuperação na competição.

- O resultado do jogo não mostra a realidade que foi a partida. O primeiro set foi fora da curva e o segundo e o terceiro foram disputados ponto a ponto. Quando o Japão tem a bola para contra-atacar é complicado parar o time delas. Elas têm muita velocidade. Sempre me preocupo muito nas partidas contra o Japão. É uma equipe que não desiste nunca e tem muita qualidade. Foi uma vitória importante - disse Zé Roberto.

E agora?

O Brasil encara Camarões nesta sexta-feira, às 2h (horário de Brasília), novamente com transmissão do SporTV2. A matemática diz que ainda há chances de título, mas o desempenho da líder China, invicta até aqui, impede qualquer sonho impossível. Mas o time de Zé Roberto ainda briga por um lugar no pódio. Para isso, precisa vencer seus últimos três jogos e torcer por tropeços de rivais. Além das camaronesas, as brasileiras ainda enfrentam Coreia do Sul e Rússia, rival direta por uma medalha.

Os nomes do jogo

Fabiana, principalmente no início, foi impecável. Lorenne e suas pancadas, fundamentais. Léia, assim como as japonesas, se multiplicou e deu volume de jogo à seleção. Gabi, porém, deixou a quadra como a melhor da partida. A ponteira apareceu muito bem durante todo o jogo e fechou como a maior pontuadora, com 16 pontos. Lorenne fez 15, e Fabiana fechou com 12. Pelo lado do Japão, o destaque foi a defesa, protagonista de alguns dos intermináveis ralis do confronto.

Brasil – Macris, Lorenne, Amanda, Gabi, Mara e Fabiana. Líbero – Léia.
Entraram – Roberta, Sheilla e Drussyla.

Como foi?

O início se apegou ao roteiro previsto. Incansáveis, as japonesas se multiplicavam em quadra e cobriam cada parte da defesa. Aos poucos, no entanto, o Brasil descobriu o caminho para mandar a bola ao chão. Macris – e Roberta também, na inversão – abusou das jogadas pelo meio e contou com a inspiração de Fabiana para garantir o bom triunfo no primeiro set, por 25 a 14.

 
Fabiana foi um dos destaques do Brasil na vitória — Foto: Divulgação/FIVB

Fabiana foi um dos destaques do Brasil na vitória — Foto: Divulgação/FIVB

O Japão cresceu no segundo set e passou a causar mais problemas às rivais. O passe brasileiro caiu de produção, abrindo o caminho para o eficiente contra-ataque japonês. Aos poucos, a distribuição melhorou, e o Brasil equilibrou a parcial. Na reta final, pelas mãos de Gabi e Drussyla, disparou. Fabiana, no fim, ampliou a vantagem: 25/20.

As donas da casa quiseram reagir e abriram 4 a 1 no terceiro set. Zé Roberto logo parou o jogo e tentou acertar o time. O Brasil conseguiu reagir por um tempo, mas o Japão voltou a abrir mais à frente, depois de uma sequência de erros da equipe (15/12). Só que o Brasil voltou a crescer na reta final. Gabi chamou o jogo para si e confirmou a vitória: 25/23.

As outras partidas e a classificação

Terça-feira (24/09)

República Dominicana 0 x 3 Estados Unidos - 22/25, 23/25 e 9/25
Camarões 2 x 3 Argentina - 25/21, 25/20, 20/25, 20/25 e 12/15
China 3 x 0 Quênia - 25/12, 25/12 e 25/14
Rússia 3 x 0 Holanda - 26/24, 25/18 e 25/20

voltar ao topo
Info for bonus Review bet365 here.