conecte-se conosco


ITURAMA E REGIÃO

Guarda Municipal flagra festa com 25 pessoas em Rio Preto

Publicado em

ITURAMA E REGIÃO

Policiais militares e guarda municipais acabaram com uma confraternização na primeira madrugada de lockdown em Rio Preto, nesta quarta-feira (17). O caso aconteceu no Jardim Santa Catarina, por volta de 4h30.

De acordo com boletim de ocorrência, ​a Guarda Civil Municipal recebeu uma denúncia anônima informando sobre a festa em uma chácara e foi até o local. Ao chegar na propriedade, os guardas flagraram cerca de 25 pessoas aglomeradas, sem uso de máscara ou distanciamento social. Ainda segundo o registro, os participantes da festa ouviam músicas e ingeriam bebidas alcoólicas.

Os guardas qualificaram dois organizadores da festa e identificou outros, porém, alguns participantes fugiram antes de serem identificados. O caso foi registrado na Central de Flagrantes, com os nomes de todos os participantes, como infração de medida sanitária preventiva.

Rio Preto e outras cidades da região entraram em lockdown hoje (17) e ficarão até dia 31. O lockdown proíbe qualquer tipo de aglomeração, reunião e até circulação de pessoas nas ruas de casa, exceto em casos profissionais ou pessoas que estejam procurando por atendimento médico. A intenção da medida é diminuir o contágio da covid-19, já que o sistema de saúde da cidade está praticamente colapsado.

Leia mais:  Servidores da SES realizam manifestações em 28 cidades nesta quarta

Por: SBT Interior

Comentários Facebook
Propaganda

CIÊNCIA E SAÚDE

Vacina da Fiocruz Minas e UFMG avança em testes de laboratório

Publicados

em

Um estudo para o desenvolvimento de uma vacina contra a covid-19 pelo Instituto René Rachou (Fiocruz Minas) e pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) concluiu, com “resultados bastante animadores”, a etapa de prova de conceito, informou ontem (12) a Agência Fiocruz. Tal etapa faz parte dos estudos pré-clínicos, em laboratório, e indica se a vacina tem potencial para produzir resposta imune e proteção contra a doença.

Cientistas do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Vacinas (INCTV) da Fiocruz Minas e do Centro de Tecnologia em Vacinas da UFMG trabalham no desenvolvimento deste imunizante, desde março de 2020. Segundo os pesquisadores, a vacina não apenas protegeu os camundongos usados na prova de conceito, como também evitou qualquer manifestação clínica da doença.

A pesquisa agora seguirá nos estudos pré-clínicos, com testes em macacos, considerados fundamentais para que se possa avançar em direção aos testes clínicos, em humanos. Nos primatas não-humanos, os pesquisadores vão investigar se a resposta imune causada pela vacina tem capacidade de produzir anticorpos contra o novo coronavírus.

Leia mais:  Bombeiros procuram por homem desaparecido em rio de Iturama

O início dos testes em humanos pode ocorrer ainda neste ano, segundo os pesquisadores responsáveis pelo estudo. Porém, essa etapa requer a produção de um lote piloto da vacina dentro de rigorosos critérios de boas práticas e controle de qualidade, o que exigirá maior volume de recursos financeiros.

O pesquisador Ricardo Gazzinelli, coordenador do INCTV, explica que a plataforma tecnológica usada na vacina consiste na combinação de duas proteínas, entre elas a proteína S, utilizada pelo novo coronavírus para invadir as células do hospedeiro. Essas proteínas são combinadas em uma proteína “quimera”, que obteve os resultados positivos na prova de conceito.

Por: Agência Brasil

Comentários Facebook
Continue lendo

ITURAMA E REGIÃO

POLICIAL

POLÍTICA

ECONOMIA

Mais Lidas da Semana