Menu

Santos marca nos acréscimos e vence o Botafogo na Vila

Santos marca nos acréscimos e vence o Botafogo na Vila

O Santos jogou pela primeira vez sem Dorival Júnior, mas, ao menos no teste inicial, a saída do treinador não surtiu efeito. 
Nesta quarta-feira, o time paulista exibiu a mesma dificuldade das últimas partidas, em nada lembrou a equipe criativa e incisiva de outras épocas, mas contou com um gol aos 50 minutos do segundo tempo para derrotar o Botafogo por 1 a 0, no Pacaembu, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. 
No estádio para acompanhar seu novo time, Levir Culpi percebeu que terá muito trabalho. Sem Lucas Lima, o interino Elano apostou no argentino Vecchio para criar as jogadas, depois de o argentino quase deixar o clube por falta de espaço. Não deu certo, e o Santos praticamente não levou perigo ao gol de Helton Leite até o minuto final, quando uma falta polêmica marcada próxima à área do Botafogo terminou no gol de Victor Ferraz. 
Por outro lado, o Botafogo não foi muito melhor, exceção feita ao incrível gol perdido por Rodrigo Pimpão no primeiro tempo, quando arrancou sozinho do meio de campo e preferiu o passe para Roger ao invés da finalização de frente para Vanderlei. O time carioca até chegou a controlar o duelo, principalmente na etapa final, mas também tropeçou na própria falta de criatividade. 
No fim, o resultado foi um grande castigo para o Botafogo, que parou nos sete pontos, um a mais do que o Santos, que comemorou muito o placar apesar da fraca atuação. 
FRACO 
Apesar da exibição decepcionante, o Santos até começou animando o torcedor que compareceu ao Pacaembu. Muito mais na base da vontade do que da qualidade, é verdade, mas com menos de 15 minutos, a equipe já havia criado suas duas principais oportunidades da partida. 
Logo aos três, Matheus Ribeiro encontrou Vitor Bueno com belo lançamento. O meia ajeitou de peito e Thiago Maia encheu o pé para boa defesa de Helton Leite. O goleiro voltou a aparecer bem dez minutos depois, quando Vitor Bueno roubou a bola pela esquerda e deixou com Arthur Gomes, que ganhou duas vezes na dividida e chutou em cima do botafoguense. 
Só que já no minuto seguinte, o Santos levou um grande susto. Matheus Ribeiro errou no meio de campo e entregou para Rodrigo Pimpão, que arrancou completamente sozinho. De frente para Vanderlei, preferiu tentar o toque para Roger e permitiu a recuperação de Thiago Maia, que travou no carrinho. 
No lance seguinte, Matheus Fernandes apareceu como surpresa na área e finalizou rente à trave.Foi o suficiente para o Botafogo crescer e passar a habitar o campo ofensivo. Aos 27, o time visitante tentou em cobrança de falta de João Paulo, mas Vanderlei voou para fazer grande defesa. Aos 38, a resposta santista veio também de longe, em chute arriscado por Thiago Maia que deu um susto no adversário. 
ACHADO 
O Santos voltou para a segunda etapa com o Jean Mota na vaga de Matheus Ribeiro, talvez na tentativa de dar mais criação pela esquerda. Vladimir Hernández também seria acionado, e até Rodrigão entrou para ser mais um alvo na jogada aérea, mas não deu certo. 
Não por falta de tentativa, já que os lances de bola parada eram as únicas armas do Santos. Mas David Braz e Kayke jogaram para fora, sem grande perigo, as duas melhores chances da equipe neste tipo de jogada. Do outro lado, o empate parecia agradar cada vez mais um Botafogo ainda bastante cansado pela maratona de jogos. 
E o clube carioca foi competente nesta tarefa até os 50 minutos, quando o árbitro Jailson Macedo Freitas viu falta sobre Victor Ferraz à beira da área. O próprio lateral foi para a cobrança e jogou sem muita força no canto de Helton Leite, que se atrapalhou com o quique da bola e viu ela morrer na rede. 
PRÓXIMOS JOGOS 
O time carioca volta a campo no domingo às 11 horas, diante do Coritiba, em casa. No mesmo dia, os paulistas encaram o Atlético-PR em Curitiba, às 19h.

Fonte: Região Noroeste

voltar ao topo
Info for bonus Review bet365 here.