Menu

Heróis costumeiros, goleiros de Corinthians e Santos são criticados na semi

Heróis costumeiros, goleiros de Corinthians e Santos são criticados na semi

 

O Corinthians derrotou o Santos por 2 a 1 na tarde de ontem, na Arena Corinthians, e deu o primeiro passo em direção à final do Campeonato Paulista. A partida foi marcada por falhas individuais, que foram decisivas no resultado final.

Após sair na frente com gol de Manoel, o Corinthians viu a vantagem ruir em falha do goleiro Cássio. O camisa 1 saiu mal do gol em cobrança de escanteio de Jean Mota e amorteceu a bola para Derlis González empatar. Depois, foi o zagueiro Luiz Felipe que afastou errado e ofereceu o gol a Clayson. Quem também não escapou das críticas, principalmente pela atuação com os pés, foi o goleiro Vanderlei.

 

Montanha-russa dos goleiros

 

 

Herói da classificação do Corinthians na vitória sobre a Ferroviária nos pênaltis, Cássio se tornou vilão após a falha que concedeu o empate ao Santos logo após sua equipe abrir o placar. O arqueiro, no entanto, não concorda com a opinião de que ele falhou na jogada.

 

"Acho que foi muito mais infelicidade do que falha. Faz parte do jogo, vida que segue".

 

Vanderlei, por outro lado, já vem sendo perseguido pela torcida santista desde a contratação de Everson. Mesmo sem culpa nos gols do Corinthians, o camisa 1 não passou ileso pela derrota. O principal alvo foi seu trabalho com os pés, que na opinião dos críticos atrapalha o time na construção das jogadas.

 

Reservas dos rivais vivem situações distintas

 

Enquanto no Santos o zagueiro Luiz Felipe entrou como titular com a missão de substituir Gustavo Henrique, com um edema na coxa, e falhou feio ao entregar o gol para o atacante Clayson, no Corinthians existe o caso de quem precisa lutar para buscar um espaço no time. Jadson e Boselli, por exemplo, não tiveram a oportunidade de entrar em campo no primeiro duelo do mata-mata.

 

Rei dos clássicos

 

Fábio Carille tem motivo para assustar os arquirrivais. Com o triunfo obtido ontem, na Arena, o treinador alcançou a incrível marca de 72% de aproveitamento em clássicos - sendo que neste ano ele ainda não sabe o que é perder para Santos, Palmeiras ou São Paulo. São três vitórias e dois empates em 2019.

 

O que vem por aí

 

 

Santos e Corinthians voltam a se enfrentar na próxima segunda-feira e decidem a vaga para a final. Antes, ambos têm compromissos pela Copa do Brasil. O Peixe visita o Atlético-GO na quinta-feira, e o Corinthians recebe o Ceará na quarta.

O Corinthians não tem nenhum desfalque certo para o próximo duelo. A dúvida fica por conta do zagueiro Manoel, que deslocou o ombro esquerdo e vai fazer tratamento nos próximos dias. Danilo Avelar, com dois cartões amarelos, está pendurado. Já o Santos tem três dúvidas: Gustavo Henrique e Eduardo Sasha, que se recuperam de edema na coxa, e Felipe Aguilar, em observação no Hospital Sírio Libanês.

 

Fonte: Uol

 

voltar ao topo
Info for bonus Review bet365 here.