conecte-se conosco


CIÊNCIA E SAÚDE

HC-UFTM disponibiliza 54 leitos para tratamento da Covid-19 em Uberaba

Publicado em

CIÊNCIA E SAÚDE

O Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (HC-UFTM), em Uberaba, fez mais adequações na estrutura física para atender pacientes com suspeita ou confirmação de Covid-19. Em abril, a instituição hospitalar já havia divulgado algumas mudanças estruturais.

Até o momento, foram disponibilizados 54 leitos, sendo 38 de enfermaria adulta, pediátrica e obstétrica, e 16 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulta, pediátrica e neonatal. O hospital prevê ainda uma ampliação de mais 16 leitos de enfermaria, totalizando 70.

Para enfrentar a pandemia, o HC-UFTM recebeu R$ 3,8 milhões da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

O recurso foi aplicado na reforma e adequação do espaço físico, aquisição de monitores e ventiladores pulmonares, manutenção de ventiladores que já tinham na unidade, medicamentos e materiais médico-hospitalares, incluindo equipamentos de proteção individual (EPIs) e kits para testes de Covid-19.

Outro investimento foi em profissionais de saúde. No processo seletivo emergencial realizado pela Ebserh, foram disponibilizadas 119 vagas para contratação imediata pelo HC-UFTM.

Até agora, já foram contratados 95 profissionais temporários, incluindo enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas e médicos. Eles têm passado por capacitações para atendimento dos casos simples e graves de Covid-19.

Leia mais:  Reunião entre prefeito Bruno e direção da Cidade Imperial sacramenta criação de transportadora em Frutal

O HC-UFTM hospital é referência para receber gestantes e recém-nascidos com a doença. Para o atendimento da população em geral, é o segundo hospital de retaguarda, depois do Hospital Regional José Alencar (HR), para atender Uberaba e outros 26 municípios do Triângulo Mineiro.

Profissionais passam por treinamento sobre atendimento de pacientes com Covid-19 no HC-UFTM — Foto: João Pedro Vicente/HC-UFTM

Profissionais passam por treinamento sobre atendimento de pacientes com Covid-19 no HC-UFTM — Foto: João Pedro Vicente/HC-UFTM

Mudanças estruturais

O hospital tem feito adequações na estrutura física desde o dia 16 de março. As principais mudanças ocorreram no setores de Pronto Socorro, UTI Neonatal e Pediátrica, Ortopedia, Ginecologia e Obstetrícia

No Pronto Socorro, houve reserva de uma área de 145 m², com duas enfermarias, sala de prescrição e sala de isolamento, exclusivamente para casos suspeitos de Covid-19.

Na UTI Neonatal e Pediátrica, houve separação entre as áreas destinadas a recém-nascidos e crianças mais crescidas, em área protegida por antecâmara de acesso.

Ao final do corredor da Neurologia, uma sala de 119 m² foi reservada exclusivamente para adultos com Covid-19.

Na Ortopedia, duas enfermarias de isolamento receberam pintura, climatização, adaptações elétricas e hidráulicas para comportar um laboratório para exames diagnósticos para infecção pelo coronavírus.

Leia mais:  Novas obras serão inauguradas pela prefeitura em Iturama e Alexandrita

No setor de Ginecologia e Obstetrícia, parte da sala de espera foi transformada em um corredor formado por divisórias, servindo de antecâmara de isolamento para leitos destinados a gestantes com a doença.

HC-UFTM tem equipamentos que podem ser utilizados para o atendimento de complicações respiratórias decorrentes da Covid-19 — Foto: João Pedro Vicente/HC-UFTM

HC-UFTM tem equipamentos que podem ser utilizados para o atendimento de complicações respiratórias decorrentes da Covid-19 — Foto: João Pedro Vicente/HC-UFTM

Medidas internas e suspensão de atendimentos

Em março, o HC-UFTM já havia adotado uma série de medidas internas, visando a proteção da população e dos profissionais de saúde envolvidos.

Parte dos atendimentos ambulatoriais, as cirurgias eletivas e as visitas aos pacientes no HC-UFTM continuam suspensas. O objetivo é reduzir aglomerações por causa da pandemia do coronavírus.

Por G1

Comentários Facebook
Propaganda

CIÊNCIA E SAÚDE

Capacitação para agentes de endemias em Carneirinho

Publicados

em

Na manhã de hoje (22), os Agentes de Endemias da Secretaria Municipal de Saúde de Carneirinho participaram de uma capacitação de como usar como usar veneno pra matar as larvas em reservatórios e recipientes.

De acordo com o Diretor de Vigilância Sanitária e Epidemiologia, Fábio Souza Ribeiro (Fabio Caixeta), antes o produto utilizado era em pó e agora é em comprimido.

Comentários Facebook
Leia mais:  Reunião entre prefeito Bruno e direção da Cidade Imperial sacramenta criação de transportadora em Frutal
Continue lendo

ITURAMA E REGIÃO

POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

Mais Lidas da Semana