Menu

Comércio dá desconto em uniformes de seleções eliminadas

Comerciantes de lojas de materiais esportivos de várias partes do Rio de Janeiro apostaram nas vendas de camisas esportivas de seleções tradicionais como o grande sucesso da Copa do Mundo no Brasil. Porém, com a eliminação de campeões mundiais como Espanha, Inglaterra e Itália, os planos tiveram que ser alterados e as camisas tiveram os preços baixados rapidamente.
Para tentar vender toda a mercadoria em estoque, os comerciantes trabalham com promoções de uniformes, que tentam atrair colecionadores brasileiros e turistas estrangeiros que estão no país para acompanhar o Mundial.
A rede de lojas Físico e Forma está realizando vendas com desconto para atualizar logo os uniformes em exposição. "Com a seleção sendo eliminada, os times acabam trocando de uniforme", informa Ângelo Cléber, gerente da loja da rede que fica em Botafogo. Ele complementa afirmando que os descontos são quase imediatos ao desempenho em campo: "As seleções que estão sendo eliminadas vão entrando logo em promoção, como Inglaterra e Espanha."

 

Costa Rica começa a ganhar fãs
Na Casa Cavaca, loja fundada em 1924 e que vende materiais esportivos há 20 anos, o empresário Paulo Henrique Coelho afirma que a redução do estoque é a melhor maneira de evitar prejuízos.

"A gente trabalha com estoque pequeno de camisas de seleções. Assim, sempre vende. Até se compra mais quando elas estão em jogo e ganhando, mas são times que sempre vendem." afirma o dono da loja, que funciona na Rua Uruguaiana. Mesmo com estoque menor, descontos de 20% a 30% devem ser dados a partir da próxima semana, de acordo com o que o mercado indicar.

Coelho afirma que os times que merecem um estoque maior são Portugal e Itália. Por serem países com colônias grandes e organizadas, sempre há mais torcedores dispostos a pagar pelas roupas usadas em campo pelos atletas.

Ele ainda destaca o aumento da procura por uniformes da seleção da Costa Rica, destaque do Grupo D, que se classificou na frente dos campeões Uruguai, Inglaterra e Itália.

A Gege Esportes, que possui seis lojas no Rio de Janeiro, também está com descontos para aumentar as vendas das camisas das seleções. De acordo com Ricardo Celestino, gerente da unidade da Praça Seca, afirma que sua loja está com desconto de R$ 50 nas camisas de Espanha, Japão e Rússia.

Segundo uniforme da Alemanha faz sucesso
Márcia Nogueira, sócia-gerente da Gol dos Times, que tem filiais no Centro do Rio de Janeiro, em Niterói e em Alcântara, afirma que a venda de camisas de seleções foi bem abaixo do esperado. Ela acredita que a distância das áreas turísticas da cidade pode ter prejudicado as vendas. "O Rio bombou com turistas, mas Niterói ficou abaixo. Tivemos até visita de chilenos, mas eles procuraram coisas do Brasil."

A exceção apontada pela empresária foi a Alemanha. "O segundo uniforme da Alemanha roubou a cena, por ser parecida com a camisa do Flamengo."

Ainda assim, ela não pensa em descontos, pois acredita que as camisas nas quais investiu são de seleções que sempre têm procura pelo consumidor.

Quem também ainda não pensa em descontos é a Centauro Esportes. De acordo com Alexandre Nicolas de Souza, gerente da unidade que funciona no Shopping Leblon, a venda de camisas de seleções, mesmo as eliminadas, teria registrado um significativo aumento. Ele afirma que, em tempos de Copa do Mundo, cerca de 70% dos clientes são estrangeiros. "As pessoas dos países destes uniformes o procuram." diz ele.

Fonte: G1.com

"

 

 

voltar ao topo
Info for bonus Review bet365 here.