Menu

Uruguai abre 1º centro de produção de remédios derivados da maconha na América Latina

Uruguai abre 1º centro de produção de remédios derivados da maconha na América Latina

Uruguai inaugurou nesta quarta-feira (28), em parceria com a empresa canadense Aurora, o primeiro laboratório de remédios derivados da maconha da América Latina.

O responsável por cortar a fita que envolvia o espaço que fica no departamento de Canelones, no sul do país, foi o presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez. Ele também fez um tour pelo laboratório.

Durante entrevista coletiva, o executivo-chefe da International Cannabis Corporation (ICC LAB), empresa comprada pelo Aurora Cannabis, Alejandro Antalich, declarou que o laboratório tem capacidade de produção para atender toda a América do Sul.

  • Antalich ainda sugeriu que a empresa poderia se "aventurar" e também tentar ser fornecedora da América Central e do México.
"Por muito tempo, o Uruguai foi conhecido como a Suíça da América. Acho que hoje, pelas mãos da Aurora, levando em conta que estamos criando uma nova indústria no Uruguai, temos a possibilidade de o país voltar a ser chamado assim", disse o executivo.

Segundo ele, a empresa investiu US$ 20 milhões no empreendimento. Do total, US$ 12 milhões foram destinados ao laboratório, que possui equipamentos de última geração importados de Itália e Canadá.

"O mais importante para a empresa sempre foi poder conseguir integrar verticalmente toda a matriz produtiva no Uruguai, o que nos permite ter acesso a custos de produção muito baixa e que nos transforma em um ator muito competitivo em nível mundial", explicou.

 
Pacote de maconha tipo Indica, com informações exigidas pelo governo do Uruguai — Foto: Carolina Dantas/G1

Pacote de maconha tipo Indica, com informações exigidas pelo governo do Uruguai — Foto: Carolina Dantas/G1

Uso terapêutico da maconha

Antalich explicou a jornalistas que o laboratório primeiro produzirá óleo de cannabidiol –componente não psicoativo da planta da maconha. Depois, focará também em outras vias de administração, como cápsulas, cremes e aerossóis.

A empresa também terá a uma equipe responsável por investigar as propriedades dos medicamentos derivados da maconha e criará uma fundação para capacitar médicos do Uruguai sobre os benefícios do uso da substância no tratamento de doenças.

O Uruguai foi o primeiro país do mundo a legalizar a maconha, em 2013, ainda sob a presidência de José Mujica. Em julho de 2017, o governo autorizou a venda de maconha para o uso recreativo em farmácias.

 

Por G1

voltar ao topo
Info for bonus Review bet365 here.